5 Cuidados (importantes!) para férias com bebês e crianças

Por 0 Comentários


Durante as férias escolares (e de verão), seja para quem vai viajar ou ficar em casa, alguns cuidados são essenciais para garantir o bem-estar do filhote, que terá os dias inteirinhos livres. Sim, porque o mês de diversão das crianças exige atenção redobrada dos pais! Claro que sabemos que precisamos ser cuidadosos o ano inteiro, porém é nessa época que os pequenos ficam mais expostos a acidentes domésticos (já que passam mais tempo em casa) e aos possíveis males provocados pelo calor excessivo e pelo descuido na alimentação. Por isso, nesse post eu reuni algumas dicas importantes para passar essa temporada sem problemas. Espero que elas sejam úteis para você (e se você tiver uma dica diferente, compartilhe conosco!).

Imagem: 123RF

Imagem: 123RF

1) Olhos abertos em casa

Olhos de mãe e de pai precisam ser “de águia” – afinal, basta um segundo de descuido para que o filhote se machuque. Mas não custa reforçar a recomendação, afinal, os hospitais costumam registrar um aumento de 25% de casos de acidentes domésticos durante as férias (de acordo com o Hospital Samaritano de São Paulo). Por isso, nada de remédios, cosméticos, objetos cortantes e produtos de limpeza ao alcance dos pequenos. Coloque também travas em gavetas e armários que contenham itens de risco e fixe os móveis pesados. Para saber mais cuidados essenciais dentro de casa, tem um post bem completinho aqui.

Dica de mãe: não esqueça fios de aparelhos soltos pela casa. Eles são um convite à tentativa de colocá-los na tomada ou podem ser puxados pela criança (há casos de acidentes que aconteceram justamente assim – o pequeno puxou e uma televisão caiu sobre ele).

 

2) Cuidados de verão

Lembre-se de que o calor pode maltratar o pequeno, mesmo dentro de casa. Eu já percebi que, em meio a tantas brincadeiras (e com uma mãe maluca para dar conta de suas tarefas habituais e uma criança que quer brincar o dia todo), é fácil esquecer de oferecer água para o filho – e como criança pequena não pede, o oferecimento dos pais é ainda mais importante. Roupas apropriadas, proteção solar e cautela na hidratação são algumas medidas importantes, além de várias outras que você confere aqui (nesse post você também encontra como proteger o filhote na praia).

Dica de mãe: sabe quando seu filho começa a ficar “chatinho” e você acha que é sono ou fome? Pois no calor, considere mais uma alternativa: sede!

 

3) Divirta-se onde estiver

Férias também são um ótimo período para a criançada aprender e algumas brincadeiras são ótimas formas de ensiná-las e exercitá-las. Tem aquelas ideais para o verão (com muita água e natureza, para fazer ao ar livre!), inclusive na piscina, outras para reunir os amigos e ainda aquelas para fazer dentro de casa. Criatividade é o que não pode faltar!

Dica de mãe: os pequenos podem realmente aprender muito durante as férias! Mas esse aprendizado é diferente daquele que acontece na escola, e é importante que a criança tenha tempo, nesse período, para fazer as coisas de que gosta, ou simplesmente relaxar! Eu mesma me pego pensando, de vez em quando, em encher a semana de Catarina de passeios, programas culturais, etc. Entretanto, percebi o quanto é fundamental que ela simplesmente brinque com seus brinquedos, com os amiguinhos da mesma idade, ou curta uma “preguicinha” gostosa. É isso que abrirá espaço para novas formas de aprendizado, e para a retomada do ritmo escolar, na hora certa.

 

4) Faça uma viagem tranquila

Percorrer longas distâncias com bebês e crianças exige desde uma lista completa de acessórios (que não podem faltar e que devem estar sempre à mão, pois nunca sabemos exatamente do que precisaremos ou não durante o trajeto) até ideias criativas para distrair os pequenos, quando estiverem acordados e afoitos para chegar ao destino (e tem até aplicativo para ajudar nessa tarefa!). Isso além de conhecer a estrada, as paradas (para banheiro, trocador e para amamentar, se você preferir um local mais sossegado) e outros cuidados que você confere aqui.

Dica de mãe: além dos itens do bebê e dos filhotes pequenos, não se esqueça de levar uma roupa extra para você, caso seja necessária uma troca durante o percurso. É possível que o filhote regurgite durante uma mamada (ou vomite mesmo, uma vez que crianças enjoam frequentemente na estrada).

 

5) Sem brecha para a intoxicação

Durante viagens de férias, é comum comermos fora do hotel, em locais que não conhecemos bem. E essa experiência pode ser deliciosa, ou, infelizmente, acabar se tornando um pesadelo. Isso porque, especialmente durante as altas temporadas, as intoxicações alimentares são frequentes (as bactérias se proliferam com maior rapidez no calor, deteriorando os alimentos). E as crianças, com o organismo mais frágil, são ainda mais suscetíveis a essa contaminação (lembrando que a diarreia, em bebês e pequeninos, pode ser fatal, pelo risco de desidratação. Então não é frescura de mãe, é cuidado justificado!).

Assim, analise os locais e se informe sobre a procedência dos alimentos que eles oferecem (ou recorra a indicações de amigos ou de aplicativos em que os clientes avaliam os estabelecimentos). Também é uma boa ideia escolher hotéis e pousadas com restaurantes internos, para que a família (ou pelo menos só a criança) faça todas as refeições no local. E caso o pequeno acabe adoecendo, pronto-socorro e muita hidratação!

Dica de mãe: cuidado com sucos naturais em barraquinhas de praia. Por vezes pensamos estar oferecendo algo saudável para o filhote, mas também nele há risco de contaminação (porque você não sabe de onde vem a água que será usada para fazê-lo). Prefira levar comidinhas e bebidinhas de casa ou recorrer a locais que você conhece e confia!




Arquivado em: Cuidados diários Tags:

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail