Quando o bebê vai andar? O processo motor dos 2 aos 18 meses!

Por 0 Comentários


Se durante a gravidez uma das principais dúvidas das futuras mamães é quando o bebê vai começar a mexer na barriga, depois que a criança nasce aparecem os outros questionamentos, não é verdade? Quando será que o meu filho vai sorrir para mim? A primeira palavra, quando sai? E finalmente: quando o bebê vai andar?

Para responder a essa última dúvida, reuni nesse post uma lista das principais habilidades dos pequeninos, quando o assunto é dar os primeiros passos. Assim você compreenderá melhor o processo, até ter elementos para perceber, por você mesma, quando seu bebê vai andar (finalmente!).

Imagem: 123RF

É bom também lembrar que cada criança tem seu tempo. E pode ser que seu filho (ou outros bebês que você conheça) tenha levado mais ou menos tempo para desenvolver algumas dessas habilidades, diferente das médias que indiquei a seguir. Mas a dica é não se desesperar: esteja com as consultas no pediatra sempre em dia e relate todo o desenvolvimento do pequeno ao profissional, que irá avaliar se há algo errado.

Vamos conhecer então os marcos do desenvolvimento motor do bebê em cada fase? As informações foram retiradas do AIDPI (Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância), manual do Ministério da Saúde:

Entre dois e quatro meses: nessa fase os pequenos costumam já responder ao contato social. Ou seja, quando alguém interage com a criança, ela manifesta algum retorno, seja com os olhinhos, um sorriso ou até por meio de sons (ela começa a emitir os primeiros nesse período, inclusive dá gargalhadas). O bebê nessa fase também segura objetos e, quando está deitadinho de bruços, consegue levantar a cabeça apoiado nos antebraços. É o início de uma fase intensa de desenvolvimento, que resultará na habilidade de o bebê andar.

Veja mais: Desenvolvimento de 0 a 3 meses: o que o bebê já faz (e dicas do que fazer com ele)

Entre quatro e seis meses: o bebê começa a buscar ativamente objetos. Por exemplo, se você oferecer um brinquedo, ele vai estender os bracinhos ou mesmo jogar o corpo na tentativa de pegá-lo. Levar objetos à boca é mais uma característica desse período, assim como rolar e acompanhar sons (como quando você balança um instrumento de vários lados e o pequeno volta a cabeça em direção a ele).

Veja mais: 5 dicas para estimular o bebê entre o 4° e o 6° mês

Entre seis a nove meses: se antes o filhote rolava, nessa fase é que ele provavelmente conseguirá sentar sem apoio! Um novo desenvolvimento na fala ocorre também nesse período, que é quando a criança costuma duplicar sílabas (são os famosos “dada”, “mama”, que ela deve começar a falar). Passar objetos de uma mão para a outra é mais uma habilidade comum entre esses meses. O engatinhar tende a começar nessa etapa, e é comum que seu filho permaneça alguns meses só se movimentando com os braços e joelhos, antes de arriscar os primeiros passos.

Veja mais: Garanta a diversão com o filhote entre o 7° e o 9° mês!

Entre nove e 12 meses: nessa etapa geralmente o bebê começa a andar, mas ainda com apoio. Ele se apoiará nos móveis da casa e em você, até adquirir segurança de se lançar sozinho. O movimento de pinça com as mãos, útil para segurar objetos, é outra habilidade conquistada. Ah, e sabe aquela fase em que a criança costuma conversar com ela mesma (ou com outra pessoa), dizendo várias palavras incompreensíveis? Isso é o chamado “jargão” entre os pediatras, e é mais uma característica dessa fase (assim como imitar movimentos – dar tchau, mandar beijo, bater palmas).

Veja mais: 6 atividades imperdíveis para bebês entre 10 e 12 meses

Entre 12 e 15 meses: prepare os móveis da casa, porque agora o bebê consegue andar sem apoio! Quando perceber os primeiros passos, tente não se desesperar, pois as quedas serão inevitáveis (apenas retire pontos perigosos do meio do caminho). Muitos bebês ensaiam os primeiros passos arrastando cadeiras pela casa – certifique-se apenas de que esses móveis são estáveis o suficiente para não virar. A primeira palavra (que vai além das sílabas duplicadas) também costuma sair nessa fase. Aqui a criança passa a manifestar suas vontades de uma forma diferente do choro, seja por palavras ou, por exemplo, estendendo as mãos para apontar ou tentar alcançar o que deseja.

Veja mais: Como estimular o filhote entre 12 e 18 meses (ideias de brincadeiras super bacanas!)

Entre 15 e 18 meses: lembra quando você precisava dar comida na boca do seu filho? Agora, ele já está começando a criar a capacidade de se alimentar sozinho. Geralmente, nessa idade a criança come com colher ou garfo (sem a ajuda de ninguém), derramando pouco ou nada para fora do prato e da boca. Ah, e agora seu bebê também consegue andar para trás!

Espero ter contribuído para te tranquilizar sobre o processo que seu bebê vai percorrer até aprender a andar! E se estiver com receio de que o atraso no desenvolvimento realmente esteja acontecendo, a melhor saída é sempre conversar com o médico do seu filho!


 



Arquivado em: Desenvolvimento Tags:

Deixe seu comentário