Como limpar o umbigo do bebê recém-nascido

Por 1 Comentário


Limpar o umbigo do bebê após o nascimento é uma das tarefas que podem deixar os pais de primeira viagem aflitos (lembro que nos primeiros dois ou três dias de vida de Catarina, eu levava um tempão no processo, porque queria fazer tudo direitinho e ainda me sentia um pouco insegura! Mas em pouco tempo peguei o jeito e percebi que não era um bicho de sete cabeças, muito pelo contrário!).

Se chegou seu momento de cuidar do umbigo do filhote, não há o que temer: o importante é ter atenção e dedicação. Mantê-lo limpo e sequinho é essencial para garantir a saúde do seu pequeno. A seguir eu mostro dicas de como fazer essa limpeza da melhor forma possível, vem dar uma espiadinha!

limpar umbigo do bebe

A formação do umbigo do bebê

O cordão umbilical liga o bebê à placenta da mãe, e é cortado pelos médicos no momento do nascimento. Depois disso, um pequeno coto fica no local, até que ocorra sua cicatrização e queda – geralmente, entre 7 e 15 dias após o pequeno vir ao mundo (mas como esse momento varia de bebê para bebê, não se preocupe se demorar um pouquinho mais do que a média). Enquanto o coto umbilical está na barriguinha do filhote, e alguns dias depois de sua saída, os pais ou outros cuidadores devem higienizar diariamente o umbigo do recém-nascido. Esse cuidado faz com que inflamações e infecções sejam evitadas – o tétano, por exemplo, é uma grande preocupação nessa fase.

Quais são os cuidados a serem tomados para limpar corretamente o umbigo do bebê?

A limpeza do umbigo do bebê é um processo bem simples, mas deve ser feito levando-se em consideração todos os passos, para que fique bem feita. Por experiência própria posso dizer que a dúvida de quem está fazendo isso pela primeira vez é muito maior do que a dificuldade de execução – então fique tranquila e mãos à obra!

– 1º passo: antes de qualquer coisa, quando for higienizar ou colocar as mãos no coto umbilical do bebê, lave-as antes. Limpá-las bem é essencial para manter a saúde do pequeno e não contaminá-lo.

– 2º passo: separe todos os itens necessários para limpar o umbigo do recém-nascido antes do banho e nas trocas de fralda – quando, geralmente, a higienização acontece. Deixe sempre à mão algodão, hastes flexíveis e álcool 70% – um frasquinho pequeno que pode ser encontrado em qualquer farmácia.

– 3º passo: coloque o pequeno no banho e limpe o coto com água e sabão – de preferência, opte por um sabonete líquido e neutro. Faça movimentos suaves para não machucar ou assustar o filhote.

– 4º passo: depois de tirar o bebê do banho, seque bem todo o seu corpinho, incluindo o umbigo.

– 5º passo: Coloque um pouco de álcool 70% na ponta de uma haste flexível e comece a limpar o umbigo do pequeno para retirar as sujeiras que se acumulam ali. Sempre comece a higienização pela base (local em que o coto está grudadinho na pele da barriga), deslocando-o para os lados suavemente e passando o algodão ao seu redor: assim você conseguirá retirar todos os resíduos. Pegue a outra ponta da haste flexível, molhe no álcool e limpe o restante do coto. Importante: não faça o movimento contrário, limpando da ponta do toco para a base, pois dessa forma você pode levar bactérias para essa região, que é a mais susceptível a infecções.

– 6º passo: manter o umbigo seco também é muito importante para prevenir inflamações/infecções. Então, após a limpeza, deixe que o álcool seque naturalmente e não coloque nada em cima.

– 7º passo: depois que perceber que a região está sequinha, você pode começar a vestir o bebê. A orientação que eu recebi quando tive Catarina era a de não tampar* o umbigo da pequena com nada – fraldinhas ou gazes. Por isso, eu deixava o umbigo dela por fora da fralda. Se o modelo da fralda que você está utilizando não permitir, faça um pequeno recorte nela com uma tesoura (antes de colocá-la no bebê, obviamente), para deixar o local livre.

E o bebê, como reage à limpeza do umbigo?

Durante esse processo de limpeza, o bebê pode chorar um pouco. Na maioria dos casos, o choro não indica dor, e sim estranhamento, uma vez que o álcool é gelado e pode assustar os pequeninos. Mesmo assim, insista na higienização diária, porque ela é essencial para a saúde do seu filho. Alguns pediatras sugerem que ela deve ser feita três vezes ao dia, outros recomendam após os banhos ou em trocas de fraldas nas quais você perceber que o xixi ou o cocô vazaram (eu fazia depois do banho e em todas as trocas de fralda, como precaução máxima). Também é importante ficar atenta aos sinais do bebê – se o seu umbigo está inchado, vermelho, ou se o pequeno apresenta febre e está demonstrando um incomodo fora do comum, procure o pediatra. Pode ser que o recém-nascido esteja com alguma inflamação ou infecção, que deve ser tratada o quanto antes.

*Tampar ou não o umbigo do recém-nascido é um tópico que gera bastante controvérsia entre os pediatras. Por isso, consulte o médico do seu filho para saber qual é a indicação dele.




Arquivado em: Cuidados diários Tags:

Comentários (1)

Trackback URL

  1. Heloane disse:

    Ola, eu não tive problema algum em cuidar do umbiguinho do meu princípe. Acho que essa foi a parte mais fácil pra mim, como você disse não é nenhum bicho de sete cabeças. Na maternidade a pediatra veio me ensinar no outro dia como cuidar do umbiguinho dele então quando cheguei em casa não tive problemas graças a Deus. O umbiguinho dele caiu com 5 dias. Fiquei tão feliz porque consegui sozinha cuidar dele. É muito bom você postar os cuidados porque nem todas as maternidades e hospitais ensinam isso cuidado que faz parte do aprendizado de uma mãe. Beijoss

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail