5 alimentos que não devem ser consumidos até um ano de idade

Por 6 Comentários


O momento da transição do leite para os alimentos sólidos é um dos grandes desafios dos bebês (e de suas mães, claro!) durante o primeiro ano de vida. Eu me lembro de sair do consultório da pediatra de Catarina com uma série de recomendações: do que suas papinhas deveriam conter, e também dos alimentos que estavam proibidos naquela fase. Sabe que até então eu nunca havia ouvido falar que bebês pequenininhos não deveriam comer alguns deles? Por isso achei bem interessante compartilhar com vocês essas informações, assim como os motivos pelos quais essas comidinhas devem ser evitadas. Espero que curtam!

bebe comendo morango

Sobre a introdução dos alimentos sólidos:

Até completar seis meses, o bebê deve se alimentar exclusivamente do leite materno (nem mesmo água ou chás precisam ser oferecidos aos pequenos, pois o alimento da mãe é completo e supre todas as suas necessidades nutritivas). Depois dos seis meses, os pais iniciam a introdução alimentar, oferecendo papinhas e sopas.  A partir do nono mês, o filhote pode começar a ingerir comidas mais sólidas, compartilhando as refeições com a família. Mas isso não quer dizer que ele possa comer tudo o que os pais ou irmãos mais velhos comem: nesse momento, é importante deixar de lado alguns alimentos que podem ser prejudiciais para seu filho e não devem ser consumidos até o primeiro aniversário. Fiz uma listinha com cinco deles, vem conferir!

1) Mel: ele deve ficar de fora do cardápio até o pequeno completar um ano. Isso porque o mel pode conter esporos de uma bactéria (Clostridium botulinum), que causa botulismo em crianças – uma doença grave que ataca o sistema nervoso (para crianças acima dessa idade, o mel está liberado, pois o indivíduo já consegue combater o invasor). Experimente adoçar as comidinhas do bebê com frutas, que também têm açúcar e não são prejudiciais aos pequenos.

2) Morango: sabemos que as frutas são excelentes para a saúde das crianças, mas essa em especial deve ser evitada por concentrar altos níveis de agrotóxico. Por precaução, a indicação é que os bebês não consumam morangos antes do primeiro ano de vida (e, acima dessa idade, prefira morangos orgânicos, sempre que possível).

3) Frutos do mar: camarão, lagosta, mexilhões, entre outros frutos do mar, são famosos por causar alergias com frequência. Como antes do primeiro aniversário a criança ainda não tem o sistema imunológico fortalecido e os pais não sabem se ela é alérgica a esse tipo de alimento, o melhor a fazer é mantê-los longe dos pequenos.

4) Doces: por serem muito gordurosos, eles podem causar desconfortos nas crianças – como dores de barriga e gases. Além disso, apresentar o sabor doce para o pequeno, enquanto ele é novinho, pode trazer consequências indesejáveis – algumas crianças começam a recusar até mesmo as frutas. Então, adie o máximo que puder.

5) Castanhas: as nozes, amendoins, amêndoas são alimentos alergênicos – assim como os frutos do mar. Por isso, a recomendação é manter as castanhas fora da dieta das crianças até elas completarem um ano de idade.

Não se esqueça de conversar com o pediatra do seu filho e reunir as orientações necessárias sobre sua alimentação. Apesar dos alimentos citados não serem indicados para crianças menores de um ano, a maioria deles oferecem diversos benefícios para os pequenos. Por isso, assim que o médico liberar, inclua morangos, frutos do mar, mel e castanhas na dieta do seu filhote.




Arquivado em: Alimentação Tags:

Comentários (6)

Trackback URL

Sites que possuem links para este Post

  1. Saiba quais alimentos colocar nas papinhas do bebê! : Mil dicas de mãe | 25 de setembro de 2015
  1. Hormina Campos disse:

    Na época em que tive meus filhos não havia listinha nenhuma sobre as comidinhas dos bebes, meus filhos comeram tudo isto e cresceram fortes e com saúde, hoje um tem 41 anos e o outro 38 anos, ambos cheio de saúde, por isso
    não acredito nestas listas

  2. Ótimas dicas!
    Respeito à risca a alimentação da minha bebê pois acredito que uma alimentação saudável e adequada gera energia, disposição e mais saúde a ela!

  3. Juliane disse:

    Segundo a sociedade brasileira de pediatria peixes podem ser oferecidos a criança a partir da introdução da alimentação complementar ou seja a partir dos 6 meses

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Juliane,

      Sim, peixes podem ser consumidos a partir dos 6 meses de idade. Mas é importante lembrar que frutos do mar não são peixes, e sim moluscos e crustáceos, e por isso devem ser inseridos na dieta do bebê um pouco mais tarde.

      Um abraço,

      Nívea

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail