6 atividades imperdíveis para bebês entre 10 e 12 meses

Por 0 Comentários


Nossa, como o primeiro ano do bebê passa rápido! Quando você pisca, percebe que o aniversário de um aninho está chegando, e seu filho evoluiu muito! E para que você continue acompanhando nossos posts sobre o desenvolvimento dos pequenos, eu conto hoje como se comportam os filhotes entre os 10 e os 12 meses de vida – com dicas de brincadeiras para estimula-los nessa fase tão gostosa

Entre o décimo mês e o primeiro ano completo, muita coisa acontece com a criança, que estará prontinha para andar, manusear todos os tipos de objetos, e ainda entender algumas brincadeiras, que devem ser incentivadas para estimular a coordenação motora, a concentração e, claro, para fazer o filhote se divertir e passar ótimos momentos com você! Quer ver? Dá uma espiadinha nas informações a seguir!

Imagem: 123RF

Estimule movimentos

Mandar beijo, dar tchau, bater palmas e fazer caretas são gestos que as crianças entre 10 e 12 meses costumam fazer. Para incentivar o bebê, faça o movimento e espere que ele repita. E, claro, quando ele o fizer, faça a maior festa, para que ele se sinta estimulado.

É importante também ensinar o filhote a repetir essas ações nos momentos certos, como bater palmas acompanhando músicas, ou mandando beijinhos e dando tchau quando as visitas forem embora. Assim, ele começa a assimilar que essas atitudes fazem parte de um contexto.

Ofereça recipientes repletos de brinquedos e objetos

A partir dos dez meses, muitas crianças já conseguem agarrar com as mãos todos os tipos de objeto, desde os maiores até os menores. Por isso, é interessante separar um recipiente cheio de brinquedos (e outros utensílios com que o bebê possa brincar) e deixá-lo ao alcance do pequeno, para que ele pegue, sinta e desenvolva o tato.

Você notará que seu pequenino começa a explorar vários ambientes da casa, mexendo, inclusive, em gavetas e armários (por isso já é mais do que hora de tirar objetos perigosos de seu alcance). O ideal é que você escolha um cesto ou balde para os brinquedos, para que o bebê entenda que ali é seu espaço, e pode mexer à vontade.

Mais um item de estímulo que não pode faltar na sua casa são os livros infantis! Seu filho ainda não tem a habilidade motora fina muito desenvolvida, por isso os livros de pano ou de papel grosso (que não podem ser rasgados) continuam sendo os ideais para essa fase. Leia para ele, coloque entusiasmo na sua voz, e você verá como ele se interessa pela leitura!

Incentive o pequeno a ficar em pé

No décimo mês o filhote já se equilibra bem. Ele senta sozinho e fica com as costas eretas, e também fica em pé (a princípio, apoiado). Certifique-se de que ele se apoia em móveis seguros e faça festa quando ele conseguir se levantar, para que ele sina vontade de progredir no movimento. Você também pode colocar brinquedos em cima de móveis ou prateleiras baixas (típicas de quartos montessorianos), que o bebê alcança quando fica em pé. Isso será um estímulo extra para desenvolver sua habilidade de ficar sobre as pernas.

E a andar

É entre o nono e o décimo primeiro mês que muitas crianças começam a andar, ainda segurando em móveis. E você pode estimular essa habilidade com diversão: peça para o filhote pegar coisas para você (aproveite que ele curte pegar objetos à distância nessa fase) e ande segurando as mãozinhas dele (com o tempo, vendo que ele se sente seguro, vá tirando uma mão e depois a outra).

Também é bacana brincar de pega-pega: se aproxime da criança e fale “eu vou pegar!”, que a tendência será dela “fugir” – seja andando com apoio, engatinhando ou rolando (a partir dos dez meses ela vira para os dois lados). E pode apostar: a brincadeira vai render boas gargalhadas!

Dance com o bebê

Outro bom estímulo para fazer o filhote ficar em pé e dar alguns passinhos, ainda que com apoio, é dançando com ele. Coloque uma música ou um videoclipe na TV e dance, incentivando o pequeno a mexer o corpinho também. Você pode ajudá-lo segurando seu corpo inicialmente, mas pode apostar que não vai demorar muito para ele se remexer sozinho (ainda mais que a partir do sétimo mês ele adora pular, apoiado em móveis).

Aproveite também o banho

Sabe a brincadeira do “cabeça, ombro, joelho e pé”, para reconhecer as partes do corpo? É nessa fase que as crianças começar a assimilar o que é o quê. A partir do décimo mês, o bebê reconhece que a imagem que ele vê no espelho é dele mesmo – por isso vá mostrando (e nomeando) as partes do corpo, enquanto ele olha para o seu próprio reflexo. Uma dica bacana é fazer isso durante o banho, momento em que também dá para deixar a criança brincar com objetos (simples mesmo, como frascos vazios de xampus). Nessa fase elas veem as funcionalidades dos acessórios, e vão adorar se divertir enchendo e esvaziando os brinquedos na água.

Veja também:




Arquivado em: Desenvolvimento Tags:

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail