Aprenda a fazer o pote da calma que brilha no escuro!

Por 2 Comentários


Uma versão mais nova e interessante do pote da calma! Dessa vez ele brilha no escuro, quer aprender a fazer para seu filho?

Aqui no blog eu já compartilhei com vocês o passo a passo para fazer um pote da calma, um experimento caseiro inspirado no conceito Montessori para acalmar bebês e crianças. Ele fez tanto sucesso entre as mães (afinal, tem coisa melhor do que algo simples que tranquiliza a criança, no meio de uma crise de birra ou descontentamento?), que para o post de hoje eu trouxe uma nova versão do pote: um modelo que brilha no escuro!

A ideia é que o pequeno desfrute dos mesmos benefícios do pote da calma tradicional: olhando para o interior do vidro (ou do plástico, que é à prova de quedas e por isso minha preferência), com pecinhas coloridas e em movimento, o filhote consegue prestar atenção ao momento presente e, consequentemente, acaba relaxando. A diferença é que esta versão pode ser usada para acalmar o filhote durante a noite também, sem precisar do acender completo das luzes (o que pode acabar atrapalhando ainda mais o sono) – um abajur já basta para utiliza-lo.

Você verá que para fazer esse pote da calma também não há segredo. A seguir, eu explico um passo a passo reunindo dicas que encontrei na internet. Vem ver para fazer o seu também!

Passo a passo para fazer o pote da calma que brilha no escuro:

Use um pedaço de tecido transparente (ou semi-transparente; colorido ou branco) e coloque no interior do pote. Um recipiente de plástico é melhor para a criança manusear, pode ser até uma garrafa pet. Depois, com tinta fluorescente, faça pontinhos usando um pincel, em todo o pote. Em seguida, feche o recipiente com a tampa e, se quiser, passe uma cola quente para fixar melhor (fácil, né?).

Caso você prefira não usar tecido no seu pote da calma, o resultado já fica incrível, como na foto acima. Mas, caso queira reforçar a energia de alguma cor, a utilização da peça no interior pode ser bacana. Também há a opção de usar tinta fosforescente mas, nesse caso, é preciso deixar o pote exposto à luz solar (ou artificial) por cerca de 15 minutos, depois de colorido, para que o objeto absorva o efeito de brilhar no escuro por alguns minutos. Já com a tinta fluorescente, é preciso que o pote fique em contato com alguma luz (como a de um abajur) para brilhar.

E aí, gostou? Faça e depois comente se funcionou para seu pequeno!


 



Arquivado em: AtividadesDiversão Tags:

Comentários (2)

Trackback URL

  1. MARIA ANTONIA FONSECA MELO disse:

    Gostei das duas ideias para o dia e para a noite. Vou fazer para o meu filho e depois conto a experiência aqui. Adoro suas postagens e dicas para as mães! Excelente trabalho que você realiza! Parabéns.

Deixe seu comentário