Ser mãe é aprender a confiar em si mesma

Por 7 Comentários


Eu não sei se acontece assim com todas as mães, mas para mim a maternidade trouxe um dos maiores desafios da vida: o aprendizado de que era preciso confiar em mim mesma. E quando se é mãe de primeira viagem, e responsável por um serzinho tão frágil, que depende de você para absolutamente tudo, vencer essa barreira não é fácil – há momentos em que você duvida da sua capacidade, do seu jeito para lidar com as situações. Basta um choro que custa horas a passar, ou a primeira queda da cama (porque um dia o filho cai mesmo!), para que você se pergunte se é a melhor mãe que seu pequeno poderia ter (se você também sente isso, saiba que não está sozinha!).

Por isso, no vídeo a seguir, eu abro meu coração para contar um episódio que aconteceu quando Catarina era recém-nascida (acredita que eu tinha tanto medo de que ela escorregasse da minha mão, que não conseguia dar o seu banho?). Vem ver a minha história (e depois me conta se, de alguma forma, ela te lembrou algum momento em que você também passou a acreditar no seu jeito de ser mãe).

Veja o vídeo aqui.

Este vídeo foi um oferecimento de Baby Dove

#BabyDove #ConfieNoSeuJeito

selo




Arquivado em: Publieditorial Tags:

Comentários (7)

Trackback URL

  1. Elena disse:

    Adorei, Ní! Sua fala mansa e serena continua a mesma! 🙂 Que trabalgo lindo o seu! Beijo da prima mineira (acompanho sempre o blog e o insta, embora não me manifeste sempre… Adoro!)!

  2. Nathany Rosa disse:

    Olá estou grávida de nove meses e adorei o seu vídeo pois é assim que me sinto as vezes é fico pensando nas inúmeras coisas que terei que aprender por causa do meu Principe. Parabéns pelo seu trabalho com esse blog creio que ainda me ajudará muito 😉

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Nathany,

      Muito obrigada pelo comentário! E torço para que o blog seja muito útil para a chegada do seu filhote 🙂

      Grande beijo,

      Nívea

  3. Que lindo, Nívea! Senti tua emoção daqui e não pude conter as lágrimas.
    Tu e o Mil Dicas de Mãe são minha inspiração diária. É onde quero chegar. E um dia eu chego lá! 🙂
    Ah! E o vídeo ficou ótimo. Podes te aventurar a fazer mais!

  4. Daniela disse:

    Nívea, que lindo texto! Sou mãe de primeira viagem e minha filha quis vir ao mundo com 34 semanas de gestação, ficou 11 dias na uti e quando teve alta e foi pra casa durante muitos dias tinha medo de tudo o que fazia, desde trocar uma simples fralda a me questionar se era culpa minha ela ter dificuldade em evacuar. E hoje, ela com 10 meses, ainda estou iniciando a caminhada, mas confio mais em mim e na minha intuição do que imaginei ser capaz de confiar um dia. Seu depoimento é lindo, perfeito e para todas as que ainda não acreditam a mais pura e mágica verdade!

    Abs
    Daniela Freitas

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail