Por que eu gosto tanto de Gilmore Girls (e estou esperando como louca a temporada nova!)

Por 2 Comentários


O post de hoje é um parênteses no Mil Dicas de Mãe. Não, não vou falar sobre bebês, cólicas, noites mal dormidas, nem amamentação. Sabe aquele dia em que você gostaria apenas de compartilhar alguns pensamentos, de falar com as amigas sobre seu programa preferido? Pois é, estou aqui para falar sobre Gilmore Girls, uma série de TV antiga, que está voltando na semana que vem! E que tem sido minha companheira, toda as noites, logo depois que Cacá dorme.

Gilmore Girls (WB) Season 1, 2000-2001 Episode: Love and War and Snow Airdate: December 14, 2000 Shown from left: Alexis Bledel (as Rory Gilmore), Lauren Graham (as Lorelai Gilmore)

Talvez eu queira contar sobre o programa porque há muito tempo não tenho tanto prazer em assistir algo (sendo muito sincera, não me lembro de ter tido essa sensação, depois que Catarina nasceu. Eu era uma noveleira de marca maior, e simplesmente abandonei as novelas – que, aliás, não me fazem falta – porque acredito que atualmente seja impossível deixar a televisão ligada nesse momento, na presença de uma criança). E certamente também porque ele me lembra muito a relação com a minha mãe, que era minha companhia para saborear as aventuras de Lorelai e Rory, dez anos atrás. Eu me recordo que ficávamos juntinhas, e não perdíamos um capítulo! Isso porque nos identificávamos com as personagens de alguma forma, e com a intensa relação de amizade que une mãe e filha no seriado.

Há dez anos, eu tinha praticamente a mesma idade da Rory jovem, e sonhava com meu futuro. Eu queria fazer a melhor faculdade do país, ter uma carreira de sucesso e conhecer o mundo todo. Eu era estudiosa, como a personagem, e extremamente focada nos meus objetivos. Eu me sentia um peixe fora d’água quando mudei de escola quase no colegial, e não me sentia amiga de ninguém. Ah, e eu era morena (ainda sou, mas com teimosos fios brancos, que já não consigo esconder ou arrancar), com olhos claros – e até fisicamente me identificava com a filha da divertida Lorelai Gilmore.

Assistindo a todos esses capítulos novamente (para lembrar de tudo antes do dia 25/11, quando será lançada a nova temporada, com as mesmas atrizes, só que dez anos depois!), é muito engraçado como minha percepção continua parcialmente a mesma. Vejo Rory na tela e me sinto como ela – mas eu queria tanto ser como a mãe dela! Queria ser divertida, autêntica, ter uma boa resposta sempre na ponta da língua, e não romantizar a vida, apenas encara-la de uma maneira mais leve, porque assim é muito mais fácil ser feliz!

gilmore-girls-1

Agora, sendo mãe, também vejo a relação mãe e filha por outro ângulo, e desejo tanto que um dia a Cacá me considere sua melhor amiga! Que possamos dividir gostos musicais, gastronômicos, que ela possa pensar nos momentos difíceis: “agora eu só queria um abraço da minha mãe. Aí vai ficar tudo bem!”.

Lá no Instagram do blog eu postei o trailer da nova temporada, com Rory e Lorelai Gilmore já adultas, e muitas mães comentaram que assistiam também! Vou deixar aqui, mas só se você prometer deixar seu comentário, me contando se curte tanto quanto eu!

Fique agora com um gostinho do que vem por aí (vai passar na Netflix, ok?):




Arquivado em: Diversão Tags:

Comentários (2)

Trackback URL

  1. Nossa. Faço minhas as suas palavras. Eu amo essa série e vivi situação parecida. A primeira vez que assisti tinha idade da Rory. Depois que minha mãe faleceu tve outra visão do seriado. E agora como mãe tenho outra. Acho que já asisti umas dez vezes as temporadas completas. Aguardo ansiosamente pelo especial deste ano.

  2. Adriana Rodrigues disse:

    Essa é a série da minha vida!
    Também me identificava muito com a Rory e sonhava(sonho) em ser como a Lorelay!
    Perdi a conta de quantas vezes assisti, comprei todas as temporadas e deixo no meu DVD prontinho para dar play “quando preciso”, porque sempre que passo por aqueles dias difíceis falo: “preciso ver as Gilmore”! Elas levantam meu astral!
    Acabei de assistir a temporada nova, estou muito emocionada, é como rever alguém especial!
    Para quem não viu a série vale muito a pena!

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail