Estudo mostra que idioma é aprendido ainda nos primeiros meses de vida (e fica mais fácil desenvolvê-lo depois!)

Por 0 Comentários


Apesar de todos os avanços da ciência, muitos aspectos que dizem respeito aos bebês ainda estão envoltos em mistérios. E quando o assunto é comunicação, não é diferente. Embora já se saiba que as crianças são capazes de reconhecer, ainda dentro da barriga da mãe, vozes de parentes, ainda resta muito a descobrir sobre a influência dessa fase intra-uterina na capacidade linguística de uma pessoa adulta. Agora veja que interessante: recentemente, pesquisadores mostraram que não são só as vozes que os pequenos assimilam no útero, mas o idioma também. Já pensou nisso?

Imagem: 123RF

Quem apontou essa evidência foram pesquisadores da Universidade Hanyang, da Coreia do Sul, em um estudo publicado na revista científica Royal Society Open Science. A pesquisa investigou o aprendizado de adultos sul-coreanos que foram adotados ainda bebês por holandeses. E olha que impressionante: eles receberam um curso rápido de coreano e, durante o aprendizado, tiveram um desempenho ótimo, inclusive na pronúncia das palavras!

Foram analisados dois grupos: um composto por adultos que nunca tiveram contato com o idioma coreano na infância, e outro formado por adultos adotados antes dos seis meses de idade (ou seja, ainda estavam na chamada fase pré-linguística, não sabiam falar) ou depois dos 17 meses (fase em que já sabiam falar).

Antes do curso de coreano, os dois grupos apresentaram o mesmo desempenho mas, depois das aulas, o dos adotados apresentou resultados incríveis, especialmente na pronúncia.

Ou seja: mesmo que ainda muito nova, uma criança que seja adotada por pais que falam outra outra língua guarda, inconscientemente, o conhecimento linguístico de sua terra natal. E mais: essas informações afloram, caso ela tenha contato com o idioma nativo novamente, facilitando seu aprendizado.

Com a descoberta, os pesquisadores apontam que desenvolvemos habilidades cognitivas importantes ainda nos primeiros meses de vida! Então converse muito, muito com o pequeno enquanto ele ainda está na barriga!




Arquivado em: Desenvolvimento Tags:

Deixe seu comentário