Ser mãe é descobrir que a vida não tem ensaios

Por 1 Comentário


Eu não sei se você teve esta sensação quando seu filho nasceu, mas, definitivamente, eu tive: a de não estar preparada para ser mãe. E não é que fui pega de surpresa pela gravidez, muito pelo contrário: a maternidade foi desejada, esperada, curtida, como um grande presente que chegava à minha vida. Se por algum tempo tive dúvidas sobre a vontade de ser mãe, elas acabaram no momento em que soube que teria muita dificuldade para engravidar. E quando eu já havia quase desistido de um milagre, ele aconteceu – e Catarina está aí para provar que há mais coisas entre o céu e a Terra do que podemos imaginar.

Imagem: 123RF

Imagem: 123RF

Assim que recebi a notícia, tentei me preparar de várias formas. Fiz cursos de grávida, li todos os livros sobre o assunto que haviam me recomendado. Eu só não podia imaginar que estava para iniciar o papel mais difícil que eu teria que executar em minha vida: o de ser mãe. Até aquele ponto, minhas escolhas haviam me levado por caminhos em que eu me sentia no direito de errar e tentar de novo, sem grandes traumas. Mas quando nasce um filho, você descobre que a vida não tem ensaios: você passa a fazer o melhor que consegue, da maneira que consegue (e, mesmo fazendo muito mais do que as pessoas normalmente consideram possível, sempre acha que fez pouco).

Se houvesse ensaio, eu não teria me sentido tão impotente frente aos primeiros meses, nos quais as crises de choro da pequena não pareciam ter uma tradução certeira (cólica? Fome? Sono? Quando eu achava que havia compreendido o motivo, minha filha estava ali para me mostrar que eu ainda sabia muito pouco!). Se houvesse ensaio, eu teria percebido antes que era o momento de levá-la ao pronto-socorro, quando ela ficou mal e precisou ficar internada. E eu também saberia que as quatro noites em que tentei ensiná-la a dormir sozinha seriam as mais torturantes do seu primeiro ano, e que suas lágrimas não me permitiriam levar o processo adiante.

Por outro lado, ser mãe é ouvir as pessoas perguntando: “mas como é que você conseguiu?”. E só então parar para pensar que você simplesmente fez, sem se preocupar se seria difícil. Aliás, não houve tempo para você duvidar de que conseguiria: provavelmente seu filho estava chorando, pedindo, gritando ou sofrendo, e você foi lá e resolveu! Sabe aquele dia em que você viu seu pequeno caindo de cabeça da cadeira, a cinco metros de distância, e chegou a tempo de pegá-lo no ar? Pois é. É esse tipo de mágica que eu aprendi a fazer por aqui, e que tenho certeza de que você também faz do outro lado da tela.

Apesar de não conhecer o roteiro da peça, a melhor parte é que você descobre que, com amor, o resultado final é incrível! Sempre haverá alguma fala da qual você se arrependerá (e, infelizmente, não dará para repetir a cena!), alguma ação que poderia ter sido melhor executada. Mas quando você abre seu coração para um filho, e ele para você, cada dia se torna uma nova oportunidade de fazer melhor. De ser mais paciente, carinhosa, forte, doce, engraçada, segura! Filho não tem manual, nem a maternidade script – no fim, o que importa é confiar no caminho que o coração de mãe aponta.

*Esse texto, que eu dedico a todas as leitoras do blog, foi inspirado no vídeo sobre maternidade mais bonito que eu já vi, e que é uma homenagem da Multiplan (link) e dos seus 18 shoppings para o Dia das Mães. O texto é de Cris Guerra (uma querida que eu conheço pessoalmente!) e as ilustrações de Anna Cunha. Já o assisti pelo menos cinco vezes, e chorei em todas elas (sim, é possível!). Espero que você também se emocione!

Se quiser relembrar outra campanha tão tocante quanto essa, é só clicar aqui e conferir o vídeo de 40 anos da Multiplan, “Uma Noite no Shopping”, que mostra a magia dos bastidores dos shoppings a um grupo de crianças.

selo




Arquivado em: Papo de mãePublieditorial Tags:

Comentários (1)

Trackback URL

  1. Thais Coelho disse:

    Lindo texto! Meu baby ainda está no forno, mas tenho certeza que por mais que eu leia não estarei preparada!

    Bjus

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail