Tratamentos contra cólicas: acupuntura se mostra eficaz, aponta novo estudo

Por 0 Comentários


Não é a primeira vez que eu falo aqui no blog sobre acupuntura. Para quem se interessa pelo assunto, nesse post tem uma entrevista (bastante esclarecedora) com a Dra. Marcia Yamamura, membro do Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura, que explica como a terapia milenar chinesa pode beneficiar bebês e crianças.

E para fortalecer esses ensinamentos, e compartilhar mais notícias importantes para os pais, é que hoje trago um novo estudo que aponta os benefícios da acupuntura, mais especificamente para o alívio de cólicas de bebês.

Publicado recentemente na revista científica “Acupuntura em medicina”, o estudo foi feito por duas pesquisadoras da Universidade de Lund, na Suécia. Para o experimento, participaram 147 bebês entre duas e oito semanas de vida – e todos  choravam excessivamente por conta de cólicas. Eles foram observados durante semanas e os resultados mostraram que aqueles que receberam acupuntura tiveram uma queda significativa no choro, ou seja, sentiram o alívio da dor. Assim, as estudiosas concluíram que a acupuntura pode ser, sim, um tratamento eficaz para amenizar cólicas em bebês.

Gostou da descoberta? Então vem saber mais:

Imagem: 123RF

Estudo e resultados

Os 147 bebês que participaram do estudo foram divididos em três grupos: um em que as crianças receberam acupuntura em apenas um ponto do corpo, durante dois a cinco segundos, sem estimulação (ou seja, os médicos não fizeram estimulação manual nas agulhas, apenas as colocaram no corpo dos bebês); outro grupo em que os pequenos receberam acupuntura sob medida, em um máximo de cinco pontos por até 30 segundos, com estimulação leve; e o terceiro grupo, que não recebeu acupuntura, apenas o tratamento tradicional para alívio de cólica.

As crianças receberam esses tratamentos durante duas semanas, e os pais ficaram encarregados de anotar quantas vezes e durante quanto tempo seu filho chorou.

Finalizado o período do experimento, as pesquisadoras observaram que a quantidade de tempo em que os bebês, de todos os grupos, choravam excessivamente caiu. Um aspecto positivo, mas sem novidades, porque de fato a intensidade da cólica diminui com o passar dos dias. Porém, o que chamou a atenção foram outros achados do estudo: a redução do choro foi maior nos pequenos que receberam qualquer tipo de acupuntura em relação aos que receberam apenas o tratamento padrão (eles choraram menos que três horas por dia!).

E mais: uma proporção significativamente maior de bebês nos grupos de acupuntura passou a não apresentar os quadros de cólica, em comparação às crianças do outro grupo. Em números, enquanto 16 bebês do primeiro grupo ainda tinham cólicas infantis, essa quantidade correspondia a 21 no segundo grupo e a 31 no terceiro (que não recebia acupuntura).

Crianças não choraram em mais da metade das sessões

Para quem acha que os bebês podem não ser receptivos à acupuntura, fica mais um dado relevante do estudo: das 388 sessões de acupuntura feitas nos bebês pesquisados, as crianças não choraram em 200 ocasiões (mais da metade), e choraram por menos de um minuto em 157 casos. Durante a pesquisa, apenas 31 tratamentos desencadearam uma crise de choro que durou mais de um minuto.

Vale destacar ainda que o estudo mostra que a acupuntura pode ajudar a diminuir de forma significativa a intensidade do choro dos pequenos que sofrem com cólica, mas é evidente que o choro não cessa com o tratamento, necessariamente. E nem é essa a intenção, afinal essa é uma forma comum de comunicação do bebê!






Arquivado em: Cuidados diários Tags:

Deixe seu comentário