Opções de comida pronta e saudável para mães e crianças

Por 1 Comentário


Que vida de mãe é corrida, todo mundo sabe. Precisamos nos virar em mil para dar conta dos filhos, do marido, da casa, e no pouco tempo que sobre (se é que sobra), de nós mesmas. Facilitar o dia-a-dia não é frescura, nem preguiça: para mim, é a forma de fazer tudo o que preciso, e de vez em quando conseguir respirar um pouquinho.

O grande problema é que trabalho de mãe não tem fim, mesmo aos fins de semana. Você continua tendo que levantar cedo, preparar o café, entreter as crianças, dar o almoço, o jantar, o banho… Por isso, sempre que possível, eu procuro alternativas de alimentação facilitadas, sem abrir mão de produtos saudáveis. Se você duvida que isso seja possível, deixe-me contar um pouquinho mais, porque há hoje no mercado comidinhas prontas sem conservantes, uma boa parte feita com produtos orgânicos.

Primeiro, para grávidas e mães no pós-parto: pode ser que no fim da gravidez você tenha que diminuir o ritmo e deslocar-se menos. Para quem acabou de ter um bebê, facilitar a vida na cozinha também é tudo de bom (mas, como você está amamentando, tem que ter cuidado redobrado com o que está comendo). Por isso, avalie a possibilidade de comida pronta congelada (lógico que você pode pedir para alguém fazer – a mãe, a sogra, sua ajudante -, e congelar. Mas se você não tem a quem recorrer, há empresas que fazem isso para você).

Refazenda Alimentos: empresa produtora de pratos prontos orgânicos congelados, sem agrotóxicos ou aditivos químicos. Destaque para os pratos prontos ovo-lacto-vegetarianos ou vegan. Há pontos de venda em São Paulo (Capital e Interior), Rio de Janeiro e Curitiba. No site eles listam exatamente os locais de venda.

Lojas virtuais: sim, você pode comprar produtos orgânicos, naturais (sem aditivos) também pela internet. Existem lojas virtuais que comercializam desde pratos congelados, até molhos e biscoitos. Um bom exemplo é a Organomix, que entrega na região de São Paulo e Rio de Janeiro.

Para os bebês: eu sempre fiz papinha em casa, para o dia-a-dia. Mas também comprava papinha pronta para os casos de urgência. Atualmente há várias opções de comidinhas práticas e saudáveis para os bebês, olha só:

Empório da Papinha: já falei dele em um dos primeiros posts do blog. Vende papinha de frutas e salgadas preparadas com ingredientes orgânicos. Tem opções de deliciosas sopas vegetarianas também. Há lojas em vários estados do Brasil e ainda conta com a opção delivery em algumas cidades. Interessante: “os animais são criados em pastos sem adubação química ou pesticidas artificiais, tratados com medicamentos homeopáticos e alimentação orgânica, livre de suplementos manipuladores ou hormônios. As frutas e os legumes são cultivados por métodos naturais de adubação e controle de pragas, combatendo a poluição e minimizando os impactos ambientais”.

Boutique da Papinha: uma boa pedida para as leitoras do Rio Grande do Sul. Suas papinhas também são orgânicas e adaptadas à cada fase do crescimento do bebê. Assim, a partir dos 6 meses, as papinhas da Fase 1 oferecem novos gostos e texturas para o bebê; as da Fase2 (a partir dos 8 meses) estimulam e exercitam a mastigação; e as da Fase 3 (a partir de 1 ano) têm a função de desenvolver o paladar.

Organic Baby: outra empresa comprometida com a alimentação saudável na região Sul do Brasil. Traz uma linha de purês e sopinhas variados, ricos em fibras e vitaminas. Com opção de delivery para a cidade de Porto Alegre, possui ainda muitos outros pontos de venda pela região.

Linha Beabá, da Jasmine Alimentos: fornecem opções de papinhas, mingaus e purês orgânicos. São industrializados, mas saudáveis e nutritivos, ricos em vitaminas e minerais. Todos os ingredientes são orgânicos e 100% naturais, livres de aditivos nocivos à saúde ou ao meio ambiente. Já falamos dela nesse post aqui. À venda em supermercados de todo o país.

Para as crianças: depois de uma certa idade, as papinhas orgânicas já não servem como alternativa prática e saudável para os pequenos. Primeiro que eles já não aceitam, mesmo que você tente dar. Depois que não é recomendável mesmo, pois eles precisam de uma alimentação muito mais completa, com outras texturas e pedaços maiores, que exigem mais dos dentes e dos músculos envolvidos na mastigação.

Recentemente eu descobri a Small Bites, especializada em alimentação saudável e prática para crianças, com sistema de entrega em casa (tanto que ela faz parte do nosso Guia, por ser um verdadeiro achado). Já provamos alguns dos pratos e são muito gostosos, com jeito, cheiro, cor e gosto de feitos em casa.

Suas refeições são preparadas com ingredientes orgânicos e selecionados; vêm em embalagens individuais que podem ser combinadas entre si e armazenadas no freezer por até 180 dias ou no congelador por 120 dias. Além disso, utilizam azeite extra virgem e leite sem lactose; os caldos são naturais e sem adição de sal; os pratos não contêm corantes, temperos e caldos industrializados, bem como aromas artificiais ou aditivos químicos. Ou seja, é ideal para se ter em casa para uma eventualidade ou mesmo para você ter uma folga do fogão no fim de semana (aqui em casa, por exemplo, durante muito tempo eu tive que cozinhar só para Catarina, porque eu e meu marido almoçávamos fora, em um horário muito tarde para criança comer. Se aí na sua casa também é assim, essas refeições simplificam tudo, porque você aquece e resolve a fome do filhote; depois sai para passear com o pequeno já alimentado). Para conhecer os pratos da Small Bites (tem desde sopas até picadinho), clique aqui.

Canjinha da Small Bites

Canjinha da Small Bites




Arquivado em: AlimentaçãoVida sustentável Tags:

Comentários (1)

Trackback URL

  1. Ketly disse:

    Aqui em casa compramos comidinhas do site Gourmetzinho. Meu filho adora.

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail