Utilizando a tecnologia para organizar e preparar receitas

Por 2 Comentários


Outro dia, minha irmã caçula, que ficou noiva e se casará em breve, me pediu indicações de livros de receitas. E foi aí que me dei conta de que não uso mais livros para cozinhar, vocês acreditam? Ainda tenho alguns em minha cozinha, que serão doados para ela. E mesmo assim, com a seguinte recomendação: leia, selecione as receitas que achar interessante, digitalize-as e descarte o restante!

Explicando melhor: percebi que sempre acabo fazendo as mesmas receitas dos livros que comprei. Porque a combinação de ingredientes me agrada, ou porque já domino a técnica e acabo não me arriscando com as novas, ou mesmo porque desisti de inventar, com um marido que prefere os sabores mais convencionais. O fato é que as pilhas de livros aumentavam, e grande parte deles só eram úteis para duas ou três receitas. E ali ficavam, envelhecendo, sujeitos a todas as condições adversas de uma cozinha. Para que deixá-los dessa forma? Comecei a achar que valia a pena organizá-los no formato digital, que não recebe gordura, que está sempre novinho, e que pode ser carregado com muito mais facilidade (se você estiver na casa de alguma amiga, ou em uma viagem, consegue fazer o bolo, a torta, o molho de que gosta, sem ter que carregar as pilhas de livros!).

Outro fator fez com que eu abandonasse os livros de receitas: a falta de certeza de que elas dariam certo. Quantas vezes você já testou uma receita que parecia ótima, e que ficou um horror? Como consequência, acabei migrando para o uso dos sites especializados, em que os próprios usuários enviam suas receitas, comentam os resultados, fazem avaliações e até compartilham variações de como fazê-las (se você ainda não conhece, vale a pena espiar o Tudo Gostoso, Cyber Cook e o All Recipes Brasil). Quando muita gente diz que uma receita é boa, fácil de fazer, teste, porque em geral ela dá certo!

Mas a tecnologia pode ajudar de várias outras formas quem está procurando por uma boa receita. Como essas aqui:

Aplicativos: super bacanas, porque você instala no celular ou tablet e tem um “livro portátil de receitas” para quando precisar. Alguns que eu recomendo:

http://mdemulher.abril.com.br

http://mdemulher.abril.com.br

– Receitas Fáceis MdeMulher: gratuito. Há versão para iPhone, iPad e Android. Traz 300 receitas testadas e aprovadas em um dos títulos da Editora Abril sobre cozinha, como as revistas Ana Maria, Cláudia e Máxima. Além das receitas disponibilizadas gratuitamente, há pacotes temáticos para quem deseja ampliar o acervo de receitas, com um pequeno custo (U$0.99). Diferencial: Dá para navegar com a ajuda de filtros de busca, que permitem selecionar as receitas de acordo com as variáveis: nível de dificuldade, tempo de preparo, quantidade de calorias e revista de origem.

iG Receitas: gratuito. Versão para iPhone e iPad. Traz mais de 750 receitas com imagens e alguns vídeos de como preparar. Diferencial: oferece um glossário de termos culinários, um conversor de medidas e um timer, para não deixar a comida queimar (perfeito para mim, que sou cabeça de vento!).

CyberCook Receitas: gratuito. Versão para iPhone e Android. São mais de 110 mil receitas enviadas por pessoas do país inteiro (é receita que não acaba mais!). As receitas são revisadas pelos chefs de cozinha da CyberCook, avaliadas e comentadas pelos usuários. Diferencial: como o aplicativo é integrado às redes sociais, você poderá divulgar a foto do seu prato com seus amigos e ensinar a receita aos demais usuários.

Outros aplicativos interessantes: Nestlé Receitas, Minhas Receitas e Minhas Receitas Vegan (para os vegetarianos!), Sabores do Brasil (com receitas típicas do nosso país).

 

Pinteresté um site onde você cria painéis relacionados a um determinado tema, como decoração, festa, animais, moda e, inclusive, receitas. Para criar seu mural, você pode simplesmente baixar as fotos dos pratos que você mesmo fez ou “pinar” fotos e receitas de outros murais para cozinhar depois. Alguns ótimos painéis internacionais que trazem receitas deliciosas são: Food Network, Cooking Channel e Epicurious.

 

No computador: creio que as gerações futuras não saberão o que é passar o livro de receitas da avó a limpo! Se você ainda é amante do PC, salve as receitas no Dropbox (ou similar), para acessar a pasta de qualquer computador do planeta, bem como sincronizá-la com seu celular e tablet.

 

Tirando fotos: comprou uma revista que tem uma receita que você adorou, mas não quer guardá-la só por causa de uma página? Então, tire uma foto! Atualmente, as câmeras que acompanham os celulares são tão boas que conseguem tirar fotos com alta resolução. E para não deixar as fotos do seu álbum todas bagunçadas, baixe um aplicativo chamado Evernote. Com ele, é possível armazenar textos lidos na internet, textos e anotações que você escreveu, fotos pessoais e acessar essas informações de qualquer um dos seus dispositivos, seja o celular, o tablet ou o computador. Tudo bem organizado!

 

Usando blogs: há blogs fantásticos sobre culinária, alguns com vídeo, que ajudam muito quem não tem experiência na cozinha (nada como ver alguém fazer para conseguir reproduzir, não é mesmo?). Vale a espiadinha no Cucina di Juliana e no Segredos da Tia Emília.




Arquivado em: Alimentação Tags:

Comentários (2)

Trackback URL

  1. Luciana disse:

    Oi, Nívea.
    Confesso que sempre tive um pouco de preconceito em relação ao Cyber Cook e, principalmente, em relação ao Tudo Gostoso. Sempre achei as receitas de lá muito gordinhas. Não sabia que era um site com receitas enviadas pelos leitores. Acho que vou tentar de novo!
    Eu faço o esquema dropbox (no caso Google Drive) e estou AMANDO!!! Acesso tudo do celular. Só falta terminar de digitalizar aquelas receitas antigas, que a gente nem lembra mais que tinha, né?! (Se nem lembra, talvez melhor até jogar tudo fora, né?!)
    Na minha pasta de receitas tem até uma subpasta só com receitas especialmente para a Marina!

    http://osamoresdelulu.blogspot.com.br/search/label/Alimenta%C3%A7%C3%A3o

    Adorei suas dicas!
    Bjs.

  2. Milene disse:

    Nívea, sou super ligada c tecnologia, mas os caderninhos de receitas ainda sobrevivem por aqui. Tenho os meus, alguns livros, e os cadernos e livros que eram de minha vó. Sei da infinidade de receitas que a internet nos disponibiliza, mas só o caderninho guarda as comidas de alma e coração. Quando faço uma receita da net que deu certo e gostei, corro anotar no caderninho. Minha indicação é o panelinha.com.br. Bjs da Milene diiirce
    *escrevi um comentário anterior, mas acho q não foi :/

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail