Sobre ser merecedora do maior presente do mundo

Por 1 Comentário


Chega o dia em que toda mãe olha para seu filhote dormindo e se sente absolutamente maravilhada por ter gerado um ser tão incrível. E talvez isso ocorra não apenas uma, mas diversas vezes! Por aqui, quando eu acho que já me surpreendi com esse fato, Catarina cresce mais um pouquinho, muda meu ponto de vista, e lá estou eu novamente, atordoada por uma das grandezas que essa vida nos permite presenciar: o desenvolvimento de um filho.

melhor presente do mundo

Mas da última vez em que essa experiência aconteceu comigo, o sentimento de plenitude veio acompanhado de outro. Porque se uma experiência linda como essa nos é dada de presente, imagine então a responsabilidade que vem junto com ela? Fazendo um paralelo (bem) simples com o mundo infantil, é como se você tivesse em suas mãos uma massinha de modelar: ela tem cor, textura próprias (ou seja, características que já “vêm” com ela), mas é você quem ajuda a dar a forma, quem trabalha para que algo bacana seja construído.

E quando parei para pensar sobre isso, me deu um aperto no coração… Porque, no fundo, nós conhecemos nossas imperfeições, e sabemos que estamos longe de ser 100% do exemplo que gostaríamos. Por vezes, perdemos a paciência, quando o momento era de acalentar; choramos, quando precisávamos mostrar força; cansamos, quando a hora era de incentivar. Nos irritamos com as crises de birra, nos desesperamos com a febre que não passa, nos culpamos pela amamentação que não deu certo, nos aborrecemos com as noites de xixi na cama. Isso sem falar no fato de que não comemos tudo aquilo que dizemos para nosso filhos comerem, nos palavrões que escapam (e que, fatalmente, são repetidos pelos pequenos na primeira oportunidade), nas fugidas estratégicas para o banheiro (exatamente no instante em que você sabe que se não se afastar, vai ter um ataque daqueles).

Mas, apesar de tudo isso, continuo acreditando que somos as melhores mães que nossos filhos poderiam ter. A medida certa do que eles precisam – e que até mesmo nossas falhas podem trazer o aprendizado do que não deve ser feito.

Que sejamos mães cada dia melhores. E que nos façamos merecedoras do maior presente que a vida nos proporcionou: nossos filhos. Esse pode ser apenas um pensamento – mas, ao colocarmos atenção nele, automaticamente nos esforçamos para que ele se concretize.




Arquivado em: Papo de mãe Tags:

Comentários (1)

Trackback URL

  1. Julia disse:

    É bem como você falou, Nívea: ganhar esse presente fabuloso significa implica cuidar bem dele!

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail