Coisas que você passou a odiar depois que virou mãe

Por 17 Comentários


Ah, a maternidade! Impressionante como ela é capaz de modificar a percepção de uma mulher em relação às menores coisas! Sempre que penso sobre isso, me vem à cabeça o primeiro réveillon que passei com Catarina: aquela sensação de que um novo ano iria começar, de que eu iria poder curti-lo muito com a filhota (que tinha apenas 17 dias!), de que tudo era lindo, doce, maravilhoso… Até que os fogos de artifício começaram a estourar, e a pequena passou mais de uma hora chorando! Fico arrepiada só de lembrar!

Tenho certeza de que, se você parar para pensar, também encontrará uma série de coisas que passou a odiar, ou que pelo menos passaram a te incomodar, depois que virou mãe. Eu, só para começar a brincadeira, já pensei nas seguintes:

Imagem: 123RF

Imagem: 123RF

AS COISAS QUE UMA MÃE PASSA A ODIAR DEPOIS QUE O FILHO NASCE

  1. Vizinho que acorda às cinco da manhã. Porque se você der o azar de ter seu filho despertado por algum barulhinho nesse horário, as chances de que ele volte a dormir são de 0,0001%.
  2. Falando em vizinho, você também passa a detestar obra. Principalmente se ela for feita pelo morador no apartamento logo acima do seu, que resolveu trocar o piso da cozinha.
  3. Escapamento de moto. Porque quando tudo parece estar na mais perfeita ordem, ele faz aquele barulhão e acorda seu anjinho, que dormiu há apenas cinco minutos.
  4. Fogos de artifício. Enquanto todo mundo está comemorando, você está surtando! Prepare-se para um festival de chororô na virada do ano e jogos de futebol.
  5. Telefone que toca depois das oito horas da noite. Dica: se você tem uma amiga com um bebê em casa, sempre (SEMPRE) ligue no celular. Até porque antes desse horário existem as sonecas, e a chance de você interromper uma é de 99,9%.
  6. Esquecer-se de desligar o som do celular. Porque ele poderia estar no vibracall e você na mais perfeita paz! Mas você deixou o toque habilitado, e o aparelho tocou exatamente quando você estava saindo do quarto do filhote!
  7. Body com abertura nas costas. Porque, claro, ele não foi inventado por alguém que tem um bebê em casa (senão saberia que os pequenos reclamam depois de cinco minutos deitados sobre os botões, e que dá muito mais trabalho para trocar do que um convencional).
  8. Pecinhas de Lego (só por um tempo, depois você vai amá-las). No começo você vai detestá-las porque seu filho não poderá ver uma sem tentar engolir, e porque elas sempre escolhem o melhor lugar do corredor para ficarem bem quietinhas, e machucarem o seu pé.
  9. Frio. Porque se já é difícil acordar cinco vezes por noite no verão, no inverno é quase uma tortura! Isso sem falar que quando esfria, normalmente os pequenos ficam doentes.
  10. Gente que assusta bebê. Sabe aquele seu amigo que tenta ser engraçado e causa o maior pânico no seu filho?
  11. Casa arrumada. A dos outros, claro, porque a sua está uma zona! Aí você olha para aquela sala perfeitamente organizada e lembra que na sua tem paninhos de boca jogados aos quatro cantos.
  12. Brinquedo que toca música. Você sempre deu para os filhos dos seus amigos, mas quando é seu filho quem ganha, a pilha não “dura” mais do que uma semana (porque obviamente você some com ela!).
  13. Mosquito. Ok, você já não gostava dele antes. Mas agora é questão de vida ou morte: se ele fizer uma, só uma picada no seu filho, você não vai sossegar até vê-lo mortinho.
  14. Trânsito. Porque se você achava que já o odiava, vai perceber que nada se compara à agonia de não conseguir chegar a tempo de pegar seu filho no horário, em algum lugar. Ou de levá-lo ao pronto-socorro,  gastando cinco minutos para percorrer um quarteirão.
  15. Palpite. Porque ele não poderia faltar para terminar essa lista! Palpite na sua cor de cabelo, na sua forma de cozinhar, na decoração da sua casa, você até tolera. Mas quando alguém quer mandar na sua forma de ser mãe, o bicho pega!

Agora me conta: o que você passou a odiar depois que virou mãe?




Arquivado em: Papo de mãe Tags:

Comentários (17)

Trackback URL

  1. Deborah Carvalho disse:

    Kkkkkkkkk, adorei!!! Nunca gostei de palpites, mas depois que virei mãe eu passei a abominar. Principalmente os da minha sogra kkkkkkkkk.
    Também odeio barulhos altos de moto e os gritos dos vizinhos nos dias d3 futebol hahahahaha

  2. Alexandra Talarico disse:

    Boa tarde

    Concordo em número, gênero e grau
    KKKKKKK
    Só Deus sabe kkkkkk

  3. Joana disse:

    Sair de casa e começar a chover pior ainda estando frio, aí é guarda chuva, aquele monte de casaco e mais o bebê enrolado no cobertor.

  4. Mariane disse:

    Passei a odiar o inverno, pelo motivo já citado acima. Moro no Rio Grande do Sul, amava o frio daqui – antes de ser mãe. Agora entro em pânico quando a meteorologia avisa que as temperaturas irão baixar. É gripe ou resfriado certo.

  5. Jaqueline disse:

    Odeio os palpites.
    Parece que todo mundo sabe criar seu filho menos nós pais.
    E também não gosto dos comentários indesejados ” nossa mas ele está tão magrinho será que ele está sendo bem alimentado” ” nossa mas meu filho era assim…”

  6. karla loma disse:

    Eu odeio campainha pq sempre toca qnd meu pequeno está dormindo
    Latido de cachorro,inclusive tive q dar a minha poodle pq ela latia demais e sempre acordava meu filho,tenho trauma ate hj.
    Gente que ver o nosso filho dormindo e fica tocando nele ate acordar ou fala alto perto de crianca dormindo.

  7. Concordo plenamente com todos, mas ainda tem um, que se encaixa no último, palpites, de quem já tem filho, acha que porque sou mãe de primeira viagem não sei absolutamente nada, aí só porque a “querida” já é mãe de dois se acha a sabichona e acha que eu nada sei, afff como se me irrita.

  8. Aline disse:

    Passei a odiar quem pega na mão da minha filha kkkkk !!! Essa do celular é a minha cara kkkk

  9. Paula disse:

    kkkk… mto bom! Passei a odiar pessoas que não dão preferência pros bebês no carrinho em shoppings. Detalhe: todas as que vi podiam pegar a escada rolante tranquilamente. Ah, e vagas de carro estreitas, em que não dá pra abrir a porta suficiente pra tirar o bebê conforto!

  10. Carol Morsi disse:

    Eu passei a odiar pessoas!!! kkkkkkkkkkkkkkk
    E no item pessoas, os palpites das pessoas, não interessa de quem, qdo, onde ou pq. Nunca vem nada q presta…

  11. Raquel disse:

    Kkk a falta de educação de parentes que querem visitar sem avisar. Antes não incomodava tanto…

  12. Thaís disse:

    Quando se tem filho alérgico, você passa a odiar qualquer cheiro forte, principalmente cigarro, mudanças de tempo.

  13. Nossa. Só li verdades hahaha

    Eu passei a odiar também aquelas pessoas que oferecem coisas para a criança sem perguntar para a mãe. Ou você deixa, ou fica com cara da pior pessoa do mundo porque tirou o doce da mão da criança. Prefiro a segunda opção, porque uma vez um desavisado deu aquelas balas duras para o Lorenzo e ele quase engasgou.

  14. Alciane Scuro disse:

    Eu passei a odiar campainha do interfone e todos os citados por vc. kkkkk

  15. Mari Su disse:

    Aaaaaameeeeiii!

    O som do celular com ctz é a top 5 das mais odiadas rsssss
    Concordo com tudooooo e a da mosquito então… ai que bom que não estou sozinha!! rssss Achei que ngm entendesse o ódio mortal que sinto de mosquitos rssss

    Bjos!!

  16. luana disse:

    Kkkkk
    . Adorei.

    Eu passei a odiar tbem a chuva e a falta dela… kkkkkk…. se chove pra sair é ruim, se não chove, o ar fica mto seco. Rsrs…

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail