Ser mãe é não dormir nunca (uma constatação pessoal)

Por 24 Comentários


Eu juro para vocês que eu achava que um dia voltaria a dormir normalmente. Por mais que as pessoas me dissessem que um filho muda para sempre seu padrão de sono, lá no fundo, bem no fundinho, eu acreditava que voltaria a dormir as oito horas de sono ininterruptas a que eu estava acostumada. Embora Catarina tenha quase quatro anos de idade, posso dizer que minhas noites continuam a ter uma qualidade muito pior do que a que eu gostaria. Claro que não da mesma forma que nos primeiros meses de pós-parto (acho que nenhuma mulher conseguiria dormir tão mal por tanto tempo), mas o suficiente para que eu sinta muitas saudades do sono de uma mulher sem filhos.

Imagem: @notnixon via Compfight cc

Imagem: @notnixon/Creative Commons

Catarina ainda acorda eventualmente no meio da noite e me chama; e quando está doentinha, a preocupação é dobrada – com a febre, ou com a tosse, e com o bendito xixi na cama (porque quando está gripada, não tem jeito – esses acidentes acontecem!. Aliás, se alguém por aí tiver passado algo semelhante com o filho, aceito dicas!  Seria melhor colocar fralda quando ela estiver doente? Ou simplesmente relaxo e sigo lavando lençóis, como tenho feito?).

Mas eu tenho consciência de que boa parte de minhas noites mal dormidas não acontecem porque Catarina acordou durante a madrugada (até porque, quando isso acontece, em geral eu vou até seu quarto e ela volta a dormir em poucos minutos). E sim porque EU tenho ido dormir muito mais tarde do que costumava fazer. Quando a pequena dorme, começa a parte do meu dia que existe além da maternidade – ficar com o marido, trabalhar (sim, porque trabalho quase todos os dias por longas horas durante a noite), assistir a um pouquinho de televisão (sem que esteja passando Peppa Pig ou Princesinha Sofia na tela!)… Sinto falta de ter essas horinhas só para mim, por isso simplesmente não consigo colocar a filhotinha em sua cama e correr para a minha!

Hoje está acontecendo exatamente isso desse lado da tela. Catarina já está em sua cama (com tosse, mas dormindo) e eu estou aqui: escrevendo, embalando dezenas de livros (posso falar? Vocês são umas queridas, muito obrigada por receberem meu livro com tanto carinho! Estou adorando receber tantos pedidos!), conversando nas redes sociais… E amanhã, claro, estarei com uma preguiça danada, que só mesmo um bom café forte consegue espantar!




Arquivado em: Papo de mãe Tags:

Comentários (24)

Trackback URL

Sites que possuem links para este Post

  1. 10 Dicas para pais e gestantes dormirem melhor! : Mil dicas de mãe | 19 de janeiro de 2015
  1. Bruna disse:

    Exatamente! Minha Baby dormiu as 21h, e eu agora estou aqui.. Com tempo pra mim. Achei q só eu não conseguisse virar e dormir rs me identifico total com seus textos! Bjos

  2. Juh Azevedo disse:

    Oi Nívea! Primeiramente quero dizer que AMO teu blog. Me identifico com muitas coisas que tu escreve, principalmente com a questão do sono, pois passo pelas mesmas dificuldades que tu passastes com Catarina com a minha Ana Laura que completa 4 meses daqui a 5 dias. E agora que ela já tem uma rotina, dorme quase sempre no mesmo horário, eu acabo indo dormir bem tarde justamente pq vou cuidar das coisas que não são da maternidade. Tomo meu banho, fico um pouco com o marido, dobro roupas, etc. Por mais que eu esteja caindo de sono não consigo dormir junto com a bebê, e no dia seguinte tenho que tomar pelo menos um canecão de café. Concordo contigo, acho que nunca mais dormiremos como antes.. E viva o café preto! Hehehe! Bjos.

  3. Bom dia!!
    Super me identifico com suas palavras! Também achei que poderia dormir por horas ininterruptas. E mesmo quando a minha pequena de 2 anos e 3 meses dorme a noite toda, vou eu lá verificar se está tudo certo.. coisas de mãe, né!! E realmente quando ela dorme, faço minhas coisas… ler, assistir ou conversar com alguém na net. Enfim, no outro dia estou com aquele sono terrível!! Ai ai, vai entender…
    Amo seu blog. Parabéns!!!

  4. Sandra H. V. disse:

    Oi, Nívea, adoro o seu blog! A minha caçula tem 3 anos e 9 meses e na época do desfralde noturno uma dica muito útil foi colocar aquela fraldinha de cachorro entre o colchão e o lençol (coloquei várias para garantir!). Não evita que você tenha que lavar o lençol, mas não deixa formar aquele “lago”, pois a fralda absorve todo o xixi. Tirei essa dica daqui: http://lagartavirapupa.com.br/uma-dica-preciosa-para-o-desfralde-noturno/ Bjs!

  5. Nathalia Riveros Ciancio disse:

    Bom dia meninas.. Parabéns pelo blog. Me conforta saber q não sou a unica mãe q pasa por essa situação. A minha bebe de 8 meses tem uma rotina estruturada porem acho q começo a crisis dos 8 meses acorda chorando.. E eu estou escrevendo minha tese so consigo de noite, mas faz uma semana está difícil. Bjs e um bom dia com dose de amor e paciencia

  6. Breno Assis disse:

    Meu bebe dorme a noite toda e só tem três meses

  7. Tatiana E Rogerio Camargo disse:

    Identificação total com suas palavras!!!! Falo isso todos os dias… O cansaço é imenso, mas a recompensa do sorriso dos nossos pequenos, vale a pena…

  8. Lika Isac disse:

    já ouviu falar de hipermeabilização em colchôes? evita que o liquido do xixi penetre no colchão facilitando a limpeza.

  9. Vania Klen disse:

    E tenho a sensação que vai continuar sendo desta maneira…a minha filha tem 8 anos e eu continuo com o sono assim, assim…um dia é pesadelo, outro ansiedade por um dia especial ou por ter tido um dia muito agitado, quem sabe meio ruim com as colegas de escola…e essa necessidade louca de ter alguns momento para si, ler sem interrupção, fazer algo sem estar fazendo algo para alguém. Viramos meio que "corujas" em muitos aspectos, não só na "corujisse" de nossas filhas…

  10. Adorei esse blog me identifico muiiiiiiiiiiito.

  11. Sheila Chaves disse:

    Nossa eu me vi nesse texto!!! Tudo a ver…
    No medicado tenho uma filha de 2 anos e nove meses e uma bebê de seis meses…sinto que envelheci uns 10 anos em menos de três anos!!

  12. Clarice Dias disse:

    Tb sinto td isso tenho uma menina de 11meses sou professora mil coisas e pouco descanso…..

  13. Jô Monteiro disse:

    Graças a Deus minha filha depois dos três meses sempre dorme a noite toda.
    Não sei se tem haver ou é da criança mais, nunca à acordei durante a noite pra dar mama…

  14. Só tenho uma coisa pra falar "TAMU JUNTO" rsrs…não é facil,eu já tinha uma filha de 15 anos e tive outro bebê,que hj está com 2 anos e 10 meses…to sofreeeendo muito sem dormir.Ele ainda NUNCA dormiu uma noite toda. Mas…vamos indo,e prefiro pensar que é uma fase.

  15. Elaine Vieira disse:

    Estamos juntas nesse sofrer no Paraiso… Me identifiquei muito com vc!!! E assim a vida segue…

  16. Nicole disse:

    Adoro o teu blog, e sabe que eu passo isso com o meu ele tem 8 meses não dorme durante o dia e a noite as vezes acorda as 4:30 e fica até as 6:30 que já é a hora de eu levantar para trabalhar já levei no médico e eles dizem que isso é normal mas eu não acho que seja, porque ele não faz o horário de sono que seria para a idade dele, já estou virando um zumbi nem sei mais o que fazer hehe.

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Nicole, tudo bem?

      Com a existência do blog, descobri que muitas mães passam por isso que eu passei e você está passando – existem bebês que dormem muito mal nos primeiros meses mesmo!!! O que eu posso dizer é que isso passa, melhora – hoje, com 4 anos, Catarina tive que acordar Catarina, senão ela dormiria até às 10h da manhã! Verdade!

      Força aí e grande beijo,

      Nívea

  17. Verônica disse:

    Oi Nívea. Adoro quando leio alguma coisa que outras mães já passaram e eu estou passando neste momento. Tenho uma filha de 10 meses. Já tentei todas as teorias de não amamentá-la de madrugada, mas não tem jeito, ela chora muito. Agora está fazendo muito frio e eu levei-a para minha cama, mesmo assim as noites continuam terríveis. Afff… mas de manhã acordo muito feliz pela saúde e alegria de tê-la comigo e… vamos lá.. próxima noite será uma surpresa.
    Abraços, Verônica

  18. Bianca disse:

    Adorei! Acho que o sono depois que nos tornamos mães, nunca mais será o mesmo. Meus filhos tem 13 e 9 anos e desde que nasceram, meu sono passou a ser mais leve e a parece na verdade que dormimos “ligadas”. qualquer barulho diferente, qualquer coisa que possa parecer uma ameaça aos nossos, nos despertam!Hoje não durmo com a porta do meu quarto fechada, afinal meus filhos estão ali do lado de fora… Acho que isso só vai melhorar qd forem adultos e não morarem mais comigo, aí pode ser que venham os pressentimentos de mãe. rsrsrs

  19. Karlla disse:

    Exatamente como eu…..ele dormiu eram 22:30……foi a vez de falar ao telefone, acessar a internet, trabalhar como estou ainda fazendo……arrumar a cozinha………e ja já deitar um pouco no sofá e ver tv…….de manhã é uma tremenda preguiça………

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail