Por que eu nunca consegui deixar minha filha chorar para dormir

Por 18 Comentários


Sim, eu sou uma mãe incapaz de deixar um filho chorar. E antes de me vangloriar disso e dizer que minha filha dorme muito bem obrigada, sem que eu tenha usado técnicas de choro controlado, devo ser muito sincera com vocês: Catarina tem três anos e meio e frequentemente ainda acorda durante a noite. Quando digo frequentemente, quero dizer no mínimo duas vezes por semana. Já passamos da fase em que eu a levava para dormir em minha cama após o despertar noturno, e mesmo assim a pequena continua acordando. Do seu quarto, me chama e sossega quando vou até lá e digo que está tudo bem e que ela pode dormir novamente. Em geral ela não reclama de medo, ou se mostra ansiosa; mas gosta de saber que mamãe está logo ali e que não evaporou no meio da noite.

Imagem: rahego via Compfight cc

Imagem: rahego / Creative Commons

Portanto, não posso dizer que o padrão de sono da família é um grande sucesso, tomando-se como referência o desejo de qualquer mãe na face da Terra: dormir oito horas de sono ininterruptas. E o mais engraçado de tudo isso é que, se tivessem me contato que seria assim se eu tivesse permitido à minha filha dormir em minha cama, ou comigo ao seu lado em seu quarto, eu teria feito tudo novamente. Por um simples e único motivo: apesar dos meus mil defeitos, uma certeza eu gostaria que Catarina tivesse – a que eu sempre, sempre, sempre estarei ao seu lado quando ela precisar.

Eu não sei se vocês têm essa lembrança, mas eu tenho – a do medo do escuro, do medo de algum monstro que pudesse entrar em meu quarto. E isso porque eu tinha duas irmãs dormindo pertinho, imaginem se não tivesse! E tendo essas memórias, como poderia deixar um bebê (ou mesmo uma criança pequena, que ainda se reconhece frágil perante a todo o ambiente em que vive) chorando sem amparo?

Não estou aqui para criticar quem use as técnicas de choro para ensinar o bebê. Cada mãe é uma mãe, cada situação é uma situação. Para mim, por mais difícil que tenha sido enfrentar noites e noites mal dormidas, foi possível suportá-las. Mas conheço famílias que não encontraram outra saída e que não se arrependem de tê-las usado. Por isso quem sou eu para julgar?

E já que é dia de abrir o coração para falar sobre o assunto, também tenho que admitir – não deixar minha filha chorar para aprender a dormir não significa que ela nunca tenho chorado NA hora de dormir. Ou vocês acham que, como qualquer criança, a minha já não fez birra porque não queria deitar? Por que queria ir para a cama dos pais e teve sua vontade contrariada? Ou chorou porque estava tão cansada que literalmente não conseguia dormir?  Para esses choros minha postura era estar presente, mas ser firme ao dizer: “queira ou não queira, você vai dormir agora, mocinha”.

O que noto é que hoje Catarina é capaz de dormir sem que eu esteja ao seu lado, se acorda no meio da noite. Ela me chama, eu apareço e saio de seu quarto antes que pegue no sono novamente. Mas foi um longo caminho percorrido até que isso acontecesse. Foram anos segurando sua mãozinha e saindo sorrateiramente, depois que ela adormecia. Muitas horas de sono perdidas, mas um coração tranquilo por ter escolhido não deixá-la chorar.




Arquivado em: Papo de mãeSono do bebê Tags:

Comentários (18)

Trackback URL

  1. erica disse:

    Bom meu filho Luca tem 10 meses e meio e ja fiz parte dos dois campos. Vale esclarecer que meu marido eh Frances e pensa diferente de nos brasileiros, ele acha que pai e mae tem por obrigacao ensinar ao filho, e ensinar eh um ato de amar, onde ele difere de nos eh que eu sofro, abro excecoes, ja ele, bem como minha sogra sao bem resolvidos no assunto. Ate os 6 meses nao deixei meu filho chorar e nao suportava a ideia, mas eu cheguei a um ponto onde estava exaustada e todos sofriam, eu e meu marido por nao dormir, e meu bebe por nao saber dormer sem mim. Dai decidi fazer o choro controlado, funcionou maravilhas e fizemos isso so por 2 dias, nao volto atras e indico. Mas como diz cada sabe o que eh melhor, de suas limitacoes, de como eh seu filho. Eu tive que concordar come meu marido que fizemos aquilo para ensinar para ele, a dormir sozinho , a nao ter medo de ficar em seu quarto, e que se acordasse poderia voltar a dormir sozinho. Eh complexo esse caso. Mas posso dizer que eu me senti uma mae melhor, uma vez que mais descansada. Claro que eu reconehco choros diferentes e sei quando ele precisa de mim imediatamente. Quando esta dodoi, ganha papricos e colo para dormir sim. Mas nao tinha condicoes de ninar meu filho por 2 horas para dormir, e ele acordar imediatamente quando colocava o bumbum no berco.

  2. Luciana disse:

    Oi, Nívea. Esse é um dos assuntos mais polêmicos e delicados da maternidade: as noites. Na minha casa, já passei por todas as etapas e fases. Uma semana, a pequena dorme a noite toda. Na semana seguinte, acorda no meio da noite. Na outra, dá um trabalhão para ir dormir. Na outra ainda, dorme na minha cama. Já li verdadeiros absurdos de defensoras ferrenhas de suas crenças, o que inclui até dizer que o bebê abandonado no berço pode ter morte súbita e você só vai ver de manhã. Tomara que esse filho não seja educado pelo medo como essa mãe tentou fazer com esse comentário. Eu também não conseguiria deixar minha filha chorando sozinha no berço, mas consegui. Não levanto bandeira para quem faz, nem para quem não faz. Sei que é difícil não julgar, principalmente achando isso errado, mas é a sanidade da mãe que garante a sanidade da família! Nosso filho só vai ficar bem se nós também estivermos! E por isso: http://osamoresdelulu.blogspot.com.br/2013/08/nanou_8.html

  3. Juliana Fernandes disse:

    Olá Nivea, como vc nunca consegui deixar meus filhos chorando até o sono chegar, muitas pessoas me aconselharam, li sobre o assunto, mas não adianta, não consigo…mas hoje ambos dormem a noite toda, o mais novo as vezes acorda vai para minha cama e depois volta para a dele sozinho…acho que cada mãe entende seu filho, assim como o jeito de cada um dormir…bjs….

  4. Incrivelmente lindo…minha bebê precisa de mim….ela ficou 9 meses sentindo meu corpo e não é agora que vou deixa-la sozinha chorando no quarto escuro. Sei que ela não vai ler isso mas em qqer momento estarei ao seu lado, todas as noites mal dormida vale a pena e se quiser ficar no meu colo por horas vc pode ficar o tempo que quiser. Pq mamãe te ama muito.

  5. Tati Vizzari disse:

    Poucas nães assumem q seus filhos acordam a noite. A maioria fala q dorme a noite toda. E eu me sentia uma aberração achando q meu pequeno era o único a acordar. Obrigada.

  6. Karla Alves disse:

    Concordo plenamente com você. A minha menininha tem 1 ano acorda varias vezes, mas como vc estou ali ao lado dela cansada porém feliz.

  7. Lindo! Concordo plenamente com todas as linhas que vc escreveu! Me identifiquei! Parabéns!

  8. Lindo texto!!! Muito correto!! Tbm faço assim com a minha princesa!! Sempre por perto!

  9. Fatima Lucia disse:

    É reconfortante saber que não sou a única que não usei a técnica do choro. Lindas palavras, mto obrigada!

  10. Geeeeeeente meu pequeno tem 2 aninhos. .. e no dia que ele completou 1 mês de vida dormiu 12 horas seguidas. .. dai então nunca acordou no meio da noite. Mas eu mesmo assim acordava para amamenta-lo mesmo dormindo. .. até hj… o tetezinho da manhã é dado enquanto dorme. .. fui agraciada por Deus… pois não sei o que é passar noites em claro… mas se tivesse que passr… passaria!

  11. Marcia disse:

    Assino embaixo. Adorei o texto!
    Meu filho tem 2a e 3m e até hoje acorda e continuo a atendê-lo sem nenhum problema. Penso assim, ele só tem a mim, pode contar comigo sempre. Um dia cresce, um dia passa!

  12. Nivea, obrigada por seu depoimento, seu compromisso mas sobretudo pelo carinho e respeito por sua filha.
    Você esta ensinando ela a dormir e a viver.
    Concordo com você que outras mães com outras crianças enfrentariam situações parecidas de outra maneira. O principal é pensar em ser mães suficientemente dentro de nossos próprios limites.
    Para as mães em geral, repasso um conselho que recebi nos meus tempos: quando a criança esta pronta para adormecer sozinha é bom ficar por perto evitando de manter o contato físico com ela.

  13. Isabela disse:

    Meu filho Noah está com 3 meses, e nunca precisei embala-lo para dormir. Ele mesmo estabeleceu seus horários de sono, ele tira uma soneca longa após o almoço, de três horas no máximo, e as sete da noite começa a ficar sonolento e eu começo o ritual de coloca-lo para dormir, com um banho depois uma mamadeira, pois ele largou o peito com um mês devido ao um problema que tive de inflamação nas mamas. Depois de mamar coloco ele para arrotar e depois direto para o berço, apago a luz e fico na porta observando, as vezes ele da uma choradinha, tento acalma-lo e saio outra vez. Fiz isso por alguns dias e com isso ele se acostumou a dormir sozinho sem nenhum artifício. Ele acorda uma vez de madrugada para mamar porque só se alimenta de leite, acredito que quando for introduzir novos alimentos ele não precise mas acordar a noite

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail