5 dicas (que funcionam!) para aliviar o inchaço na gravidez

Por 0 Comentários


Durante a gravidez, a mulher acaba retendo mais líquido pela ação dos hormônios – e uma das consequências desse fenômeno é o aparecimento de inchaços. São diversas as partes do corpo que podem ser afetadas pelo inchaço, sendo mais comum sua ocorrência nos tornozelos e pés (já que o útero pressiona as veias localizadas embaixo da barriga, e por isso o sangue circula mais devagar, fazendo com que haja concentração de líquido nos membros inferiores). No final da gestação outras partes do corpo passam a ser acometidas, como as mãos. Se você já esteve grávida, sabe que isso realmente acontece, o que pode gerar até uma boa dose de desconforto.

Mesmo sendo um processo natural que ocorre na estação, é possível tomar algumas medidas para aliviar o inchaço e evitar que a sensação se prolongue. Nesse post eu reuni 5 delas, mas se você tiver mais alguma dica que funcionou durante a sua gravidez, não deixe de me contar nos comentários, combinado?

Imagem: 123RF

Beba bastante água e evite sal: você já ouviu aquela velha história de que todos devem tomar pelo menos 2 litros de água por dia? Isso faz ainda mais sentido quando falamos da gestação (e tem especialistas que recomendam até 3 litros diários!). Evitar alimentos industrializados também é importante, pois esses produtos possuem alta concentração de sódio, o que beneficia a retenção de líquido e prejudica a pressão da grávida, que sobe. A hidratação em dia promove menor retenção de líquido e, consequentemente, menos inchaços!

Procure as melhores posições: quando ficamos durante muito tempo na mesma posição, atrapalhamos nossa circulação. Para evitar isso o bacana é, depois de cerca de duas horas, trocar de postura. Por exemplo: se você trabalha sentada, caminhe um pouquinho (cinco minutos que seja) e evite ficar muito tempo em pé. Elevar as pernas é outra prática benéfica, especialmente à noite. Uma dica adicional interessante é deixar as pernas a 45° aproximadamente, por cerca de 40 minutos (e também é válido dormir de lado com um travesseiro no meio das pernas ou embaixo do lençol, para deixá-las elevadas).

Pratique exercícios: a prática regular de exercícios físicos é mais um fator que contribui para o alívio do inchaço. Claro que é fundamental o acompanhamento médico para indicar quais atividades podem ser feitas ao longo da gravidez (e a intensidade delas) , para evitar excessos que também são prejudiciais. Mas acredite: pelo menos caminhadas diárias já fazem uma diferença importante na saúde!

Evite roupas apertadas: roupas apertadas contribuem para o inchaço e, também, para a má circulação do sangue e o aparecimento de varizes. Por isso, recorra sempre ao conforto na hora de se vestir. A regra vale também para os pés, inclusive para o salto alto, que agrava o inchaço e pode prejudicar a coluna.

Recorra a drenagens: a drenagem linfática é uma técnica que estimula os gânglios linfáticos e, dessa forma, a circulação do sangue e o escoamento de líquidos acumulados. Por isso é um procedimento muito bem-vindo para aliviar inchaços (além de ser uma espécie de massagem, que relaxa). Contudo, é fundamental conversar com o seu ginecologista antes de fazer uma sessão, pois para algumas grávidas a prática não é recomendada. Também é muito importante fazer a drenagem com um profissional qualificado (um fisioterapeuta), pois se feita da maneira errada pode estimular o parto prematuro ou até um aborto.


 



Arquivado em: Gravidez Tags:

Deixe seu comentário