Papinhas prontas: 3 dicas que você precisa conhecer para selecionar um bom produto

Por 0 Comentários


Como já comentei diversas vezes no blog, na maioria das vezes, eu mesma preparava as papinhas de Catarina. E justamente por prepará-las pessoalmente, sei que quem faz o mesmo tem a preocupação de proporcionar a melhor alimentação possível ao seu filho – com alimentos selecionados e todos os cuidados na preparação.

Mas você pode me perguntar: e papinha pronta, não é bacana, então? E a minha resposta é simples: dá, sim, para comprar produtos prontos tão bons quanto aqueles que você prepara em casa, como há também outros que não são legais (com adição de açúcar, que é totalmente dispensável para o bebê, por exemplo). Por isso é importante conhecer as diferenças, para fazer uma boa escolha.

Imagem: 123RF

Imagem: 123RF

– Papinhas prontas congeladas certamente são a melhor opção. Se você deseja ter a praticidade de contar com porções que você já compra prontas, optar pelas congeladas é um excelente caminho. Isso porque o processo de congelamento faz com que os alimentos sejam preservados – quando você descongelar para dar a seu filho, terá a certeza de que ele está comendo uma papinha nutritiva. Além disso, elas são mais gostosas do que as pasteurizadas (aquelas que não precisam de refrigeração, que têm quase sempre o mesmo sabor. É só experimentar que você vai saber a diferença).

– Conheça a procedência dos alimentos. É claro que uma papinha pronta de qualidade contém alimentos de boa procedência, e, preferencialmente orgânicos (ou seja, livre de agrotóxicos e pesticidas). Aliás, esse é um cuidado que também deveríamos ter em casa, mas que nem sempre fazemos, não é verdade? Veja também se o produto tem as certificações desejadas: o registro na Anvisa e o selo de orgânico pelo IBD.

– Conheça o processo de congelamento. Quando você compra uma papinha congelada pronta, precisa ter a certeza de que seu processamento foi feito da melhor maneira possível. No Empório da Papinha, por exemplo, o processamento é feito com ultracongelamento – as papinhas entram fervendo numa geladeira industrial e saem congeladas em menos de duas horas. Isso faz com que, ao serem descongeladas, tenham a mesma textura, sabor e nutrientes daquelas feitas em casa – com a vantagem de uma durabilidade maior (6 meses no freezer, ao contrário dos 30 dias daquela que você mesma faz).

Papinhas no ultracongelador. Imagem: Empório da Papinha

Papinhas no ultracongelador. Imagem: Empório da Papinha

 

Eu gosto muito de referenciar as papinhas do Empório da Papinha (aliás, faço isso desde o primeiro mês de existência do blog!), porque confio muito na qualidade dos produtos, que preenchem todos esses requisitos. Ela é a marca pioneira no Brasil em alimentos orgânicos voltados para o público infantil, foi criada em 2009 e hoje está presente em 15 estados do país. Uma informação que eu desconhecia: entre as opções, são 80 tipos de refeições dividas entre papinhas doces e salgadas, Linha Single (destinada às crianças a partir de 12 meses) e Linha Family (refeições para adultos, que servem até duas pessoas).

papinha 2papinha 3

Para quem se interessar, outras informações importantes: as papinhas do Empório da Papinha são feitas com matéria-prima orgânica, não contêm conservantes e são comercializadas em embalagens livres de Bisfenol-A (por isso podem ser descongeladas no micro-ondas ou em banho-maria sem prejudicar a saúde do bebê). E existe também um serviço de delivery muito legal (em toda a cidade de São Paulo e também nas demais cidades com loja da marca. Vale dar uma espiadinha e conhecer melhor – http://emporiodapapinha.com.br/

selo




Arquivado em: AlimentaçãoPublieditorial Tags:

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail