Projeto fotográfico incentiva meninas a amarem seus cachos (lindo!)

Por 0 Comentários


Quando o cabelinho de Catarina começou a crescer, eu me descobri como mãe de uma linda bebê cacheada. Engraçado como, na época, todo mundo comentava: “mas de onde vêm esses cachos (afinal, hoje eu tenho o cabelo ondulado, mas sem cachos definidos, e meu marido tem fios lisos)?”. Eu, com muito orgulho, dizia: da mãe, claro! Quando eu era pequena, também tinha o cabelinho cacheado – e torcia para que o enrolado da filhota durasse por um bom tempo, porque acho lindo!

O tempo passou e, conforme fui cortando as pontinhas do cabelo, os cachos de Catarina foram, pouco a pouco, diminuindo, como aconteceu também comigo. Confesso que eu até evitava cortar, para que eles continuassem lá. Por isso não consigo entender muito bem o movimento contrário, de quem tem lindos cachos e prefere alisá-los. Mas a verdade é que isso acontece e é relativamente comum em nosso país (pessoalmente, acho que precisamos aprender a valorizar esse tipo de cabelo, e mostrar às nossas filhas que ele é tão bonito quanto qualquer outro!).

Para incentivar as meninas a amarem seus cabelos como eles são, a fotógrafa Carolina Castro criou o projeto fotográfico “Alisa não, mãe!” – que tem tudo a ver com o papo desse post. As modelos são garotinhas e mães de cabelos cacheados em produções que valorizam seus fios naturais, realçados em acessórios e flores. A proposta é trabalhar com a autoestima das meninas que, não raro, sofrem preconceito e olhares tortos (várias das fotografadas, inclusive, relataram episódios assim para a fotógrafa). E o resultado não poderia ser mais incrível! Abaixo você confere as primeiras imagens* do projeto, feitas na cidade de Araxá, em Minas Gerais:

Alisa nao 1 Alisa nao 2 Alisa nao 3 e 4 Alisa nao 5 Alisa nao 6 Alisa nao 7 e 8 Alisa nao 9 e 10 Alisa nao 11 e 12 Alisa nao 13 Alisa nao 14 Alisa nao 15 Alisa nao 16 Alisa nao 17 Alisa nao 18 Alisa nao 19

*Todas as imagens são da fan page da fotógrafa.

Pois é, não precisa alisar para ser linda, não é mesmo? E se você tem uma filhota cacheada em casa, confira aqui algumas dicas para cuidar dos cachinhos dela como eles merecem!




Arquivado em: Diversão Tags:

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail