Mãe também pode ser voluntária?

Por 0 Comentários


Você também já pensou que o mundo melhor que todas nós sonhamos para nossos filhos só acontecerá se nós começarmos a trabalhar para que ele concretize? Eu já pensei muito sobre isso, e sempre chego à minha conclusão – se cada uma de nós se dedicar um pouquinho, mas é um pouquinho mesmo, as coisas ao nosso redor serão muito melhores do que são hoje.

Eu sei que o número de mães que concordam com esse pensamento é grande. E que, muitas vezes, gostariam de ajudar, mas não sabem como. Por isso convidei uma leitora que acompanha o blog há tempos e que trabalha como gestora de projetos sociais e voluntariado para conversar conosco, a Anna Caroolina Bruschetta. O assunto rende tanto e é tão importante, que teremos uma mini série de posts, com informações para as leitoras que desejarem colocar a mão na massa a partir de agora. Vem dar uma espiadinha e compartilhe esse post – dessa forma ele atingirá um número muito maior de mães! Já é uma forma de participar dessa corrente do bem!

Por Anna Carolina Bruschetta

Imagem: joguldi via Compfight cc

Imagem: joguldi/Creative Commons

Participação social e cidadania – a importância do voluntariado

Ano de eleição e final de ano são épocas em que a gente tem um olhar mais apurado para questões sociais que nos incomodam e aumenta o desejo e a intenção de sermos solidários e fazermos a nossa parte para um mundo mais justo e menos desigual para toda a humanidade.

Mas existem oportunidades de participação durante todo o ano, todos os dias e para todo tipo de contribuição. Estamos falando da oportunidade de tornar-se voluntária e dedicar seu tempo, talento e conhecimento em benefício de outras pessoas e comunidades. O Brasil é historicamente marcado pela desigualdade social e cabe também a nós, contribuir para mudar essa realidade que afeta milhares de pessoas.

Que tal aproveitar este fim de ano e ir além da doação das famosas sacolinhas?

A ideia é apresentarmos até o Natal, algumas oportunidades de engajamento social e participação voluntária. Quem sabe depois você não se empolga e consegue manter esta atuação durante todo o ano?

A dica de hoje é ser voluntária em abrigos para crianças – os antigos “orfanatos”. Aliás, você sabe por que não devemos mais chamar estes locais dessa forma? Os orfanatos nasceram na época das guerras para abrigar milhares de crianças que realmente ficavam órfãs ou que eram abandonadas pelas famílias, devido a precárias condições de desenvolvimento na época. Atualmente, aqui no Brasil, essas casas abrigam crianças, adolescentes e jovens que estão aguardando processos judiciais de adoção ou que foram separadas de suas famílias pelos Conselhos Tutelares após denúncias de maus tratos. Os abrigos atendem em média 20 crianças de todas as faixas etárias e recebem recursos para garantir alimentação, vestuário, educação básica e saúde.

O que você pode fazer?

Além das doações materiais – que claro, sempre são bem-vindas, desde que você entre em contato antes para verificar o que realmente estes locais precisam (cuidado, principalmente, ao oferecer doces, pois lá também existem crianças alérgicas, diabéticas… E é preciso contemplar todas elas, para não contribuir ainda mais para aumentar a exclusão). Você pode atuar brincando com as crianças aos finais de semana, auxiliando na rotina de sono e alimentação, fazendo mediação de leitura, cantando e tocando músicas, passando roupas (sim, eles precisam muito de ajuda para passar as enormes pilhas de roupas! Principalmente nos abrigos onde a maioria são bebês), ajudando na cozinha, participando da pintura dos ambientes… No caso de abrigos onde há um número maior de adolescentes e jovens, você pode colaborar conversando sobre as opções de carreira, orientando sobre ENEM, ProUni, Programa Aprendiz, inserção no mercado de trabalho, educação financeira (não sei se você sabe, mas, quando o jovem completa 18 anos, deve deixar o abrigo. Imagine você, se seu filho está pronto para seguir a vida sozinho com essa idade! Pois é, infelizmente essa é a realidade dos jovens).

Gostou da dica? Quer saber onde encontrar mais informações sobre voluntariado? Acesse o Centro de Voluntariado da sua cidade, em São Paulo o site é: www.voluntariado.org.br

anna carolina




Arquivado em: Vida sustentável Tags:

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail