Como o homem pode se conectar com a mulher depois que ela vira mãe

Por 0 Comentários


Se você já passou pela fase do pós-parto, sabe que a relação entre o homem e a mulher muda muito.  Vivi isso por aqui: antes da Catarina nascer, era como se eu e meu marido fôssemos eternos namorados – viajávamos, jantávamos fora, tínhamos todo nosso tempo livre para ficar um com o outro. Foram anos de casamento sem uma filha e confesso que a mudança para o papel de pai e mãe foi bem impactante.

Depois que uma mulher passa pelo nascimento do filho, seu foco muda completamente. Imagino que isso seja difícil para o companheiro, afinal, em muitas horas ele se sente sozinho. Aquela mulher não tem mais tempo disponível e toda a sua dedicação está voltada para o bebê que chegou. E, por mais improvável que possa parecer para esse homem, é importante que ele saiba: essa mulher também está se sentindo muito, muito só.

Por isso, achei que seria bacana escrever esse post, sobre como um pai pode se conectar com essa mãe. Porque no fundo eles continuam a ser um casal, e quanto mais forte e bonita a relação que estabelecem, melhor para o filho que acaba de nascer!

Imagem: 123RF

Imagem: 123RF

1) Conecte-se com o bebê. Porque, homem, essa mulher deseja mais do que tudo, nesse momento, que você seja pai. Que acolha essa criança, que a ame tanto quanto ela. Ela deseja que seus olhos brilhem com a chegada do filho e que você dê a ele todo o seu amor. Participe, cuide, execute as tarefas relacionadas ao bebê nas quais você pode ser útil. Você verá que sua esposa lhe terá na mais alta conta!

2) Blinde-a dos palpites alheios. É fundamental que você, marido, saiba que essa mãe está muito fragilizada. Ao mesmo tempo em que está radiante pelo nascimento do filho, ela está cheia de dúvidas, medos, culpas! E quanto mais as pessoas ao redor palpitam (lembrando que palpite é muito diferente de ajuda – tem gente que sabe realmente ajudar uma mãe no pós-parto e isso é incrível!), pior ela se sente. Assim, seja seu “fiel escudeiro”, aquele que mostra o limite saudável para aqueles que adoram dar uma opinião que não foi solicitada. Também diga com todas as letras que você acredita que ela é a melhor mãe que seu filho poderia ter!

3) Mostre que você está ao seu lado. Isso quer dizer que ela pode contar com você sempre! Que pode pedir para que você compre um pacote de fraldas na volta do trabalho, ou que pode deixar o bebê aos seus cuidados para um compromisso – e que você dará conta! Mais do que isso: diga o quanto você está feliz com essa nova família que vocês constituíram, e que ela não é um motivo de preocupação, e sim de muito orgulho!

4) Converse, converse, converse! Dizem por aí que homens não gostam muito dessa tal de conversa, mas ela é fundamental nessa nova etapa que pai e mãe vivem. Manter um diálogo aberto, franco é algo fundamental para que a relação continue forte, e não haja distanciamento. Muitas vezes achamos que o outro está pensando algo que não está, que está sentindo algo que nem passa pela cabeça do companheiro! E a melhor forma de tirar essas caraminholas da cabeça é com um bom papo!

5) Ame-a como você sempre amou. E tenha paciência para perceber que há um tempo para que a intimidade volte a ser como antes. Perceba que o corpo da sua mulher está diferente: suas formas mudaram durante a gravidez, seu peito está cheio de leite, seus hormônios enlouquecidos! Aliás, é possível que a prolactina, responsável pela produção de leite materno, cause ressecamento vaginal, o que é um entrave a mais para a volta à intimidade. Esse problema é bem comum e pode ser tratado com um hidratante vaginal, como o Vagidrat. Ele pode ser aplicado com antecedência e dura até três dias. Funciona muito melhor do que um lubrificante porque também é tratamento, restaurando a umidade natural da vagina e o pH natural dela.

Apesar das mudanças, mostre a essa mulher o quanto você a acha linda! Que ela ainda é a menina dos seus olhos, e continuará sendo!

selo




Arquivado em: Papo de mãePublieditorial Tags:

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail