4 brincadeiras diferentes com corda

Por 0 Comentários


“Senhoras e senhores, ponham a mão chão. Senhoras e senhores, pulem de um pé só. Senhoras e senhores, deem uma rodadinha…”. Quem não se lembra de cantigas como essa, que embalavam nossas brincadeiras de corda? Essa era uma maneira muito divertida que usávamos para brincar quando éramos crianças – e a boa notícia é que a corda continua sendo bastante usada pelos nossos pequenos!

O bacana das brincadeiras com corda é que elas misturam música, atividade física, e podem reunir um grande número de pequeninos para se divertir ao ar livre. E se o fim de semana aí na sua casa está “paradinho”, precisando de mais animação, uma boa ideia é ensinar ao seu filho uma das quatro atividades com corda que listo a seguir. Será que alguma delas fez parte da sua infância? Vem ver e convide o filhote (e quem sabe todas as crianças do prédio ou da rua) para uma tarde especial!

Imagem: 123RF

Andar no caminho: aqui as cordas ficam no chão, esticadas. A quantidade de cordas depende do número de crianças que vai brincar, mas a ideia é a seguinte: deixe uma corda distante cerca de meio metro da outra, e convide os pequenos para passar por esse “caminho” para chegar à “praia”, que vai estar do outro lado. A ideia é, aos poucos, ir aumentando a dificuldade da travessia, deixando as cordas mais juntinhas (de modo que uma hora a criança só consiga atravessar colocando um pé na frente do outro e, depois, nem isso!). Quem não conseguir, vai saindo.

Cobrinha: outra brincadeira com as cordas no chão é a cobrinha, mas, aqui, é preciso que duas pessoas, uma em cada ponta da corda, a movimente como se fosse uma cobra. Para embalar a atividade, cante “A cobra não tem pé” (“a cobra não tem pé, a cobra não tem mão, como é que a cobra sobe no pezinho de limão…”). Daí, os pequenos devem pular de um lado para o outro da cobrinha e, ao longo da música, quem estiver segurando a corda deve subi-la aos poucos para aumentar a dificuldade da brincadeira.

O ovo caiu no chão: assim como a brincadeira do “Homem bateu”, aqui uma música é cantada e, para cada trecho, a criança que estiver pulando deve ter uma reação. Funciona assim: quem estiver batendo a corda, começa cantando: “Mamãe mandou comprar um ovo, o ovo caiu no chão”, nesse momento quem está pulando deixa cair um objeto (um brinquedo de pano, por exemplo). E daí canta: “agora vou apanhar” e pega o brinquedo. O verso “e vou me mandar!” encerra a brincadeira, e o pequeno que estiver pulando deve sair da corda sem tropeçar, dando lugar ao próximo.

Dançando na corda: mais do que saltar, o desafio dessa brincadeira é dançar enquanto pula corda. Isso mesmo: duas crianças pulam corda juntas e fazem passos de dança também! Além de ser criativo, as regras do jogo (como sempre) implicam em não “queimar” (ou seja, tropeçar na corda) ou parar de pular. Coloque uma música animada e divirtam-se!




Arquivado em: Diversão Tags:

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail