Por que meu bebê não faz boas sonecas?

Por 3 Comentários


Hoje tem um super post aqui no blog, dedicado às mamães que enfrentaram o mesmo que vivi com Catarina: a angústia das sonecas curtas! A impressão que dá é que você passa o dia inteiro tentando fazer o bebê dormir, porque logo que ele dorme, acorda novamente (desconfio que não seja só impressão, não, porque foi exatamente assim que passei os primeiros meses da pequena!). Não deixe de ler até o final – tem uma super dica ali que eu não conhecia, e que pode ser de enorme importância!

Por Michele Melão

Uma das maiores frustrações da maternidade é passar o dia todo tentando fazer o bebê dormir. Antes do nascimento do filho, geralmente o que se lê e ouve é que o bebê deve dormir grande parte do dia, e que cada soneca deve durar pelo menos 1 hora e meia. Verdade? Nem sempre!

Hoje queria conversar com vocês, leitoras do Mil Dicas de Mãe, sobre essas sonecas com menos de 30 minutos (nas quais os bebês já acordam aparentemente cansados), como descobrir as causas desses despertares tão breves e dicas do que fazer para melhorar o sono do dia. Vamos lá?

Imagem: 123RF

Imagem: 123RF

Quanto tempo de soneca (teoricamente) seu filho deve fazer?

Essa é uma preocupação muito comum entre as mães que passam por esse problema, e estudos mostram opiniões diversas sobre a quantidade de sono necessária. Na verdade, o que precisa ser analisado é o comportamento do bebê: algo entre duas horas e meia e quatro horas de sono diurno, a partir dos 4 meses, é considerado dentro da média, desde que o bem-estar do bebê seja observado. Geralmente os bebês se sentem bem dispostos fazendo sonecas de uma hora de duração, pelo menos.

Bebês não nascem com o sono regulado, dormem por períodos aleatórios e até os 4 meses devem ser ensinados que o ideal é passar por períodos de vigília durante o dia, e não de madrugada. A partir da 16ª semana, seu bebê já fabrica hormônio de sono suficiente para dormir a noite toda (com os despertares para alimentação, especialmente dos 4 aos 6 meses) e geralmente é nesta fase que as sonecas se adequam a horários definidos e duram pelo menos 50 minutos. Portanto, qualquer soneca a partir dos 4 meses com essa duração já mostra uma evolução no padrão de sono do bebê.

 

Por que as sonecas curtas são tão frustrantes?

Só quem é mãe entende tal problema, e essa parte do texto é para mostrar que você não está sozinha:

– As mães não conseguem ter uma hora de real sossego durante o dia (para tomar um banho, fazer algo na casa, almoçar, ler um livro ou mesmo ir ao banheiro!);

– Sonecas curtas geralmente picam o sono noturno, levando as mães à exaustão em pouquíssimos dias;

– Pequenos cochilos frequentes “prendem” as mães dentro de casa, uma vez que não é possível sair (afinal, já está na hora da próxima soneca);

– Bebês que não entram em sono profundo com facilidade geralmente chegam ao fim do dia irritados, chorões e, mesmo que durmam bem de noite, levam muito tempo para adormecer, acordando várias vezes até realmente embalar no bom sono noturno.

– Veja também: 5 coisas que você precisa saber sobre as sonecas curtas do bebê

 
Por que as sonecas são curtas? Existe alguma forma de resolver? Estas são as 7 principais razões do seu bebê não dormir de dia!

– A razão número 1 para as sonecas curtas (e para os despertares noturnos) são as associações erradas de sono. Geralmente bebês que são colocados no berço ainda acordados e conseguem se auto confortar têm um padrão de sono melhor durante o dia e conseguem dormir por pelo menos uma hora.

– Fome. Se seu bebê adormece perto do horário de mamar, esta pode ser a razão do despertar. Fazer uma agenda com os horários de mamada pode ajudar a colocar seu bebê para dormir pelo menos uma hora antes da próxima mamada.

– O bebê está muito estimulado. Bebês são muito curiosos por natureza. Tudo é novo e é bastante comum que eles fiquem muito estimulados, fazendo com que o corpo fabrique um hormônio chamado cortisol (hormônio do stress). Acalmar seu bebê pelo menos 30 minutos antes do horário da soneca pode ajudá-lo a ter um sono de mais qualidade.

– Maturidade. Talvez seu bebê ainda não seja maduro o suficiente para tirar uma soneca mais longa. É perfeitamente normal um recém-nascido dormir por 20 minutos e despertar, porém se seu bebê tem 6 meses e ainda faz sonos com esta duração durante o dia, o melhor é descobrir e tratar a causa, para dar maior qualidade de sono a ele e garantir um crescimento e desenvolvimento adequados.

– Ambiente de sono. Esta causa não é muito comum, já que a maioria das famílias cuidam para que seus bebês tenham o quarto mais confortável, o melhor berço mais gostoso, etc. Entretanto, alguns bebês são muito sensíveis – mudanças de ambiente, barulhos, luzes ou até mesmo odores diferentes podem interferir na duração das sonecas. O melhor nestes casos é garantir uma soneca padrão (sempre da mesma forma), ao menos uma vez por dia.

– Os bebês não são confortados o suficiente. Geralmente esta causa acontece quando os bebês dormem muito bem à noite, porém não conseguem relaxar durante o dia. Nestes casos, os pais capricham no ritual de sono noturno, diminuem o ritmo da casa, incluem banho e massagem, música e histórias, e fazem isso de maneira consistente (mas apenas para o sono da noite). Para as sonecas, alguns bebês também precisam de um ritual, mesmo que seja mais curto – porém ele deve ser como o da noite (repetido e consistente).

– Falta de rotina. Muitos pais preferem deixar que os bebês ditem a rotina: dormir quando tem sono, comer quando tem fome e fazer a higiene quando for melhor durante o dia. Isso pode funcionar para muitos bebês – porém, se seu bebê não consegue dormir durante o dia, a falta de previsibilidade pode ser uma das razões. O ideal é que ele tenha horário para dormir e mamar e, mesmo na livre demanda, os bebês têm um certo padrão de comportamento, que pode ser usado como guia para que os pais observem a janela de sono. Assim, conseguirão colocar seu bebê para dormir na hora certa, antes que ele passe do ponto, ou mesmo não esteja preparado para dormir.

 

Se você já tentou todas essas dicas e seu bebê continua fazendo sonecas de no máximo 30 minutos, uma outra boa alternativa é ficar ao seu lado de 5 a 10 minutos antes do horário “previsto” para a soneca terminar, e tentar quebrar o ciclo de sono, dando uma leve despertada no seu bebê e o ajudando a voltar a dormir (com carinho, conforto, embalo). Fazer isso por pelo menos uma semana pode mudar o padrão da soneca para um sono melhor, de pelo menos uma hora. Muitos pais resistem à esta técnica, já que a última coisa que pensam é em acordar o bebê, mas ela pode ser bem poderosa, ajustando o padrão de sono diurno do seu filho.

michele melão selo




Arquivado em: Cuidados diáriosSono do bebê Tags:

Comentários (3)

Trackback URL

  1. Flavia disse:

    É bom saber que outras mamães também pasdam por isso. Lidar com o cansaço é algo difícil, especialmente quando olho para minha bebê e vejo que ela também está exausta. A tentativa de estabelecer a rotina exige muita disciplina da mãe e aqui em casa é o que tem funcionado

  2. milene disse:

    Minha filha faz seis meses hoje. Ela ate dorme. Mas no colo.. se eu boto no berço ela acorda em 10, 15 minutos, no colo leva até duas horas.. meu problema é que não deixo. Tento até três vezes, se ela nao ficar no berço.. Ela não dorme mais. E realmente no final do dia ela esta bem irritadinha.. nesse caso o que seria melhor fazer?

  3. Oi Milene, como vai?
    Sua bebê certamente adquiriu um hábito de dormir no colo e você precisa ensiná-la aos poucos a dormir em superfícies. Você poderia começar na sua cama, você fica junto dela e depois que ela acostumar neste lugar, você tenta fazer a transição para o berço.
    Espero ter te ajudado,
    Um beijo

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail