Um livro para quem quer aprender a fotografar o filho (com dicas incríveis!)

Por 0 Comentários


Mãe e pai de primeira viagem (e acredito que os de segunda, terceira também, só que com um pouco menos de tempo) são assim: adoram registrar em fotos os momentos importantes do filho. A chegada em casa depois da maternidade, a visita dos avós, o batizado, o primeiro aniversário… Mas, conforme o tempo passa (e você percebe que seu pequenino já não é tão pequeno assim; que não faz mais aquele beicinho quando você some de seu campo de visão, que não engatinha mais pela casa), a sensação que se tem é que você deveria ter fotografado muito mais. Você se dá conta de que todos os instantes eram importantes, e você perdeu a oportunidade de imprimir alguns deles. Quem tem filho sabe exatamente como é!

Por isso, eu queria compartilhar hoje com vocês um livro simplesmente incrível, que recebi essa semana e que eu queria ter conhecido há muito mais tempo (só que ele só foi lançado agora!): “Brincar, Clicar, Amar” é uma obra da fotógrafa Giselle Sauer, na qual ela conta alguns de seus segredos para produzir lindas fotos de bebês, crianças e famílias. Como ela mesma diz logo no início, não se trata de um guia de poses, ou de um manual de regras para fotógrafos. Na minha opinião, a proposta é muito mais legal: ela conversa com o leitor sobre como enxerga a fotografia dos pequenos, dando dicas práticas e que podem ser facilmente colocadas em prática por qualquer pai ou mãe, para que o álbum dos filhos não deixe de contemplar as experiências mágicas dos primeiros anos de vida.

foto 2

No primeiro capítulo, ela dá sugestões para a fotografia dos recém-nascidos (não se esqueça de fotografar as partes do corpo, para notar o quanto eram minúsculas!). Logo depois ela dá dicas para registrar o soninho (são tantas formas de fotografar o filhote dormindo, que você vai querer fazer um álbum só com essas poses!), o desenvolvimento do bebê (sabe aquela “tombadinha”, típica da fase em que ele está começando a sentar?), as primeiras descobertas (o sabor da papinha, a primeira vez em que provou uma determinada fruta, o prazer de manipular a areia!). A fotógrafa dá dicas de ângulos que você nunca imaginou e que podem evidenciar o que você deseja mostrar com aquela foto, como o filhote escalando as paredes, ou as brincadeiras no parquinho.

foto 1

Lendo o livro, eu comecei a pensar as fotografias da Catarina de outra forma. Como comentei outro dia, coincidentemente estou organizando seus álbuns (que até hoje não existiam, pois as fotos estavam apenas no formato digital), e percebi que deixaria de fora imagens importantes, que representam algumas de suas conquistas (o fato de conseguir segurar um brinquedo, de subir os degraus de uma escada, de ficar em pé no bercinho!). Por outro lado, tive ideias para continuar a registrar as coisas simples do nosso dia a dia de uma forma mais bonita (como a hora de escovar os dentes, ou mesmo aquela careta que a filhota faz quando fica brava!).

Fica como dica para todas as mamães (e papais) que desejam se aprimorar na arte de fotografar seus filhos. E como sugestão de um ótimo presente para aquela amiga que acabou de ficar grávida!

brincar, clicar, amar

Brincar, Clicar, Amar
Autora: Giselle Sauer
Editora: Belas Letras




Arquivado em: DiversãoSem categoria Tags:

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail