Dicas para manter os mosquitos longe das crianças – e você pode praticar em casa!

Por 1 Comentário


Mesmo no inverno, precisamos estar alertas quanto aos mosquitos. Tenho um certo trauma sobre este tipo de inseto, e passei um tempo difícil com eles quando Catarina era um bebê. Uma vez, acabei prendendo um no mosquiteiro, e o resultado foi devastador: quase vinte picadas na minha pequena quando ela acordou no dia seguinte. Naquele tempo, não havia muita discussão sobre dengue em São Paulo, muito menos sobre o vírus zika. Imagino que se fosse hoje eu estaria muito mais preocupado com isso do que eu era naquela época!

Como eu sei que esta é uma preocupação para muitas mães, decidi discutir neste post algumas estratégias que desenvolvi, ao longo do tempo, para manter os mosquitos longe de Catarina. Espero que elas sejam úteis, e que você possa colocá-las em prática em sua casa!

Imagem: 123RF

Imagem: 123RF

1) Mosquiteiro: era a primeira barreira de proteção que eu usei, especialmente antes que eu pudesse colocar repelente na minha filhinha (para aqueles com idade inferior a seis meses, o produto não é recomendado, e você deve fazer uso de uma outra solução para afastar os insetos). funciona, desde que o berço/cama da criança fique totalmente coberto. Mas é necessária uma inspeção completa para ter certeza de que não há inseto preso lá dentro (o que nem sempre é fácil de garantir, especialmente se o seu filho ainda está sendo amamentado várias vezes durante a noite, quando você precisa abrir a rede. Se isso for o caso, eu recomendo que você use uma técnica adicional para evitar picadas).

2) Feche as janelas e portas de entrada: esta foi uma ação que se mostrou bastante importante por aqui! E lembre-se, eu descobri que 17h é demasiado tarde (eu fecho até às 15h para aumentar as chances de manter os mosquitos do lado de fora). Mas cuidado: se a área onde você mora está perto de um terreno fértil para o mosquito Aedes Aegypti, então você deve estar ciente de que este tipo de mosquito é mais ativo durante o dia! Isto significa que mesmo às 13h eles podem vir passar por suas janelas!

3) Telas em portas e janelas. Uma vez que nem todos os mosquitos esperaM até a noite para tentar “invadir” a sua casa, uma boa dica é usar telas para impedir a sua entrada, mas que permitam a circulação de ar. Na casa dos meus pais, por exemplo, eles instalaram tela (em quase) todos os lugares porque é uma casa cercada por vegetação e há muitos mosquitos. É muito melhor (embora eles possam entrar, ocasionalmente, por meio das aberturas na cozinha e banheiros!).

4) Creme repelente, gel ou spray: eu sempre usei produtos para bebês para Catarina, (estamos usando atualmente OFF! ®Kids que, para mim, tem um cheiro mais suave do que outras marcas, cujo odor acaba incomodando). Penso que esta é uma maneira interessante de proteção, e eu a combino com outras táticas (ou seja, mesmo com as outras precauções que tomo, se um mosquito ainda está no quarto – e eu sei que um é o suficiente para ser uma praga – esta forma de proteção garantirá que ele vai ficar longe de minha pequena).

5) Repelentes elétricos de tomadas: como Catarina teve problemas respiratórios quanto bebê, eu não usei repelentes convencionais. Eu comprei outro, um de um ultrassom (que eu poderia ouvir o ruído de frequência suave), mas não funcionou aqui. No entanto, há mães que relatam ter tido sucesso com ele (honestamente, eu não sei se é uma questão de marca ou tipo de inseto).

Em qualquer caso, estas foram as maneiras que eu encontrei para proteger Catarina. Se você tiver qualquer outra estratégia, me diga nos seus comentários!

selo




Arquivado em: Publieditorial Tags:

Comentários (1)

Trackback URL

  1. Ana disse:

    Minha filha é alergica a picada de mosquito e a forma que encontrei para proteger é o repelente de tomada de ultrasom! Realmente funcionou! E levo para qualquer lugar que viajamos! Tem nos quartos e na sala aqui de casa! Já testei mais de uma marca, mas duas achei bem eficientes. Acho que dei sorte com a primeira e por isso continuei investindo! E quando sai para rua, coloco repelente. Tem que proteger mesmo.

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail