Os benefícios da capoeira para as crianças

Por 2 Comentários


Tenho que começar esse post contando algo muito pessoal para vocês: na minha infância, eu tinha verdadeiro pavor das aulas de educação física. Sabe aquele tipo de criança que foge de bola, que não sabe pular, correr? Sem a menor habilidade motora para jogar? Pois eu era exatamente assim! E cá entre nós, não era uma coisa bacana – muitas vezes me senti excluída (eu queria muito aprender, participar, mas desisti depois de me convencer que nem com muita boa vontade eu melhoraria).

Mas eu queria que com Catarina fosse diferente. Queria que ela crescesse gostando de atividades físicas (eu luto até hoje para ver algum prazer nisso!), que desenvolvesse coordenação para executá-las. E esse foi um dos pontos que levei em consideração quando escolhi sua escola – um lugar com bastante areia, árvores, e com aulas de capoeira e yoga.

Imagem: JuanChristophe via Compfight cc

Imagem: JuanChristophe/Creative Commons

Como filho de peixe, peixinho é, no início ela não queria participar dessas aulas. Claro que havia a questão da adaptação aos professores (os quais, diferentemente da sua professora diária, a pequena só via uma vez por semana), que precisava ser vencida. Mas depois de alguns meses (sim, foram meses até que ela topasse participar dessas atividades com frequência), Catarina começou a amá-las! Hoje mesmo chegou em casa contando que o professor de capoeira a ajudou a escalar uma árvore (coisa que eu nunca fiz na vida!).

Mas o que se pode esperar da prática da capoeira para crianças? A modalidade pode ser praticada desde a primeira infância – nessa fase, com movimentos adaptados, obviamente. Ela ajuda no desenvolvimento da coordenação motora, do equilíbrio, da agilidade, da consciência corporal e também na memória visual e musical.

Observando Catarina, no entanto, vejo que os benefícios da capoeira vão além desses (li vários artigos sobre o assunto e observo o resultado na prática). A pequena começou a se interessar mais pelos ritmos brasileiros, conhece um pouco sobre a nossa história (e da influência da cultura negra trazida pelos escravos), aprendeu a respeitar cada amigo que está na roda e, principalmente: aprendeu que se cair, é só levantar (um aprendizado importantíssimo para a vida inteira!).

Como a capoeira é um jogo, também é uma forma interessante de socialização. E nesse ponto, o cantar e o tocar envolvidos na prática também ajudam – um amigo mas experiente ensina aquele que está começando. A pequena conta animada sobre os instrumentos musicais que conheceu nas aulas – o berimbau, o pandeiro e o caxixi (nome que eu nem conhecia) – um chocalho feito com sementes. E também é um exercício de criatividade – como a cada vez que se joga os movimentos são diferentes, abre-se espaço para criar uma nova forma de interagir com os colegas.

Gostou da ideia de colocar o filhote para fazer capoeira? Abaixo eu listo vários locais que oferecem aulas da modalidade:

Escola Cultural Zungu Capoeira. Fica no bairro da Bela Vista (a duas quadras da Av. Paulista), em São Paulo.

– Academia URU Brasil. Fica na Vila Madalena, em São Paulo.

Grupo Capoeira Mandinga. Em várias cidades do estado de São Paulo e no Rio Grande do Sul.

Festa de Rei – Brincadeiras Culturais. Oferece aulas de capoeira em diversos bairros de São Paulo.

Grupo Cordão de Ouro. É um método da prática da capoeira. Diversas academias, em vários estados do país, são credenciadas por repassarem esse método. No site do grupo, há uma lista com as academias credenciadas (Estados de SP, SC, MG, BA, MS, RN, PI, CE e AC).




Arquivado em: AtividadesDesenvolvimento Tags:

Comentários (2)

Trackback URL

  1. Lily, dei uma pesquisada e achei esse grupo aqui: https://www.facebook.com/novageracaodecapoeirarj. Se não derem aula para crianças, certamente saberão te ajudar nessa procura. Bjs!

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail