Venda os itens de bebê (e ganhe um dinheirinho!)

Por 0 Comentários


Já comentei diversas vezes com vocês que aqui em casa temos uma grande preocupação com consumo sustentável. Tanto é assim que minha filha Catarina usou (e continua usando!) muitos itens que não eram novos. Só para dar alguns exemplos, aproveitamos roupas, sapatos, bebê-conforto, cadeirinha de carro, todos eles de segunda-mão. Isso sem considerar nossa casa de campo (imaginem que, se para comprar todo o necessário a um bebê você gasta um valor bem razoável, se tiver que adquiri-los em dobro, ficará bem tristinha com o saldo da conta bancária!). Lá também eram itens usados o cadeirão de refeições e a cômoda do quarto.

Quando conto isso, sei que algumas pessoas me olham assustadas. Isso porque no Brasil temos a cultura do novo: você tem que comprar em uma loja e, de preferência, pagar bem caro para dizer que é bom. Mas se você for ao exterior e conversar com uma mãe europeia, vai perceber que lá é tudo muito diferente. Eles aproveitam a vida útil de um objeto ao máximo, porque sabem que há um custo elevado para sua produção, porque houve gasto de matéria-prima na confecção (e, por isso, impacto ambiental) e porque eles dão valor ao dinheiro que ganham (países que já passaram por guerra sabem muito bem como poupar).

Claro que minha filha Catarina também usou coisas novas. E eu posso garantir a vocês que muitas delas foram usadas uma ou duas vezes (e algumas simplesmente estão como no dia em que as comprei, apenas sem a etiqueta!). Roupas de bebê nos dois primeiros anos, quanto tempo duram? Dois ou três meses, no máximo! E vestidos de festa? Às vezes quando chega a data pela qual você esperou para usá-lo, já não cabe mais! E fantasias de Carnaval? São usadas duas ou três vezes, considerando que ainda caibam na época do Halloween e que seu filho tenha uma festa fantasia extra naquele ano.

Bom, aí o que você faz com todos esses itens que seu filho deixou de usar? Vou dizer o que acontece aqui em casa. vender e ganhar uma graninha (que na vida de mãe é sempre bem-vinda!).

Aí você pode pensar: “puxa, mas como é que eu vou vender? Vou ter correr atrás de outra mãe que queira comprar? Ficar oferecendo para todos os meus conhecidos?”. Claro que não (no mínimo você passaria por chata). Em tempos de internet, não há forma melhor de vender esses itens do que usando a própria rede, porque a mãe que está procurando o que você tem a oferecer pode estar em outra cidade ou não ter a mínima relação pessoal com seus amigos ou conhecidos. “Ah, mas é difícil, eu vou ter que fotografar, depois colocar no meu computador e então mandar para algum site que vai me cobrar uma comissão por isso, não vale a pena…”. Nada disso! Você pode enviar a foto do seu celular, como faz todos os dias para mandar outros tipos de imagem, e sem gastar nada para anunciar. Para contar em detalhes como é o processo, resolvi passar pela experiência anunciando na OLX.

Primeiro eu decidi o que queria vender: 6 bodies da Carters que eu comprei nos EUA e que nunca foram usados. Tirei a etiqueta, mas nunca saíram da gaveta (minha filha tinha tanta roupa, que não deu tempo de usá-los!).

Baixei o aplicativo da OLX no meu celular: demorou cerca de 30 segundos.

Preparei os itens para a foto: tirei os bodies da gaveta e coloquei em cima da minha cama, um ao lado do outro. Demorou cerca de 1 minuto.

Fiz o anúncio: abri o aplicativo, tirei a foto, selecionei minha localização (na verdade o aplicativo já fez isso sozinho), a categoria do item (no caso, bebês e crianças – roupas), escrevi o título, a descrição, o preço e meu e-mail. E só!!! Levei cerca de 4 minutos (isso porque demorei para decidir o quanto queria pedir).

Recebi a confirmação do meu cadastro e do anúncio em meu e-mail: cerca de dois minutos depois da postagem, recebi em meu e-mail todas as informações de acesso ao site e do meu anúncio. Gente, muito fácil (e com segurança, porque suas informações pessoais são preservadas)!

Agora vem a parte boa: decidir o que fazer com o dinheirinho da venda! Dá para comprar algo que minha filha esteja querendo muito, passar uma horinha no cabeleireiro dando um “up” no visual, chamar o marido para um jantar romântico! E tudo isso só desapegando de algo que só estava entulhando minha casa!

E você, já pensou no que gostaria de vender? O carrinho que está ocupando espaço no meio da sala? O bebê-conforto? O cadeirão? O canguru? É tanta coisa que dá para passar adiante que você pode juntar um valor bem legal (para gastar com coisas ainda melhores!). Entra agora na OLX (clique aqui). E sai anunciando sem pagar nada! Fica a dica!

olx roupas

Clique aqui e veja meu anúncio lá na OLX

selo

 




Arquivado em: Publieditorial Tags:

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail