Aspirador que joga o pó na água: como ele melhorou a alergia da minha filha!

Por 4 Comentários


Quem acompanha o blog há tempos sabe que um dos maiores problemas que já enfrentei com a Catarina foi sua alergia respiratória. Com apenas 9 meses Cacá teve sua primeira crise de asma, e com 1 ano e meio infelizmente foi parar na UTI. Foram os piores dias da minha vida, e não desejo isso para nenhuma família.

Na minha infância também fui uma criança asmática. Assim como minhas duas irmãs, meu pai, e todos os meus 7 primos pelo lado paterno. Ou seja, acredito que temos uma tendência genética para a doença. E não é que a pequena desenvolveu também? Iniciamos um tratamento logo depois da hospitalização, e minha filha melhorou muito, a ponto de eu achar que estava tudo resolvido. Realmente o pulmão dela ficou muito bom, mas então surgiram a rinite, a sinusite e as dores de ouvido. Antes que você me pergunte, ela não tem alergia alimentar que poderia causar isso, pois já fizemos os testes. E o que descobrimos é que a alergia dela é motivada sobretudo por pó e por ácaros. A isso ela é muito alérgica, indiscutivelmente.

Vocês não imaginam tudo o que eu procurei para resolver ou pelo menos amenizar o problema. Porque sei que, no caso da Cacá, tudo começa com a alergia: da rinite surge um catarro no nariz, que acaba entupindo tudo, até o ouvido. Coloquei capa de travesseiro antialérgica, deixava cobertores e colchão no sol sempre que possível (embora meu novo apartamento pegue pouca luminosidade direta), lavava cortinas, etc. Toda a saga que mães de alérgico conhecem bem!

Só que ainda não era suficiente. Como me mudei para uma área da cidade cheia de avenidas, percebia que o pó estava na casa inteira, por mais “paninhos” que passássemos. Limpávamos (falo no plural, porque tenho a ajuda de uma querida, que me auxilia há 11 anos) de manhã e à noite já via aquele pozinho de novo. E foi aí que eu comecei a procurar alternativas.

Foi então que descobri que na Europa, nos EUA, muitas famílias com alérgicos tinham em casa um tipo de aspirador de pó diferente. Ao invés de coletar a poeira em um saco, o equipamento jogava na água. A limpeza do ar, dos móveis era muito mais eficiente, porque a poeira não retorna para o ambiente (fica presa na água mesmo!). Se você tem um aspirador convencional em casa sabe: você passa e mesmo assim fica cheiro de pó no lugar (tanto que você não pode passar perto de crianças alérgica, de jeito nenhum!). Com esse novo tipo de aspirador é completamente diferente.

Namorei um bom tempo esse aspirador – ele é importado da Alemanha, e custa mais do que os aspiradores vendidos normalmente aqui. Até que ouvi uma amiga que tem o equipamento e que resolveu o problema de alergia na casa dela falar: “às vezes você gasta o mesmo valor numa TV. E, cá entre nós, eu uso o aspirador muito mais do que ela. É uma questão de simplesmente investir na saúde do seu filho”. Pois é, nessa hora eu resolvi comprar.

Entrei em contato com essa mesma empresa do aspirador que minha amiga tem, e que se chama Hyla (clique aqui). Na mesma semana o equipamento chegou, e a equipe veio fazer meu treinamento e da minha funcionária, para que o aproveitássemos ao máximo. Acho legal falar isso, porque é importante um bom atendimento também depois que você faz a compra.

Bom, mas, enfim, o que esse aspirador que joga o pó na água tem de tão diferente? Ao invés de só contar, vou mostrar a vocês (veja o vídeo a seguir e a descrição do teste aqui em casa):

Dia 1: era dia de faxina aqui em casa. Ou seja, além da minha auxiliar, tínhamos a ajuda de uma faxineira para fazer a limpeza pesada. Fizemos o seguinte: de manhã, limpamos o quarto da Cacá como elas sempre limpam (chão, cama, móveis, tapetinho). E à tarde voltamos para passar o Hyla, em um quarto teoricamente já limpo. Vejam o que aconteceu:

Quarto da Cacá: parecia bem limpo, né?

Então ligamos o Hyla e passamos em tudo de novo:

A água que colocamos no aspirador estava limpa (transparente!). E saiu assim, simplesmente preta!

E por que isso acontece? Primeiro porque quando você simplesmente passa um pano para limpar, parte da poeira fica no pano. E a outra simplesmente é jogada no ar, e se deposita novamente nos móveis e no chão. E em segundo lugar porque a força de sucção do Hyla é grande, e ele acaba fazendo uma limpeza muito mais profunda (em tapetes, almofadas, bichinhos de pelúcia, então, nem se fala!).

Dia 2: com o quarto bem mais limpo (não tinha mais aquela poeirinha nos móveis no dia seguinte, ou seja, a limpeza também dura mais tempo), resolvi atacar o colchão da Cacá. O Hyla é capaz de fazer uma limpeza mais profunda em estofados, colchões, etc, tirando os ácaros que moram lá. De novo o resultado foi água preta e com espuma no reservatório do Hyla. Na semana seguinte me toquei que a pequena dorme várias noites na minha cama (normalmente quando está amanhecendo ela vai para lá). Aí passei também no meu colchão, que também estava cheio de ácaros (juro que aqui tomamos o maior cuidado com a limpeza, e mesmo assim…).

Dia 3: resolvi usar outra funcionalidade do Hyla, de purificador de ar. Se você deixa-lo 20 minutos ligado em um quarto, com as janelas e portas fechadas, ele é capaz de filtrar o ar de todo o ambiente, devolvendo-o puro. Nesse ponto a própria Cacá já acordava com o nariz livre no dia seguinte (normalmente ela espirrava ao acordar, e sempre saía um pouco de muco). Minha experiência até agora é que isso parou de acontecer.

Dia 4: peguei travesseiro, almofadas que ficam nas camas e bichinhos de pelúcia e resolvi limpa-los. E como fazer isso, apenas aspirando? Não! O legal é que você consegue fazer com o Hyla um vácuo que mata os ácaros de tudo o que você colocou dentro do saco que acompanha o equipamento. Mais uma vez ele tira tudo: restos de pele, ácaros, pó e joga tudo na água. Cá entre nós, limpar travesseiros e almofadas é algo bem difícil de fazer, e normalmente é algo que não fazemos em casa, no máximo colocamos no sol, concorda?

Enfim, com menos de um mês de uso já notei melhoras significativas na Cacá:

– ela parou de coçar o nariz, principalmente quando brinca em cima dos tapetinhos do quarto (como meu piso é frio, eu acabei colocando os tapetes, é muito frio para ficar sem).

– muitas vezes a Cacá tossia quando deitava. Isso diminui muito nos primeiros dias e agora parou de acontecer definitivamente.

– Cacá parou de espirrar ao acordar (como eu disse acima).

– a quantidade de catarro no nariz diminui muuuito. Vejo que ela tem dormido muito melhor.

– não precisei dar antialérgico para a Cacá desde que começamos a usar o aspirador que joga o pó na água.

– até eu tenho notado o ar mais “leve” em casa. Nós usamos o Hyla quase todos os dias, então não é um equipamento que fica parado, você usa mesmo.

Depois que comprei o Hyla, descobri uma outra amiga que tem há cinco anos, e usa sempre até hoje. O equipamento nunca deu problema, sempre funcionou bem (que era outra dúvida que eu tinha).

Observando toda essa mudança, achei que seria legal relatar minha experiência para outras mães que estão procurando uma saída para a alergia dos filhos. Eu fiquei em dúvida se comprava, e hoje vejo que foi um super investimento na saúde da Cacá e que valeu a pena. A longo prazo acredito que a alergia dela ficará sob controle, o que para mim é uma vitória.

Se você ficou interessada no Hyla, acho que o melhor é marcar uma demonstração, para que você veja na prática se ele funciona na SUA casa. Conversei bastante com a empresa, e eles conseguiram oferecer uma condição bem legal de pagamento até o dia 31/12/17, para viabilizar a compra. Para entrar em contato com a Hyla do Brasil, que traz o equipamento alemão, é só clicar aqui.






Arquivado em: Saúde Tags:

Comentários (4)

Trackback URL

  1. Elisete Batista disse:

    Olá,boa noite!
    Eu gostaria de ter um desde,mas infelizmente não cabe no meu orçamento, tenho um filho de onze anos, que tem traqueostomia pra respirar e é muito secretivo, faço nebulizacao sempre nele.

  2. Diego disse:

    Qual modelo vc comprou?

  3. Filipe disse:

    Pergunta, quanto custa esse aparelho ?

Deixe seu comentário