A dificuldade em colocar a criança de 1 ano para dormir!

Por 0 Comentários


Conversando com muitas mães, eu percebo que o sono dos bebês é mesmo uma caixinha de surpresas. Enquanto Catarina só dormiu uma noite inteira depois de completar o primeiro ano de vida, sei que outros pequeninos passam a dormir mal justamente nessa fase, deixando os pais completamente perdidos (“meu filho sempre dormiu bem e agora passou a acordar? O que será que acontece?”).

Por isso, hoje tem um post especial da nossa consultora de soo, Michele Melão, sobre o assunto. Vem dar uma espiadinha para descobrir por que seu filho pode ter passado a apresentar problemas de sono nessa idade, e como resolver o problema!

Por Michele Melão

Isso até assusta um pouco os pais. De repente, sem nenhum motivo aparente, a criança de um ano, que sempre dormiu bem, passa a chorar para dormir, acordar diversas vezes à noite, chamar pelos pais, demonstrar uma dificuldade enorme de entrar no sono. E, muitas vezes, começa a fazer uma soneca apenas, chegando ao fim do dia mais do que exausta.

Imagem: 123RF

Nosso post de hoje é para ajudar as leitoras aqui do Mil Dicas de Mãe que estão passando pela regressão de sono dos 12 meses. Um momento difícil, onde os pais geralmente estão menos preparados para encarar esta mudança, já que muitas vezes, até então, o filho sempre dormiu ao menos razoavelmente bem.

O que fazer então?

– Reveja o dia do seu filho pensando na higiene de sono.

– Crie um ritual de sono (se ainda não existir).

– Crie um plano de sono para seu filho.

– Se possível, tenha alguém para te ajudar no ajuste desta regressão.

– Considere aplicar algum método de aprendizagem de sono.

Agora vou explicar cada item:

Reveja o dia do seu filho – Higiene de Sono

As crianças nessa idade aumentam a capacidade de ficarem acordados e muitas vezes será difícil reconhecer os sinais de sono do seu filho. Algumas famílias que seguem uma rotina de acordo com o comportamento do bebê podem ficar perdidas nesta fase, porque algumas crianças simplesmente não demonstram cansaço, até serem colocadas para dormir, quando começam a chorar muito porque já passaram do ponto. É importante levar em consideração as horas acordadas e o que essas crianças estão fazendo nessas horas (principalmente incluir atividades para as crianças que não frequentam berçário). A resistência e também os despertares podem surgir justamente porque a criança está muito cansada ou, pelo contrário, não está preparada para dormir – porque não fez atividades ou dormiu muito durante o dia. Nesta fase, duas sonecas de uma hora até 90 minutos são suficientes.

Crie um ritual de sono (se ainda não existir)

Muitas pessoas não gostam muito dos rituais, mas, nessa fase de tamanha agitação, é importante que a criança saiba que vai dormir, que tenha um tempo de atividades sequenciais antes do sono. É suficiente tomar um banho, trocar, ler um livro (que seu filho pode escolher entre 2 ou 3 opções), alimentação, limpar a boquinha, um pouco de colo para a criança ficar sonolenta e berço.  Nessa idade é importante que o fim da rotina seja sempre igual e que, com exceção dos dias em que a criança não está bem de saúde, não haja negociação. Daquele momento em diante, a criança terá que dormir.

Crie um plano de sono para seu filho

É importante ter um plano para acabar com os problemas de sono da criança. Por exemplo: se foi identificado que a criança acorda diversas vezes apenas para voltar para o colo, então os pais devem tentar ensinar seu filho a dormir fora do colo. Isso pode ser feito aos poucos: colocando o pequenino cada vez menos sonolento no berço, intensificando a repetição do ritual, tentando por alguns minutos a mais, a cada dia, manter a criança no berço. Enfim, existem diversas formas, mas uma vez definido qual será o plano, ele deve ser seguido por todos da casa.

Considere aplicar algum método de aprendizagem de sono

Existem diversos métodos de aprendizagem. Alguns têm mais colo, outros menos, outros são mesclados. Alguns exigem uma organização maior, com anotações e um diário da criança, outros são mais restritos em relação a horários, mas o fato é que a maioria deles é muito eficiente, se aplicada com carinho e paciência. Além dos consultores de sono especializados no assunto, os pais podem encontrar muita ajuda nos livros, como por exemplo “Soluções para Noites sem Choro – Elizabeth Pantley”, “12 Horas de Sono com 12 Semanas de Vida – S. Giordano” ou em outros mais conhecidos como o Nana Nenê (com métodos menos gentis) ou os livros da Tracy Hogg (Encantadora de Bebês).

O fato é que se seu filho começar a apresentar dificuldade para dormir nesta fase, o quanto antes os pais agirem para solucionar o problema, mais rápido e facilmente o padrão de sono da criança irá se ajustar. Além do descanso, os benefícios de um sono de qualidade para o crescimento e desenvolvimento da criança são inúmeros. Dormir faz muito bem para o corpo e para a mente dos nossos pequenos.




Arquivado em: Sono do bebê Tags:

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail