Aruba com crianças: um guia completo de tudo o que você precisa saber para aproveitar a viagem!

Por 6 Comentários


Quem acompanha o blog pelo Instagram sabe que em julho fizemos uma viagem muito, muito bacana com Catarina. O destino foi uma ilhazinha próxima ao Brasil, com as praias mais bonitas que eu vi até hoje (não desmerecendo as brasileiras, que são lindas! Mas quem já molhou os pés no mar do Caribe sabe do que estou falando: água transparente, peixes nadando no raso, limpeza total, e ao longe uma cor verde azulada que você não acredita ser possível!). Por isso, neste post, eu trago o início de um especial sobre Aruba com crianças, para animar todos as mães e pais a levarem seus pequenos até lá. Eu garanto: você vai voltar tão maravilhado, que vai querer voltar muitas outras vezes!

O sentimento que fica: I Love Aruba!

O sentimento que fica: I Love Aruba!

Voos para Aruba

Nós partimos de São Paulo, tendo como destino final o Aeroporto Internacional de Aruba, o Reina Beatrix. Atualmente não existem voos diretos do Brasil para lá (infelizmente), por isso fizemos escala na Colômbia, voando de Avianca. Há também a opção via Panamá, com a Copa Airlines. Sinceramente, escolhemos o voo com melhor custo-benefício (preço bom, sem demorar muitas horas para chegar lá). No total, levamos cerca de seis horas até Bogotá, mais uma hora e meia em ar até Aruba (sem contar o tempo que ficamos esperando na escala).

Da porta da minha casa até o hotel foram cerca de doze horas (ou seja, não é tão rápido, mas é possível fazer o trajeto com crianças. Mas para que valha a pena, programe-se para ficar pelo menos uma semana em Aruba). O voo de ida foi diurno (que, por incrível que pareça, funciona muito melhor por aqui, uma vez que a pequena praticamente não dorme no avião. Fica tão animada, que não desliga – e não me dá trabalho, pois levo uma série de atividades para ela fazer, além dos desenhos animados disponíveis lá), enquanto o de volta foi noturno. Minha dica: escolha aquele que melhor se encaixa no perfil do seu filho (a maioria das famílias prefere viajar à noite com a criançada).

 

Alugar carro ou não alugar?

Se você pesquisar informações antes de ir (como eu fiz), verá que a grande maioria dos sites recomenda que você alugue um carro para conhecer Aruba. Mas, conversando com uma amiga que já foi dezoito (sim, 18!) vezes para lá, ela me disse que nunca aluga veículo em Aruba. E foi o que resolvemos fazer: nos virar com táxi e transporte público.

Tendo passado pela experiência, minha dica é a seguinte: se você vai com bebês (e, portanto, vai fazer uso do carrinho), não tem muito o que pensar: alugue um carro, para ter comodidade. Com o acessório ficará mais difícil pegar ônibus (mas com crianças maiores é muito fácil e seguro), e se você depender apenas do táxi para fazer os passeios, o custo será maior do que o do aluguel.

Passeando do ônibus por Aruba

Passeando do ônibus por Aruba

Mapa no ponto de ônibus de Aruba

Mapa no ponto de ônibus de Aruba

Já se seu filho for maior, considere duas situações: você não vai rodar muito (quer descansar com a família), apenas fazer os passeios principais, e curte a ideia do ônibus – que é uma diversão para os pequenos, cá entre nós: então não alugue carro! Será uma preocupação a menos na viagem (porque quem costuma alugar sabe que sempre há um receio com lugares para estacionar, e mesmo com possíveis batidas ou furtos). Por outro lado, se você pretende passear bastante pela ilha, ir várias vezes às praias mais distantes do complexo hoteleiro, a diferentes restaurantes, alugar o carro pode ser uma boa (se não durante toda a estadia, por pelo menos dois ou três dias).

 

Onde se hospedar

Nós ficamos hospedados no Hyatt Aruba (o nome completo dele é Hyatt Regency Aruba Resort Spa & Casino), que fica na praia de Palm Beach. E sendo bastante sincera com vocês: eu simplesmente amei o local, que atende muito bem vários tipos de público, inclusive o familiar. Mas vamos primeiro falar sobre a praia, e já chegamos ao detalhe do hotel.

A praia de Palm Beach vista pelo nosso quarto

A praia de Palm Beach vista pelo nosso quarto

Para quem vai a Aruba com crianças, eu tenho certeza de que a opção número 1 é a praia de Palm Beach. É lá que se concentram os grandes resorts da ilha, e o bacana é que você verá ao longo da calçada que liga os hotéis muitas pessoas caminhando, inclusive com carrinhos de bebê. O clima é delicioso: a temperatura é amena (fomos no inverno brasileiro, e lá pegamos mínima de 26°C e máxima de 31°C!), há muitas famílias, um ar de tranquilidade (bem mais do que em Cancún no México, por exemplo) e de segurança. A pé você consegue ir a muitas lojas (algumas se concentram em pequenos shoppings) e restaurantes – ou seja, se quiser, não precisa nem rodar de carro nessa região.

A calçada de Palm Beach - tranquila e segura

A calçada de Palm Beach – tranquila e segura

Os lagartos estão por todos os lados! E os pequenos adoram!

Os lagartos estão por todos os lados! E os pequenos adoram!

Falando sobre o Hyatt Aruba, nossa experiência não poderia ter sido melhor. Fomos muito bem recebidos no check-in (inclusive com espumante, quem não gosta?), e fomos tratados por todos os funcionários com máxima atenção. Há vários tipos de quartos, para escolher no ato da reserva; o nosso contava com duas camas de casal, um banheiro com banheira e vista para a praia.

Nosso quarto no Hyatt Aruba

Nosso quarto no Hyatt Aruba

Um dos grandes diferenciais do Hyatt Aruba é a alimentação: são cinco restaurantes (um italiano, um mexicano, um de cozinha internacional, um de frutos do mar, e um que funciona na areia, super romântico e exclusivo – e ainda aceita crianças!), além dos bares que atendem os hóspedes (e não hóspedes também! Ou seja, se você não estiver hospedado, pode ir até lá para o café da manhã, almoço ou jantar, vale a pena). O chef executivo de todos eles, e responsável por toda a comida do resort (que é impecável), é um brasileiro, que eu tive o maior prazer de conhecer: o chef Vincent Pellegrini. Ficamos algumas horas em sua companhia e observei como ele atende cada hóspede como se cozinhasse só para ele – se você tiver algum pedido especial quanto à comida, se seu filho tiver alguma restrição alimentar, ele fará o possível (e quase o impossível) para trazer seu pedido com perfeição. Fora que a simpatia de ser atendido por um brasileiro não tem preço. Minha sugestão pessoal de prato: o spaghetti com camarões é um arraso (ligeiramente picante, tenha isso em mente), assim como o raviole de lagosta. E se o filhote estiver muito cansado dos passeios, fica uma dica de mãe: use o serviço de quarto (crianças adoram a novidade, e você torna tudo mais fácil, inclusive o processo de dormir, logo em seguida).

O melhor spaghetti com camarões do mundo!

O melhor spaghetti com camarões do mundo!

Além dos quartos espaçosos, da comida deliciosa, o Hyatt Aruba também me conquistou pela estrutura de lazer. Como o hotel é “pé na areia”, há um serviço de reserva de quiosques – reservando pra aquele dia (sem custo para os hóspedes), eles deixam as cadeiras já montadas, tudo direitinho para sua família. Aproveite para pegar também alguns flutuantes, para brincar naquele mar lindo – por aqui nós adoramos, ficamos relaxando um tempão!

A praia de Palm Beach, em frente ao hotel

A praia de Palm Beach, em frente ao hotel

Vista interna do hotel, mostrando o mar

Vista interna do hotel, mostrando o mar

As piscinas do hotel ficam logo ao lado da praia, e por lá tudo também é bem organizado, com a reserva dos guarda-sóis. Em uma delas desemboca um tobogã médio, que faz a alegria de adultos e crianças (eu fui, é bem gostoso!). Ali também dá para almoçar, sem que os pequenos reclamem por ficar longe da água (o custo dos sanduíches e outras comidinhas é semelhante ao de outros restaurantes de Palm Beach, então não vale mesmo a pena sair de lá para isso). Os pequeninos também adoram os lagartos que visitam o local, o lago com os cisnes, os pássaros que ficam espalhados pelos jardins do resort. Ah, e não poderia deixar de citar a equipe de monitores – em uma manhã de chuva (rápida. Nunca chove por muito tempo em Aruba), ela se divertiu com uma monitora que falava… Português! Eles pensam em tudo!

Uma das piscinas do resort

Uma das piscinas do resort

O tobogã da piscina, no Hyatt Aruba

O tobogã da piscina, no Hyatt Aruba

Cacá e os pássaros do hotel

Cacá e os pássaros do hotel

Cacá com a monitora do Camp Hyatt , que falava português!

Cacá com a monitora do Camp Hyatt , que falava português!

Onde comer

Além dos restaurantes dos hotéis, Aruba concentra uma infinidade de bons locais para comer. Um bom termômetro da qualidade da comida e do ambiente costuma ser o TripAdvisor – escolhi alguns locais para comer com base nos comentários que vi lá e não me arrependi. Como o assunto comida é longo, o segundo post do especial Aruba com Crianças aqui do blog será justamente sobre isso. Mas fazendo um resumo dos locais que realmente gostamos de comer:

  • Bavaria Food and Beer: foi o restaurante externo ao hotel de que mais gostamos na ilha. A comida é alemã, e há opções que atendem muito bem às crianças. Minha dica é a especialidade da casa, o pernil (que é MUITO macio) com purê de batata. Saborosíssimo, mas com tempero leve (Catarina raspou o prato!). Há um outro acompanhamento que é uma espécie de macarrão enroladinho, sem molho, que os pequenos adoram! O dono, o alemão Peter, é uma simpatia, assim como a brasileira Luana (do Amazonas), que serve as mesas. Abre apenas para o jantar.
Prato com pernil do Restaurante Bavaria. Delicioso e com ótimo custo-benefício

