Veja em segundos como é a visão dos bebês ao nascer

Por 0 Comentários


Entre as curiosidades que cercam o mundo dos bebês, uma das que mais intriga os adultos é a visão. Afinal de contas, como será que as crianças enxergam logo após o nascimento?

A verdade é que, nas primeiras semanas, elas não veem quase nada! Em dicas de brincadeiras para recém-nascidos aqui no blog eu já falei, inclusive, que os móbiles devem ser deixados a curtas distâncias do bebê (porque será somente lá pelo oitavo mês que a visão estará mais desenvolvida – oferecendo à criança a capacidade de enxergar mais nitidamente objetos distantes).

Para entender melhor sobre o desenvolvimento mês a mês da visão dos bebês no primeiro ano de vida, compartilho com vocês hoje um GIF muito bacana da Clinic Compare, um centro oftalmológico britânico, que mostra em alguns segundos o mundo pelos olhos dos pequenos. Vem ver (tenho certeza que ter essa ideia da visão do bebê vai colaborar na relação entre vocês)!

Imagem: 123RF

Afinal, como é o desenvolvimento da visão dos bebês?

Antes do primeiro mês de vida, o recém-nascido enxerga praticamente alguns borrões e, inclusive, não diferencia cores (apenas tons mais claros de mais escuros). Por isso é importante conversar com ele – uma vez que, ao contrário da visão, a audição é um sentido desenvolvido no bebê desde a barriga da mãe (ele pode não te ver ainda, mas te ouve!). Assistindo ao “mini-vídeo ” abaixo você entenderá a situação: eu achei quase desesperador não enxergar nada no começo (e imaginei a sensação para o bebê, como deve ser confusa!).

Já a percepção das imagens pela criança só passa a ganhar mais nitidez e foco a partir do primeiro mês de vida (mas só quando elas estão bem pertinho dele). Porém, o bebê ainda enxerga em preto e branco – e só depois dos dois meses que as cores aparecem!

No terceiro mês a nitidez vai aumentando, assim como a percepção dos rostos, e pro volta do oitavo mês a visão está quase que perfeita! Vamos ao GIF?

How does a baby’s eyesight develop? – Clinic Compare






Arquivado em: Desenvolvimento Tags:

Deixe seu comentário