Dicas de Feng Shui para o quarto do bebê

Por 0 Comentários


Há bastante tempo, tenho recebido mensagens das leitoras do blog pedindo para que eu falasse um pouco mais sobre o uso do Feng Shui no quarto do bebê. Para quem não sabe, trata-se de uma técnica milenar chinesa, difundida em muitos países, e que vem sendo usada com frequência também aqui no Brasil.

Segundo o Feng Shui, é possível organizar um cômodo, dispor os móveis, os objetos de decoração, e até escolher a cor das paredes de modo a ter um melhor aproveitamento da vibração do local. É como se você favorecesse a troca da sua energia pessoal com a do ambiente, para sentir bem-estar. Dizem também que seu uso gera a impressão de ficarmos mais perto dos nossos sonhos – afinal, nossa energia passaria a ficar mais equilibrada, o que nos deixaria mais confiantes.

Assim como qualquer local da casa, o quarto do bebê também pode receber a técnica do Feng Shui. E pensando que tudo o que uma mãe deseja é que o filhote se sinta bem em seu quartinho, tenha uma boa saúde e que durma bem, não custa nada conhecer um pouco mais a respeito, concorda? A seguir eu fiz uma coletânea de informações interessantes disponíveis na internet sobre esse assunto. Vem dar uma espiadinha!

Imagem: 123RF

Imagem: 123RF

 

Localização do berço

Assim como para qualquer dormitório, o Feng Shui não determina especificamente a posição ideal da cama (ou do berço). O que diz a literatura é que a pessoa, quando estiver deitada, deve ter a visão completa da porta de entrada do quarto (o que também seria válido para seu filho). Seguindo esse preceito, o indicado é fazer alguns testes para ver de que forma o pequeno dorme melhor (inclusive, se ele não estiver dormindo bem, tente mudar a posição do berço – quem sabe um novo posicionamento não ajuda?). A teoria chinesa fala ainda sobre algumas posições que devem ser evitadas para camas e berços, como as seguintes:

Os pés não devem estar alinhados à porta (pois é por ali que entra a energia que circula nos cômodos; se o berço ficar de frente para ela, o fluxo de energia será constante e poderá gerar problemas no sono do filhote – e a dica também vale para portas de banheiros, nos casos das suítes).

Evite que o berço fique encostado em janelas (pois pode gerar insegurança; o ideal é que a janela esteja na direção oposta à da porta), ou em paredes com rede hidráulica ou em que fogões estejam dispostos, no cômodo adjacente, o que também pode prejudicar a saúde. Não coloque prateleiras e armários em cima do berço, e espelhos na frente ou atrás (o que compromete a sensação de bem-estar e o sono).

– Sobre o reaproveitamento de berços: se o local onde o seu filho dorme já tiver sido usado por outra criança, não tem o menor problema. O Feng Shui apenas sugere que o colchão seja trocado, pois, segundo a teoria, cada pessoa tem a sua personalidade e energia (que fica registrada no colchão).

Claro que não é possível seguir a teoria à risca em todas as casas, muitas vezes por conta do pouco espaço disponível. Nesses casos, algumas técnicas são recomendadas pela filosofia para evitar as consequências da disposição inadequada dos móveis. Por exemplo: se o berço acabar alinhado em frente à porta, use um móvel alto (ou um biombo) entre eles para bloquear a energia que entra. Já se for inviável deixar o berço longe da janela, use cortinas, e as feche quando o pequeno dormir.

 

Cores das paredes

Sabe aquela história de que a cor influencia no nosso humor? Pois é, isso também acontece com as crianças. Por isso, no quarto delas, o mais recomendado para as paredes são cores claras (como o azul), ou ainda tons pastel, que acalmam. Cores muito fortes devem ser evitadas, pois são vibrantes e estimulantes (e você não vai querer um pequenino que não dorme facilmente, certo?). Nos detalhes e objetos que compõem a decoração, daí cabe de tudo.

 

Evite eletrônicos e espelhos

Segundo o Feng Shui, em todos os quartos devem ser evitados aparelhos eletrônicos, pois as peças comprometem o nosso sono e “roubam” nossa energia, pelas frequências eletromagnéticas que emanam (o que pode ainda contribuir para problemas de saúde). No caso dos pequenos, vale a mesma regra. Se for indispensável, mantenha-os a pelo menos 1 metro de distância do berço.

Mais um item que deve ser usado com cautela é o espelho. Como os espelhos aumentam a energia pela reflexão, o Feng Shui sugere que seu uso seja evitado nos quartos. Mas, se decidir usar, a dica é não colocá-los na frente de portas e janelas, e nem de modo que reflitam o berço, para não atrapalhar o sono.

 

Luminosidade natural

Mais um critério determinado pelo Feng Shui é apostar na luminosidade natural do quarto. Mas nem demais e nem de menos (ou seja, cortinas são bem-vindas para as horas de sol intenso). Procure manter as janelas abertas, especialmente ao acordar, para a energia do ambiente ser renovada pelo novo dia.




Arquivado em: Decoração Tags:

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail