Uma matéria recente do famoso jornal americano The Wall Street Journal relatou uma possível relação entre o aumento de acidentes com crianças pequenas e a utilização de smartphones por seus respectivos pais e cuidadores. Achei importante compartilhar isso com vocês por já ter presenciado uma situação semelhante, onde um bebê com cerca de 2 anos (fase em que eles adoram escalar tudo!) quase caía de um local elevado enquanto sua mãe acessava os e-mails por seu celular, sem perceber o perigo que seu filho corria.

Segundo a matéria, o número de pequenos acidentes com crianças de até 5 anos de idade aumentou significativamente nos últimos anos nos EUA, depois de décadas de diminuição das ocorrências. E uma possível explicação seria justamente a distração dos pais, uma vez que nessa idade os pequenos se colocam constantemente sob risco, e precisam da intervenção dos pais para tirá-los dessas situações. Já está provado que o uso desses dispositivos de comunicação móveis distraem o usuário e aumentam o risco de acidentes de trânsito. E a pergunta que fica é: será que não está acontecendo a mesma coisa em playgrounds, praças, onde pais (e também babás) estão ocupados olhando a tela de um smartphone?

Publicidade

Pequenos acidentes com crianças de até 5 anos ao longo da última década, nos EUA.

A sensação que temos é a de que não estamos distraídos ao enviar uma mensagem de texto, ou fazer um comentário numa rede social. Mas a verdade é que com crianças dessa idade alguns segundos de descuido podem levar a um acidente ou fazer com que as percamos de nosso campo visual. Fica portanto o alerta: avalie-se quanto ao uso desses dispositivos. Quando estiver com seu filho pequeno, evite se distrair com deles. Até porque é muito mais divertido quando você realmente participa da brincadeira com o filhote; aumenta a interação e o vínculo entre vocês!

Para ler a matéria em inglês, na íntegra, clique aqui.