Dicas para lidar com os momentos de drama do bebê!

Por 6 Comentários


Sabe aquela família perfeitinha que aparece no comercial da TV? Com o bebê que sorri enquanto toma banho, pais e filhos perfeitamente sentados à mesa na hora da refeição ou a criança que dorme tranquilamente no berço depois que a mãe o colocou lá e apagou a luz do quarto? Qualquer diferença com o que acontece na sua casa não é mera coincidência! Quando minha filha Catarina tinha alguns meses, eu me perguntava o que eu estava fazendo de errado para que a rotina da minha casa fosse tão diferente dessa maravilha. Até que, conversando com muitas e muitas mães, percebi que no mundo real as coisas não funcionam dessa forma – os momentos de drama são comuns e fazem parte da vida de quem tem filhos!

Imagem: Upsilon Andromedae via Compfight cc

Imagem: Upsilon Andromedae/Creative Commons

Quando os bebês começam a sentar, depois a engatinhar e finalmente andar, descobrem também que podem ter opinião sobre algumas coisas (você quer que ele fique no quarto, e ele insiste em te seguir até a cozinha. Você quer colocá-lo no banho e começa a choradeira, porque ele prefere continuar explorando a casa!). É comum que nessa fase você ache que seu dia é permeado por turbulências, e haja paciência e boa vontade para superá-las.

Algo que descobri cuidando de Catarina é que algumas pequenas mudanças podem fazer uma grande diferença nesses momentos de dificuldade. A seguir eu compartilho algumas dicas que deram certo aqui em casa (e espero que sejam úteis para você também!):

Quando o bebê não quer escovar os dentes: já tentou escovar os dentinhos de um pequenino que insiste em não abrir a boca? Parece impossível, não é mesmo? Minha tática nesses momentos era falar como louca (juro que funciona!), fazendo caretas engraçadas. O bebê fica tão curioso em saber o que está acontecendo que se distrai – aí você terá alguns minutinhos para fazer sua higiene bucal.

Quando o bebê não quer comer a papinha: certa vez li um artigo muito interessante, que mostrava a importância de dar gostinho à comida do bebê para melhorar sua aceitação. Claro que você não vai colocar temperos fortes, muito menos abusar do sal. Mas comida de bebê não precisa ser ruim! Tempere com um pouquinho de cebola, alho-porró (que tem gosto suave), um pinguinho de azeite… E talvez você perceba que seu filho está comendo muito melhor!

Quando o bebê não quer trocar a fralda: alguns bebês simplesmente não conseguem ficar quietos durante a troca da fralda. Você tem que fazer um malabarismo tão grande, que fica cansada só de imaginar!  E quando você levou quase dez minutos para colocar a fralda e percebe que, assim que o filhote começou a se movimentar, ela saiu do lugar? Aí é a mãe quem tem vontade de chorar! A dica para esses casos é usar uma fralda de vestir – você coloca como calcinha ou cuequinha e pronto! A Huggies, por exemplo, tem dois modelos desse tipo de fralda, que é pensada exatamente para a fase em que o bebê começa a engatinhar e a andar – a Up&Go e a Fralda Roupinha. Isso porque ambas vestem como roupinha e se ajustam perfeitamente ao corpinho do bebê, proporcionando não só rapidez e facilidade na troca, mas também conforto e liberdade de movimento para o pequeno. Para tirar também é super fácil: você rasga as laterais da Fralda Roupinha com as mãos ou abre a lateral da Up&Go como uma fralda comum, pois ela tem um sistema “abre e fecha”. E ambas têm ótima absorção, porque bebês dessa idade já fazem uma grande quantidade de xixi.

Dois modelos de fralda de vestir: à esquerda, a Up & Go; à direita, a Fralda Roupinha da Huggies

Dois modelos de fralda de vestir: à esquerda, a Up & Go; à direita, a Fralda Roupinha da Huggies

Quando o bebê não quer entrar no banho: mostre que a água pode ser muito divertida! Faça esguicho com as mãos, traga brinquedinhos para que ele se divirta (prefira aqueles que não acumulam água em seu interior, pois a umidade dentro de brinquedos de banho é um ótimo meio de cultura para fungos!).

Quando o bebê não quer tirar a soneca ou dormir à noite: diferentemente do que normalmente pensamos, um bebê que está muito cansado não dorme bem. Isso porque ele fica tão agitado, com tanta adrenalina em seu corpinho, que não consegue aprofundar o sono, nem passar de um estágio a outro do sono sem acordar. Por isso uma das dicas mais importantes é colocar o filhote para dormir antes que ele se canse! Começou a abrir a boquinha, os olhos ficaram mais paradinhos – então é hora de parar tudo e ir para o berço! Se você demorar, ele resistirá muito mais tempo para dormir.

selo




Arquivado em: ComportamentoPublieditorial Tags:

Comentários (6)

Trackback URL

  1. daniela disse:

    muito boa essas dicas… adorei

  2. Nossa parabéns pelo Post eu adorei todas as dicas, serão muito uteis para mim. Bjus

  3. Amei as dicas vou pratica-las !!!!! V.ao me ajudar bastante com meu bebê…bjs

  4. Meu bebe e reclamão.Ele tem apenas 5 meses.Pra dormir reclama muito.Ai ele dorme acorda e fica alguns minutos bonzinho rindo bem alegre.Logo começa resmungar de novo.Como se nada tivesse bom.Não sei o que fazer.Quando saio de casa tenho a impressao de nao saber agradar meu filho.O que faço?

  5. Oi, Patricia,
    Seu bebê dorme pouco? Menos de uma hora e meia a cada soneca? Se a resposta for sim, ele pode estar com problemas de sono. Minha filha era exatamente assim e chorava o tempo todo! Dê uma olhadinha no post da categoria sono sobre como esticar as sonecas, pode ajudar! http://www.mildicasdemae.com.br/2012/04/como-esticar-as-sonecas-do-bebe.html
    Bjs!

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail