Quando Catarina era menor, eu achava que ela detestava dormir na minha cama. Nas noites de desespero, em que ela ficava horas acordada no meio da madrugada, eu tentava levá-la para lá, numa última tentativa de fazê-la dormir (e mesmo assim não tinha sucesso!). Naquela época me falavam: “olha, um dia ela não vai querer sair da sua cama!”, e eu não acreditava. Mas foi só o tempo passar que dei razão a todos que me diziam isso! Hoje a pequena acha a cama da mamãe e do papai o melhor lugar do mundo, e dormiria só lá se pudesse.

conversa_135a7ec7322f10175d76d556d4b9bfd4

Dizem que toda criança depois dos 2 anos adora dormir na cama dos pais (você aí concorda?). E aí começa a briga de convencer o filhote a ficar no próprio quarto. Por isso o livro sobre o qual falamos hoje é tão interessante – ele aborda de um jeito muito engraçado a questão. A menininha da história, Gabi, está convencida a dormir na cama dos pais; como seu pai não gosta da ideia, passa o tempo todo dando desculpas para tentar dissuadi-la. Papai diz que solta puns no meio da noite, que vampiros podem aparecer por lá, e até a Medusa entra na dança. Mas Gabi tem as respostas na ponta da língua! O jeito então é ser sincero com a filha, explicando por que é melhor que ela durma em seu quarto.

Uma ótima oportunidade de discutir com os pequenos o tema! Será que depois de ler, seu filho não vai querer dormir na caminha? Um livro gostoso, leve e divertido, com frases curtas que facilitam a leitura das crianças em fase de alfabetização. Recomendo!

Publicidade

 

Conversa para pai dormir

Texto: Ilan Brenman

Ilustrações: Guilherme Karsten

Editora: Brinque-Book

Idade recomendada: a partir dos 2 anos com leitura compartilhada; até 6 anos

Publicidade