O bebê e a criança de Peixes

Por 4 Comentários


Tem coisa mais bonita do que perceber que cada criança é de uma maneira diferente? Que já nasce com características próprias, que serão lapidadas pelo mundo ao seu redor? Todos os meses, lendo a coluna astrológica da nossa querida Sílvia Bacci, eu me pego pensando sobre isso. Para mim, a astrologia é uma ferramenta que ajuda no entendimento sobre as pessoas à minha volta, por isso acho tão bacana quando temos a oportunidade de falar sobre um determinado signo aqui. Hoje é a vez dos bebês e crianças de peixes (e se você é mãe de um pequeno pisciano, deve se comover  ao enxergar as coisas pelos olhos de um filhote com tanta sensibilidade! Haja emoção!).

Quer saber um pouco mais sobre seu peixinho? Então a Sílvia conta agora, vem ver!

O bebê e a criança de Peixes

A criança de Peixes percebe o mundo por meio da sensibilidade. O sentir influencia profundamente seu comportamento e sua disposição física. Daí vem a tendência à somatização. Por falar em saúde, ela necessita dormir bem e ficar sozinha de vez em quando para recarregar as energias e voltar à cena fortalecida. Sua vitalidade depende destes cuidados.

Desde bebezinhos, os nativos de Peixes são vulneráveis à energia do ambiente. Vale a pena evitar lugares em que o clima está pesado ou “baixo astral”. Também é preciso prestar atenção à impressionabilidade deles. Tendo a compaixão como característica marcante, podem facilmente absorver as dores dos outros. É interessante filtrar um pouco as informações e evitar a dramaticidade na fala até que eles aprendam a se fortalecer emocionalmente.

A criança de Peixes tem tanta empatia que pode ser acusada injustamente de não ter opinião própria. É difícil para alguém tão jovem administrar o efeito “espelho” e identificar-se um pouco com cada um que se aproxima dela. Ela pode aceitar por um tempo a liderança de um amiguinho de temperamento marcante, o que não significa que não tenha personalidade. Ao contrário, isto faz parte do aprendizado destes pequenos mutáveis e adaptáveis, regidos pelo elemento ÁGUA. Os piscianos contém em si um pouco dos outros onze signos e assim percorrem um longo caminho até encontrar as próprias definições.

Estes pequenos não respondem bem à pressão. Quando são tratados de um jeito que consideram rude, tendem a se retrair ao invés de motivar-se para provar que estão certos. Aí o seu peixinho pode hesitar e dar respostas evasivas até conseguir escapar da situação, porque intimamente não se sente compreendido e nem valorizado. Representar as situações difíceis pelas quais passa por meio de criações artísticas pode ser uma boa forma de explicar seus sentimentos aos adultos. Inspiração e imaginação ele tem de sobra.

Seu ponto de sensibilidade está nos pés, portanto, o conforto deve prevalecer na escolha dos sapatos. É comum que as doenças dos piscianos sejam desencadeadas por fatores emocionais. Eles tendem à alergia e a quedas na imunidade. É importante respeitar o seu ritmo de recuperação, que é lento. O melhor remédio para eles é simples: incentivá-los a acreditar em si mesmos.

Sílvia Bacci – https://www.facebook.com/astrologasilviabacci

Clique aqui para ver os outros signos já publicados.

selo sílvia bacci

 




Arquivado em: Astrologia / SignosDiversão Tags:

Comentários (4)

Trackback URL

  1. olha que legal Romuado Mu Juliatto

  2. Samanta P. Doring Sievers disse:

    esta é minha filha, sem tirar nem por!

  3. Cris E Ro Credo disse:

    Este é exatamente meu filhotinho!!!!

  4. Meu filho purinho,depois tem gente que ainda pergunta pq ele é sentimental é de Peixes ue.Tal mãe tal filho!!!!

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail