Um dos móveis de que mais sinto saudade era minha antiga escrivaninha. Por anos ela me acompanhou, suportando meus livros de escola, depois os da faculdade. Como ficava ao lado da minha cama, sua lateral funcionava como meu mural, onde eu colava milhares de bilhetinhos com as tarefas pendentes (e com as fórmulas de matemática e física, na época do vestibular!). Depois que me casei, ela continuou na casa de minha mãe, e ainda hoje é usada por minha irmã mais nova. Imaginem quantos anos se passaram, e ela ainda está firme e forte!

Outro dia, em uma loja de decoração, fiquei namorando uma mesinha, possivelmente a primeira “escrivaninha” que Catarina terá. Imaginei a filhotinha desenhando, pintando e lendo os livros de que tanto gosta. Que delícia! Procurando na internet achei muitos modelos interessantes, que eu mostro a seguir para vocês. Alguns são produzidos e comercializados no Brasil; outros são apenas inspirações para quem tem um bom marceneiro, ou um marido que gosta de colocar a mão na massa (meu pai era fantástico para essas coisas!). Sabia que dá até para aproveitar o antigo berço como escrivaninha para o quarto das crianças? Há um certo tempo publicamos a ideia em nossa fan page e fez muito sucesso!

Compacta: cabe em qualquer canto do quarto. Os quatro nichos internos ajudam a separar os materiais.

Fonte: http://tokstok.com.br/vitrine/produto.jsf?idItem=3136&bc=1

Fonte: http://tokstok.com.br

Publicidade

 

Reaproveitando o berço: coloque um tampo de madeira sobre o estrado do colchão e dê vida longa ao móvel de bebê!

 

Lúdica: os móveis dessa linha têm o desenho de um rostinho, para se aproximar do mundo infantil. Disponível em rosa ou azul, para que combine com o quarto do filhote.

Fonte: http://www.meumoveldemadeira.com.br/produto/escrivaninha-beto-e-bita-rosa

Fonte: http://www.meumoveldemadeira.com.br

Publicidade

 

Criativa: a ideia é perfeita, pois deixa espaço para cestos organizadores embaixo da escrivaninha. Com porta-papel e porta-lápis como esses, então, é de babar!

 

Estante de livros: adaptando uma estante para ser usada como escrivaninha. Ideal para irmãos que não conseguem ficar lado a lado estudando. Gostei muito também dos cestos pendurados, cheios de charme!

Fonte: http://www.bhg.com/decorating/small-spaces/strategies/small-space-home-offices/#page=19

Fonte: http://www.bhg.com

Publicidade

 

Prateleiras: use prateleiras múltiplas para formar uma escrivaninha! Essas aqui, fixas a um trilho, são bem bacanas, pois podem ser adaptadas à altura da criança, conforme ela cresce.

 

De madeira: simples e eficiente, para os primeiros anos de vida. Não se esqueça de grudar sobre ela as obras do arte do filhote!

 

Moderna: com nichos embaixo para os livros. As latas na parede, com função de organizadores, também ficaram nota 10!

Fonte: Pinterest

Fonte: Pinterest

 

Para poupar espaço: um tampo de madeira entre duas estantes, e um banco com lugar para cestos. Essa ideia é para aproveitar cada centímetro do quarto!

Fonte: http://www.marthastewart.com/268252/dream-desk?backto=true&backtourl=/photogallery/study-spaces#slide_1

Fonte: http://www.marthastewart.com

 

Em forma de nuvem: uma mesinha para o quarto do filhote ficar com um clima bem gostoso!

 

Abre e fecha: eu tive uma parecida como essa quando pequena, e era fenomenal! Quando aberta, é uma escrivaninha com nichos; fechada, é um quadro de fotos ou mural de recados!

 

Para os maiores: se o filhote já está crescido, você pode optar por modelos que fogem do ar infantil. O primeiro tem uma cama em cima (perfeito para quartos pequenos); o segundo é o básico, que na dúvida, quebra qualquer galho; e o terceiro tem prateleiras que ocupam toda a parede e que funcionam como objeto de decoração!