Coisas que aliviam o desconforto do resfriado do seu filho

Por 4 Comentários


Eu não sei você, mas eu sou fã incondicional do verão. E quando me perguntam o porquê, a resposta é muito direta: com as variações de temperatura do outono e o friozinho do inverno, não há saúde de filho que resista!

Por aqui Catarina ficou meses sem tossir (não digo que espirrar também, porque somos todos alérgicos na casa), mas nessa semana demonstrou o pacote completo do resfriado: coriza, uma elevação discreta da temperatura, e aquela carinha de quem quer ficar quieta o dia todo. À noite, o narizinho dela, que já estava congestionado, entope de vez, e a pequena passa a acordar quase de hora em hora. E no dia seguinte percebo que ela não descansou direito, o que acaba prolongando ainda mais sua recuperação.

Como sei que essa é uma situação muito comum na casa de todas as mães nessa época do ano, resolvi fazer um super post com dicas certeiras, que ajudam a aliviar o desconforto do resfriado da pequena. Espero que elas também possam auxiliar seu filhote a respirar melhor!

menino resfriado

  1. Muita água: quando os pequenos estão resfriados, geralmente não têm muita vontade de comer e beber. Mas tomar bastante líquido é fundamental, para fluidificar as secreções (o catarro) e sarar mais rápido. Por isso, vale insistir para que o pequenino beba água (ou suco, chá, etc) o dia inteiro – ele provavelmente tomará dois golinhos de cada vez, mas se você oferecer muitas vezes, acabará ingerindo a quantidade de que precisa.
  2. Travesseiro alto: coloque um travesseiro extra, ou uma almofadinha, para elevar o nível da cabeça do filhote. Dessa forma ele respirará melhor à noite, e a secreção acabará descendo, sem ficar estagnada.
  3. Soro fisiológico: irrigue o nariz do seu filho várias vezes ao dia, para amolecer o catarro e ajudar na sua eliminação. Aqui eu faço assim: coloco um pouco de soro, peço para Catarina assoar o nariz, e volto a colocar mais soro, para alcançar uma parte do catarro onde o jato inicial não tinha chegado. Funciona super bem!
  4. Inalação: se o filhote está com muito congestionado, nada melhor do que fazer uma inalação a cada três horas. Se o pequeno está tossindo muito durante a noite, vale a pena deixar sua cabecinha alta e fazer uma sessão, mesmo com ele dormindo.
  5. Roupas quentes: pode parecer bobeira, mas se a criança estiver sentindo frio, a tosse tende a piorar bastante. Deixe o pequeno aquecido, e atente para o pijaminha usado à noite (tem que ser quentinho, porque a criançada normalmente não fica coberta). Uma boa ajuda, nesse caso, podem ser os saquinhos de dormir, com buraquinhos para os braços, que mantêm o filhote aquecido até o dia seguinte. Mas não vale exagerar na dose, especialmente em caso de febre!
  6. Controle da temperatura e da umidade do ambiente: em dias muito frios, vale a pena deixar um aquecedor ligado (de preferência a óleo, pois esse tipo não resseca tanto o ar). Além de aquecer você precisará umidificar (procure umidificadores com controle da umidade, porque aqueles com muito vapor também são prejudiciais, por propiciarem a criação de fungos).
  7. Chuveiro: se você não tiver um bom inalador em casa, um jeito de fazer o filhote respirar melhor é abrir o chuveiro e esperar que o banheiro fique cheio de vapor. De preferência tome banho nesse tempo, para não desperdiçar água. Coloque então o filhote lá dentro, para que ele respire o vapor, e depois assoe seu nariz. Lembre-se de trocar sua roupinha, que também ficará úmida.
  8. Compressa: muitas vezes, quando o filhote fica resfriado, acaba tendo bastante secreção, que pode afetar o ouvido. Se o filhote começar a reclamar que está sentido os ouvidos “tampados”, faça compressas com um pano quente (o calor ajuda a fluidificar a secreção, que pode realmente estar ocupando o canal, e a diminuir a inflamação do local). Pegue um tecido, esquente com um ferro ou em uma lâmpada, e coloque sobre a orelhinha do pequeno (tomando cuidado para não colocar muito quente). Se a dor aumentar ou persistir, procure o médico, porque pode ser sinal de infecção (ou seja, de otite média instalada).
  9. Descanso: parece uma dica óbvia, mas nem sempre ela é respeitada. Mal a criança sarou e já tem gente cobrando que você não a leva aqui ou acolá. Se você acredita que seu filho ainda precisa descansar, ou ficar em casa para melhorar, deixe isso claro e seja firme: alguns dias a mais de repouso podem resultar em uma enorme tranquilidade (e o contrário também acontece – expor o filhote ao frio ou a grandes concentrações de pessoas antes de sua recuperação total podem causar uma recaída).

E para nosso alívio, Benegrip lançou uma versão pediátrica que pode ser utilizada a partir dos 2 anos, o Benegrip Multi. Ele associa um antitérmico e analgésico (para baixar a febre – no caso o paracetamol, que também controla a dor) e descongestionantes nasais (que dão aquela sensação de alívio, porque o ar volta a passar quando o filhote respira). Aqui em casa, por exemplo, eu acho fácil de dar, porque é líquido e não comprimido (que a pequena ainda não consegue engolir). E como vem com copo dosador, você não corre o risco de dar a mais ou a menos (medir um remédio com colher de sopa, por exemplo, eu acho super arriscado, porque acaba variando a quantidade em função do tamanho da colher e de quanto você a encheu). Ah! E ele tem uma pequena bula no verso do produto, com informações sobre as doses corretas, o que ajuda muito!

Sempre consulte seu pediatra antes de medicar seu filho!

 

E você, tem alguma dica para melhorar o resfriado dos pequenos? Me conte nos comentários e compartilhe com as mães que lerem o post!

Benegrip Multi: Paracetamol 13,30 mg/mL, cloridrato de fenilefrina 0,33mg/mL e maleato de carbinoxamina 0,13mg/mL. MS 1.7817.0768. Indicações: Analgésico e antitérmico. Descongestionante nasal em processos de vias aeres superiores. Benegrip Multi é um medicamento. Durante o uso, não dirija veículos ou opere máquinas, pois sua agilidade e atenção podem estar prejudicadas . Abril/2016. COSMED S/A. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

selo




Arquivado em: Publieditorial Tags:

Comentários (4)

Trackback URL

  1. Lívia disse:

    Cebola crua fatiada num pratinho próximo a cama. Passar vick na sola dos pés e aquecer bem os pezinhos. Faço sempre aqui quando a tosse aparece

  2. Mariana Souza disse:

    Otimas dicas!!! Ja faco a maioria delas. Eh um conforto pra mae de primeira viagem ler um blog conceituado e ver que ela esta em sintonia com as dicas… rsrs Moro na Florida, que eh sempre muito quente, e a briga eh com o ar condicionado, esse entra e sai do calor pro frio eh cruel, e ainda tem as alergias, mas “o pulso ainda pulsa!” rs Obrigada pelos seus textos e por todo o.blog! <3

    • Equipe disse:

      Olá, Mariana. Tudo bem?

      Agradecemos o carinho e ficamos felizes que as dicas foram úteis para você! Continue acompanhando o blog!

      Beijos

  3. Talita Vieira disse:

    Minha filha de 3 anos esta bem gripadinha e adorei ler essa matéria e ver que estou indo bem, estou fazendo exatamente todas as dicas que vocês deram rs amei..ahh e dei também o benegrip multi esta sendo ótimo pra ela, e da ate um soninho, ela costuma dormir bem tarde e hoje as 20:00 já estava dormindo.. Obrigada pelas dicas de vocês !!

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail