10 dicas que vão ajudar seu filho a não ficar doente

Por 4 Comentários


Ver o filhote doente é uma das piores coisas que existem. Nesses momentos, a sensação de tristeza por ver o pequenino sofrendo invade o coração materno, não é mesmo? Por isso é tão importante prevenir as doenças e criar hábitos saudáveis para as crianças – fortalecendo sua imunidade, muitos problemas serão evitados. No post de hoje, selecionei algumas dicas certeiras para ajudar seu filho a ter uma saúde de ferro. São medidas simples, para você tomar no dia-a-dia, e que podem reduzir sensivelmente as chances do pequeno pegar um resfriado, uma gripe ou outra infecção. Vem conferir!

criança natureza

  1. Ofereça líquidos para o pequeno: a boa e velha receita ainda é muito eficaz! A hidratação é importante para prevenir infecções urinárias e deixar os canais aéreos das crianças umedecidos, ajudando a evitar alergias e irritações, que podem surgir por causa do tempo. Então, lembre-se de sempre dar água, sucos naturais, e água de coco ao seu filho. E ensine-o a se hidratar sempre: assim ele manterá o hábito quando você não estiver junto – na escola, por exemplo.
  2. Garanta uma boa alimentação: alimentos ricos em nutrientes, como frutas, carnes, legumes e verduras garantem a saúde de qualquer pessoa. Por isso, ofereça comidinhas saudáveis ao pequeno. Também vale incluir no cardápio alimentos ricos em vitamina C – como laranja, acerola, limão, brócolis, espinafre – que ajudam a deixar a imunidade ainda mais forte. Se ele demonstrar algum tipo de resistência na hora de consumir esses itens, você pode investir em apresentações lúdicas para estimulá-lo, além de explicar com calma o quanto a boa alimentação faz a diferença em sua rotina.
  3. Acostume-o a lavar as mãos: ensine para seu pequeno a importância de higienizar bem as mãos – antes das refeições, após usar o banheiro, na hora de escovar os dentinhos, depois que chegar do parquinho. Essa prática ajuda a evitar o contágio de doenças e o filhote deve se acostumar a ela. Vídeos interativos e explicações divertidas podem ajudar nesse processo!
  4. Limpe bem o nariz do seu filho: alergias e problemas respiratórios podem acometer as crianças no outono. Por isso é fundamental limpar bem o nariz, desobstruindo as vias áreas e hidratando-as. O soro fisiológico é uma excelente medida – só fique atenta à forma de aplicá-lo. Caso você opte pela utilização de produtos em forma de jato contínuo, a indicação é que a criança esteja sentada (pois, se estiver deitada, a secreção pode descer para o ouvido). Em caso de dúvidas, converse com o pediatra do pequeno para saber qual é a melhor maneira de usar o soro.
  5. Tente evitar grandes variações de temperatura: sabemos que, com a vida corrida, isso nem sempre é possível. Mas quando puder escolher, evite sair com seu filho desagasalhado no comecinho da manhã ou quando estiver anoitecendo – períodos em que a temperatura costuma ser mais baixa no outono. Também é importante ficar atenta na hora de expor a criança ao ar-condicionado do carro nos dias mais quentes.
  6. Agasalhe o pequeno: como foi dito anteriormente, nem sempre conseguimos deixar de expor nossos filhos em períodos em que a temperatura começa a mudar. Então, uma dica é proteger o filhote com roupas e acessórios quentinhos – como gorros, luvas e cachecóis. Mas atenção: a medida deve ser feita com muita cautela, para não causar o risco de desidratar a criança, devido ao excesso de roupas. A melhor opção é montar looks de camadas para os pequenos. Assim, eles podem tirar ou colocar as peças de acordo com o tempo.
  7. Cuide da limpeza da casa: certifique-se de que tudo está limpo e bem higienizado dentro do seu lar. Mofos e ácaros podem prejudicar (e muito!) a saúde das crianças. Essa medida também deve se estender às roupas dos filhotes – lembre-se de lavar as peças que estão no armário a cada troca de estação.
  8. Garanta um passeio no sol pela manhã: a vitamina D, proporcionada pelo contato com o sol, ajuda a fortalecer a imunidade. Por isso, o ideal é que a criança aproveite o sol da manhã – que é mais seguro até às 10 horas – para garantir benefícios à sua saúde. Além disso, o fato de brincar ao ar livre e se exercitar também auxilia na boa saúde dos pequenos.
  9. Fique atenta às vacinas: verifique se o pequeno tomou as vacinas necessárias e mantenha sua carteirinha sempre atualizada. Além de cuidar da saúde do seu filhote, você também estará fazendo um bem para a sociedade: evitando que mais crianças fiquem doentes, e ajudando a diminuir a mortalidade infantil. Previna sempre!
  10. Garanta que o seu filho durma bem: como vocês sabem, essa foi uma das partes mais desafiadoras que enfrentei ao me tornar mãe. Por diversos motivos, nem sempre é fácil fazer com que a criança tenha uma boa noite de sono. O ideal é que você crie uma rotina para que ela se acostume. Dormir bem faz com que as crianças recarreguem as suas energias e tenham uma vida saudável.



Arquivado em: Cuidados diáriosSaúde Tags:

Comentários (4)

Trackback URL

  1. rosa silva disse:

    Ola Nivea, a minha filha tem 8meses e esta com sapinho, sera que tens alguma dica sobre este assunto?

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail