Dicas essenciais para organizar a cômoda do bebê (um mini manual!)

Por 0 Comentários


Hoje tem um post incrível sobre como organizar a cômoda do bebê aqui no blog! Simplesmente TUDO o que você precisa saber para a cômoda do seu filho ficar bem organizada, e para que você tenha tudo à mão na hora dos cuidados diários. Um mini manual (que de mini não tem nada, é incrível mesmo!) compartilhado pela querida Paula Tofanelli, personal organizer leitora do blog. Siga o Instagram dela aqui, que lá tem várias dicas de organização da casa! Vale a pena!

Por Paula Tofanelli

Ter um bebê não é uma decisão fácil. Além das transformações pelas quais a mulher passa, ocorrem alterações nos hormônios, de humor e mais uma infinidade de mudanças. E com a chegada do pequenino, parece que tudo vai desandar (pois, agora, você precisa cuidar dele também!). Sabe aquela correria do dia a dia que toda mãe conhece bem? O bebê que chora, a chupeta, trocar a fraldinha, fazer a higiene, tirar a roupa suja, colocar uma roupa limpinha, dar o “mamá”, o banho, a dorzinha… Ufa! Tudo isso sem tirar as mãos e os olhos do filhote.

Imagens: br.pinterest.com e casa.abril.com.br

Adaptar a nova rotina da família leva um tempinho, mas é possível! Tendo os recursos necessários para isso, de forma prática, rápida, acessível e tudo  num só lugar, as tarefas se tornam, sim, mais fáceis e menos turbulentas. E é por isso que hoje vamos falar sobre um dos móveis mais utilizados no dia a dia da mamãe e do bebê: a cômoda! Uma grande aliada e servidora para os momentos de correria!

Você pode estar em dúvida sobre como organizar a cômoda e o que colocar nela. Mas não precisa se preocupar! O que você precisa ter em mente é que a cômoda é o espaço mais usado da casa – por isso organize nela os itens mais importantes para cuidar do bebê no dia a dia. Bons exemplos do que colocar ali: itens de higiene, fraldas descartáveis, roupinhas de uso no momento (considerando o tamanho do bebê) e demais itens necessários diariamente. Basta saber como organizar, para que você tenha um melhor aproveitamento do espaço.

Então, vamos aprender como organizar a cômoda e quais materiais organizacionais utilizar, pois eles facilitam muito a vida da mamãe, do papai, da babá, do bebê e de toda a família.

  1. Faça uma Triagem

Para quem está organizando o enxoval, é muito importante fazer uma triagem das peças. Isso significa que neste primeiro momento, você só manterá no móvel o que estiver dentro da faixa etária da criança, ou seja, as peças com tamanho RN (recém-nascido) e de 0 a 3 meses. As peças de tamanho maior, que serão usadas num futuro próximo, devem ser organizadas por tamanho em outro espaço – pode ser o armário, por exemplo. Você não vai precisar dessas peças agora, então não precisa te-las à mão.

Importante: Aqui, estou ensinando a organizar a cômoda desde o início. Caso seu bebê já tenha passado desta fase, não tem problema! Faça a triagem das peças tirando aquilo que ele não usa ou não serve mais.  E mantenha na cômoda as peças que ele está usando no momento, ok?

 

  1. Cuidando das Roupinhas

É muito importante lavar as roupinhas e demais peças do enxoval: mantas, paninhos, fraldinhas de pano, meias e etc. Tudo com que o nenê terá contato direto precisa ser lavado antes. Para isso, utilize produtos adequados e aprovados para bebês. E não lave todas as roupinhas: como disse anteriormente, lave apenas o que o bebê for usar neste momento, que são as peças RN e de 0 a 3 meses. Conforme a criança for crescendo e perdendo as roupinhas, lave as de tamanho seguinte e vá substituindo na cômoda.

 

  1. Realize uma boa limpeza

Enquanto o enxoval é lavado, aproveite e faça uma boa limpeza na cômoda, principalmente dentro das gavetas, nichos e prateleiras. Evite o uso de produtos de limpeza para não deixar cheiro ou resíduos. Utilize um pano levemente úmido, ou siga as instruções do fabricante.

Dica importante: recomendamos iniciar a lavagem do enxoval e fazer a limpeza do móvel, a partir da 32ª semana de gestação. O quanto antes melhor, sempre! Não deixe para a última hora, mas também não lave muito no início.

Depois do enxoval lavado e a cômoda limpinha… hummm, dá até para sentir o cheirinho de nenê! É hora de organizar!!

 

Trocador e pertences do Bebê

Na grande maioria das vezes, o tampo da cômoda serve para colocar o trocador. Portanto, tudo precisa estar bem organizado nas gavetas e na superfície.

Ao lado do trocador, se a cômoda tiver um bom espaço, é possível colocar o kit de higiene do bebê, composto por: bandeja, garrafa térmica para água, potinho para água (que serve para molhar o algodão), pote de algodão e pote para hastes flexíveis. Algumas mamães preferem usar lenço umedecido ao invés do algodão. Uma dica: monte o kit conforme sua preferência, orientação e necessidade.

Às vezes o espaço da superfície não é o suficiente, cabendo apenas o trocador. Não tem problema, você pode organizar da seguinte forma:

  • Na primeira gaveta, coloque os itens mais usados e que precisam ficar à mão: fraldas descartáveis, pomada de assadura, algodão, lenço umedecido, hastes flexíveis, escovinha e pente de cabelo, cortador e lixa de unha, itens de higiene e cuidados bucal, álcool gel, chupetas e prendedor de chupeta. Gosto muito de deixar nessa primeira gaveta uma “farmacinha básica”, com: termômetro, aspirador nasal e aquele remedinho para dor e febre que a pediatra costuma receitar em casos de necessidade.

Imagens: Imagens: br.pinterest.com e ikea.com

Por experiência própria, já aconteceu comigo de perceber que o nenê estava meio quentinho e ter que pegar o termômetro na caixa de medicamentos. Detalhe: a caixa ficava na prateleira mais alta do armário, no maleiro! Conclusão: demorei, né?

Use cestinhas ou caixinhas sem tampa e de diversos tamanhos, para organizar e manter as coisas no lugar. Dessa forma, os objetos não se perdem na gaveta. Já as fraldas descartáveis, retire-as da embalagem e organize-as em colmeias ou em uma cestinha. Coloque-as na vertical, uma atrás da outra.

Imagem: Pinterest

  • Na segunda gaveta, organize os paninhos de boca, toalhinhas de ombro, babadores e fraldinhas de tecido, usados no caso dos bebês babarem ou de refluxo – facilitam muito a limpeza e são muito usados no dia a dia. Aqui, o uso das cestinhas, colméias organizadoras ou divisórias para gaveta é muito bem-vindo novamente.

Imagem: Pinterest

  • Nas gavetas abaixo, comece a organizar o vestuário do bebê. Peças que serão usadas no momento, RN (recém-nascido) e de 0 a 3 meses: meias, body, macacões, calças (culotes e mijões), shortinho, camisetinha e etc. Para facilitar esta tarefa, comece separando as roupas de acordo com o tamanho. Faça pilhas de RN e de 0 a 3 meses (que foram as peças que você lavou inicialmente, lembra?). E dentro de cada tamanho, que podemos chamar de categorias, faça pilhas das subcategorias – conforme o tipo da peça. Por exemplo: categoria de RN, subcategorias: body de manga curta, body de manga longa, mijões, culotes, macacões, meias, sapatinhos, camisetinhas, shorts, conjuntos e assim por diante. Faça isso com cada tamanho.

Dica: Gosto muito de usar os famosos “bloquinhos autoadesivos”, tem de diversas cores. Conforme faço as pilhas, escrevo na folhinha deste bloco o tamanho e o tipo de peça que corresponde àquela pilha. Exemplo: RN, body manga curta. Destaco a folhinha e colo em cima da última peça da pilha. Assim, fica fácil localizar as peças desejadas.

  • Assim que terminar de fazer as pilhas, é o momento de organizar as peças dentro das gavetas. Comece dobrando as peças, uma a uma, até chegarem ao formato de um retângulo – o suficiente para a peça ficar em “pé” sozinha e caber na gaveta. NADA DE PILHAS, não importa se na gaveta, caixas ou cestos, organize as peças sempre na vertical, uma atrás da outra. As pilhas impedem a visualização rápida e você não consegue ver o que está embaixo. E quando você pega uma peça, a pilha pode se desfazer, iniciando aquela baguncinha. Pilhas de roupas, somente nas prateleiras.

Imagem: Pinterest

  • Mantenha os conjuntos juntos. Ou seja, a peça de baixo junto com a peça de cima. Assim, fica mais fácil escolher e pegar – já vem todo o “pacotinho” de uma só vez.
  • Se couber nesta gaveta, acrescente ainda as toquinhas, luvinhas, sapatinhos de tecido e acessórios de cabelo – no caso das meninas, que usam e possuem muitos modelinhos. Essas peças, por serem pequenininhas e ficarem soltas na gaveta, podem se perder. Então, para manter a organização, tente compacta-las, usando cestinhas, caixinhas ou divisórias para as gavetas.
  • Organize as peças por cor: do tom mais claro para o escuro – cria um efeito visual mais bonito e mais fácil para escolher.
  • Não faça “bolotas de meias”: acaba estragando o elástico e ele fica frouxo. Para dobrar, coloque um pé em cima do outro, de maneira que fique calcanhar com calcanhar e dobre ao meio. Quando a meia é pequenininha, uma dobra ao meio é o suficiente. Conforme a peça é maior, o número de dobras aumenta. Mas no final todas devem ter a forma de um retângulo. Organize na vertical, uma atrás da outra. Pode ser usadas cestinhas, caixinhas ou colmeias para mantê-las organizadas.
  • Peças de ocasiões especiais: mantenha no armário ou em outro espaço. Como o próprio nome já diz, elas serão usadas em ocasiões e não no dia a dia – não é necessário mantê-las à mão.
  • Na hora de dobrar, tente padronizar o tamanho. Quando as peças ficam no mesmo tamanho você consegue otimizar mais espaço e fica mais bonito também. Para facilitar, você pode usar um gabarito profissional, ou você mesmo pode fazer o seu! Use papel cartão – por ser mais resistente e na cor que preferir, corte no tamanho 14cm (A) x 10cm (L) e plastifique – pois assim, ele tem maior durabilidade e fica mais rígido, facilitando a hora de dobrar.
  • Cueiros e mantas são utilizados em qualquer ocasião! Seja para proteger do sol, do vento, do ar condicionado, enfim. Eles podem ser mantidos na última gaveta. A regra é a mesma da utilizada para o vestuário: dobre as peças, uma a uma, até formarem um retângulo. Tente padronizar os tamanhos e organize na vertical, uma atrás da outra e do tom mais claro para o escuro.
  • Se depois da organização, ainda sobrar espaço na cômoda, inclua as roupas de 3 a 6 meses nas últimas gavetas.
  • Ao final da organização, use etiquetas para identificar os espaços e gavetas – discriminando o modelo e tamanho das peças. Você pode fazer as etiquetas no computador ou usar uma etiquetadora profissional, como abaixo:

Espero que tenha gostado das dicas e que elas ajudem na organização da cômoda/trocador do seu bebê. Em breve volto com mais algumas dicas de modelos de trocadores bem bacanas!


 



Arquivado em: Coisas de casaDecoração Tags:

Deixe seu comentário