Ácido fólico: porque a vitamina é a principal aliada das futuras mamães

Por 0 Comentários


Entre as vitaminas mais importantes que a mulher deve ingerir durante a gravidez está a B9. O chamado ácido fólico contribui para a formação do tubo neural (ou seja, do sistema nervoso) do feto – portanto, sua função no organismo da gestante não é pequena! Sabia que há médicos que sugerem a ingestão da vitamina para mulheres que querem engravidar?

Pois é, os benefícios são vários. E para entender melhor como a ingestão do ácido é positiva (e necessária) para as futuras mamães, reuni algumas informações sobre ele, assim como em quais alimentos é possível encontrá-lo. Está tudo nesse post – vale a pena se informar!

Imagem: 123RF

Imagem: 123RF

Como o ácido fólico beneficia o feto

Ainda no primeiro mês de gestação é formado o tubo neural do futuro bebê, que nada mais é do que seu sistema nervoso primitivo. O ácido fólico é importante para essa formação, mais precisamente para o fechamento do tubo, estrutura que, posteriormente, desenvolverá o cérebro e a medula espinhal do pequeno.

Se a mãe tiver carência de ácido fólico, o tubo neural poderá não se fechar completamente. Nesse caso, a criança poderá nascer com espinha bífida (quando algumas vértebras que recobrem a medula espinhal não são totalmente formadas, e permanecem abertas e sem se fundirem), ou sem uma parte do cérebro (ou mesmo sem cérebro, o que levará à morte poucos dias depois do nascimento).

O ácido fólico ajuda na produção de glóbulos vermelhos – ou seja: trata-se de um importante aliado na prevenção da anemia. Ele também atua junto ao DNA, e é importante para o crescimento celular da placenta e do feto.

 

Por que é importante tomar a vitamina antes de engravidar

Como já citado, o ácido fólico atua ainda no primeiro mês de gestação, que é quando ocorre o fechamento do tubo neural do feto. Portanto, a ingestão da vitamina pela mulher a partir do momento em que o casal decide engravidar é importante (porque às vezes a descoberta da gestação só chega mais tarde, depois desse período crítico).

Mas caso você já tenha descoberto a gravidez (sem ter tomado o ácido com antecedência), não se preocupe. Só não descuide do pré-natal e mantenha o cuidado com uma alimentação equilibrada durante toda a gestação, ok?

 

Alimentos com ácido fólico

Você pode encontrar ácido fólico em alimentos como lentilhas, feijão-preto, espinafre, quiabo, aspargo, brócolis, fígado, gema de ovo, frutas cítricas, carne vermelha, milho e cacau.

Além disso, em geral o ginecologista recomenda que a mãe (ou a mulher que queira engravidar) ingira ácido fólico em cápsulas, suplemento encontrado em farmácias. Vale destacar que a paciente só deve recorrer à vitamina dessa forma com orientação de um ginecologista ou de um nutricionista, pois, assim como a carência de vitaminas podem fazer mal à mãe e ao bebê, o excesso também é prejudicial. Portanto, não deixe de se consultar com um profissional – só ele tem a visão do que realmente você precisa (afinal, cada caso é um caso, e cada organismo funciona de uma forma!).




Arquivado em: AlimentaçãoGravidez Tags:

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail