Pingente de leite materno: mais uma forma de eternizar a memória do bebê

Por 0 Comentários


Que mãe não morre de vontade de guardar pequenas recordações do filho? Um fio de cabelo, o primeiro dentinho que caiu, além de muitas outras (nesse post aqui eu conto inclusive que algumas mães transformam bodies antigos do bebê em colchas, dá uma olhada). E para o post de hoje eu separei mais uma ideia genial, porque guarda não apenas uma lembrança da infância do seu filho, mas também sua, como mãe. Estou falando do pingente de leite materno, já ouviu falar?

Parece uma pedra como outra qualquer, mas, na verdade, é o leite materno solidificado. O líquido ganha essa forma e dureza depois de passar por um processo químico que pode levar até 20 dias. Nele, o leite materno é desidratado e vira um pó, para depois ser misturado a substâncias como resina ou outros produtos químicos de conservação.

O resultado é essa espécie de pedra branca, sem cheiro algum (caso você esteja se perguntando). Para a composição de cada peça, entram de 10 a 20 ml de leite materno. O pingente também pode ficar amarelado (a coloração varia) e há, ainda, quem adicione joias e brilho ao acessório.

Para quem gostou da ideia do pingente de leite materno e pensou em adquirir um, vale saber que há joalheiros que fazem o serviço. Geralmente o esquema é o seguinte: a mãe coleta seu leite em casa, congela, e depois leva ao profissional.

Aqui no Brasil, a loja Pingente de Amor, de Porto Alegre, é um exemplo de estabelecimento que faz o acessório. Já na Etsy há os produtos da NineTwoFive, do mesmo segmento, que lançou até um kit para a própria mãe fazer em casa o seu pingente de leite materno (conheça aqui).

Veja também: Joias para mães – os modelos mais lindos


 



Arquivado em: DiversãoNovidades Tags:

Deixe seu comentário