Prato com pernil do Restaurante Bavaria. Delicioso e com ótimo custo-benefício

  • Garden Fresh Cafe: serve saladas e sanduíches com ingredientes naturais. O panini de atum é incrível – servido quentinho, crocante, e feito com produtos frescos. Lá os sucos são feitos com frutas batidas na hora (o de maçã é um show!). Fica aberto boa parte do dia; para café, almoço ou jantar rápido.
No Garden Fresh Cafe

No Garden Fresh Cafe

  • Eduardo’s: é um quiosque na praia, pertinho do Hyatt e de outros hotéis da região. o frozen yogurt com granola e frutas é imperdível (eles servem também sucos, açaí e outras comidinhas saudáveis).
O quiosque Eduardo's na praia

O quiosque Eduardo’s na praia

  • The Lazy Turtle: a comida não é das mais baratas, o serviço também não é dos mais rápidos. Mas o menu kids com massa e opções de carne estava gostoso, assim como os pratos dos adultos.
  • Cafe Piccolo: é o restaurante italiano do Hyatt e o nosso preferido. Se você quiser comer uma pizza como as melhores de São Paulo, esse é o seu local (experimentamos pizza em outros restaurantes e não recomendo!). Há opções mais simples de massa para as crianças e mais requintadas para os adultos. Além dos pratos que já citei no início do post, não deixe de pedir de entrada os anéis de lula fritos e as bruschettas com tomate e queijo, e de sobremesa o tiramisù.

 

Passeios em Aruba para crianças:

O post já está enorme, mas não dá para terminar sem ao menos citar os passeios que valem a pena para os pequenos. Mas, é claro, o assunto será também tema de um post em separado, para que eu possa contar nossas andanças por lá em detalhes. Por hora, vale lembrar desses aqui:

  • Praias: indiscutivelmente é o que você mais vai gostar de fazer em Aruba, e seu filho também. Porque as praias da ilha são incríveis! Palm Beach, na frente dos grandes resorts, tem água calma e poucas ondas (ideal para crianças pequenas e bebês). Em Eagle Beach, ao lado, a água é um pouco mais agitada. Arashi, ao norte, é considerada uma das dez praias mais bonitas do mundo (tem peixinhos pequenos que até os  bebês conseguem ver no raso). Baby Beach, ao sul, é a praia pela qual nos apaixonamos: ela recebe esse nome porque é rasa em quase toda a sua extensão. E mesmo no raso, com snorkel, você consegue ver peixes de 20  30 cm!
Catarina na Baby Beach

Catarina na praia de Arashi

  • Oranjestad: é a capital de Aruba, mas você vai achar que é só o bairro central, porque lá tudo é muito perto. Além das lojas para a mamãe passear (com reservas, pelo valor do dólar), o que mais chama a atenção dos pequenos é o passeio gratuito de bondinho. Simplesmente suba quando ele parar, é bem divertido!
O bonde em Oranjestad

O bonde em Oranjestad

  • The Butterfly Farm: é uma fazenda com 37 espécies de borboletas! Um local mágico, onde o tempo para e os pequenos podem observar as borboletinhas e mariposas voando livres, alimentando-se, assim como seus casulos.
Butterfly Farm - há casulos lindos de borboletas e mariposas à mostra

The Butterfly Farm – há casulos lindos de borboletas e mariposas à mostra

  • Submarino: há um submarino que realmente imerge nas águas, e que vai ao fundo (o Atlantis), e um segundo que fica na superfície, e que é na verdade um semi-submarino (é você quem desce para um andar embaixo d’água – é o Sea Explorer). Nós fizemos o passeio nesse último, e Catarina gostou bastante. Dá para ver peixes, algas, e um navio afundado – o maior acessível no Caribe.
Semi-submarino Sea World Explorer

Semi-submarino Sea World Explorer

Outros passeios, eu prometo contar no post específico, combinado? Afinal, Aruba é tão especial que seria impossível contar tudo em um post só!




Arquivado em: DiversãoViagem Tags:

Comentários (6)

Trackback URL

  1. PATRICIA disse:

    Adorei seu relato, maravilhoso!! Tenho pesquisado viagens para 2017 e já coloquei este na lista. Abraços.

  2. Jessica disse:

    Olá, estou querendo ir pra Aruba em 2017, gostaria de saber se procuro com all inclusive ou não vale a pena??

    Obrigada,

    Bjs.

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Jessica,

      Acho que o all inclusive é recomendado se o seu estilo de viagem é ficar somente no hotel, sem sair muito de lá. Se, por outro lado, você prefere fazer passeios e aproveitar a ilha como um todo, considero que um hotel convencional valha mais a pena, para ter flexibilidade nas refeições.

      Beijos!

  3. Regiane de Santana piva disse:

    Olá Nivea
    Quanta saudade…
    O blog continua lindo.
    Vou colocar Aruba na minha lista.
    Pesquise támbem Punta Cana, fomos para lá e também foi muito bom.
    Um abraço.
    Regiane

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail