Os carrinhos de bebê mais legais do momento!

Por 1 Comentário


Vira e mexe recebo mensagens das leitoras perguntando sobre o melhor carrinho de bebê para se comprar. Sendo bastante sincera, acho que o melhor depende de cada uma! Eu me perguntaria algumas questões antes de decidir pela compra de um modelo , como por exemplo:

– Quantos filhos vou ter? (se forem gêmeos, obviamente isso restringirá em muito as opções disponíveis)

– Há alguma característica no carrinho que eu considero importante? (aqui entram: conforto, design, segurança, espaço da cesta porta-cacarecos, posições de recline, bebê virado para a frente e para a mãe, portabilidade, etc)

– Como é o ambiente em que o carrinho será usado? (você pretende passear na rua e precisa de um carrinho fácil de manobrar nas calçadas sem adaptação do nosso país? Você viaja bastante e precisa de um carrinho compacto, que possa ser facilmente colocado em seu posta-malas e que se adapte a vários tipos de terreno? Vive fazendo mil coisas ao mesmo tempo e precisa que o carrinho feche com apenas um clique?)

– Qual o tamanho do meu porta-malas? (como meu carro não era grande, testei os modelos de carrinho na loja, vendo quais deles entravam em meu porta-malas. A última coisa de que você precisa é comprar um carrinho e depois descobrir que ele não cabe em seu carro!)

– Qual o valor que posso pagar? (e isso não significa que você não possa ter um carrinho high-tech, porque nada impede que você compre um usado, já pensou nisso?)

– Tenho que me restringir aos modelos vendidos no Brasil ou posso comprar no exterior? (como todas nós sabemos, é cada vez maior o número de mães brasileiras que compram os itens do bebê fora do país, principalmente nos EUA)

Depois de pensar em tudo isso, certamente você tem condições de fazer uma boa escolha! Agora, só para deixar você bem dividida, selecionei alguns carrinhos que são os sonhos de consumo das mães americanas no momento. São modelos caros, mas com características bacanas. E pelo preço que você gasta em um carrinho aqui no Brasil, pode muito bem comprar um desses lá fora:

 Stokke Crusi

stokke crusi 2-vert

Quem conhece a linha de carrinhos de bebê da Stokke sabe que a característica mais marcante deles é a altura em que o bebê fica posicionado, mais próxima ao condutor do carrinho. Isso porque a ideia é que a interação com a criança seja a maior possível. O modelo Crusi também é assim, com um diferencial em relação aos outros carrinhos da marca – o conforto (a cesta onde fica o bebê é maior do que as demais).

Tem 5 posições de recline (sendo três com o bebê virado para a frente e duas com o bebê virado para a mãe), as rodas são removíveis (o que aumenta sua portabilidade – ele cabe em espaços ainda menores dessa forma) e permite que sejam colocadas duas cestas de uma vez só (ou seja, dá para carregar dois bebês). Acho uma boa opção para levar irmãos em uma viagem, mas não para o dia-a-dia (um deles fica embaixo do outro, bem longe da mãe).

Preço médio: US$1.200,00

Veja o vídeo de demonstração do fabricante (embora não seja uma mãe usando, dá para ter a ideia do que o carrinho oferece):

 

Bugaboo Cameleon 3 e Bugaboo Donkey 

bugaboo cameleon

Bugaboo Cameleon 3

bugaboo donkey base 2-vert

Bugaboo Donkey

O modelo Cameleon é o chamado “pau para toda obra”. Tem bom desempenho para andar na cidade, na praia, em terra e até na neve (até parece que eu estou falando de carro!). É possível trocar suas rodas traseiras com as dianteiras, o que facilita a movimentação em ambientes acidentados. Sua praticidade também está no fato de que vem com moisés e se adapta a várias marcas de bebê-conforto (pode requerer a compra de um adaptador). Tem direção reversível (com isso o bebê fica olhando para a frente ou para trás, como você quiser) e o guidão tem altura ajustável. É robusto, e assim mesmo, leve. O vídeo a seguir (muito engraçado) mostra exatamente como o carrinho te acompanha onde você quiser ir:

Já o modelo Donkey é a própria versatilidade em forma de carrinho. Pode ser usado para carregar uma criança (com uma cesta de acessórios que se encaixa ao lado (para que você a use sem ter que abaixar – as costas agradecem!) ou duas (e nesse caso, gêmeos ou de idades diferentes). É possível, por exemplo, encaixar de um lado um moisés (para um recém-nascido) e de outro o assento para uma criança um pouco maior. Ou dois moisés, ou dois assentos! O segundo moisés/assento é vendido separadamente. Veja o vídeo que mostra a extensão do carrinho para usar com duas crianças:

Preço médio: US$1.000,00 para o Cameleon 3 e US$1.100,00 + US$250,00 (kit para segundo filho) para o Donkey.

 

Origami (Mini) da 4Moms

origami mini-vert

Sobre o modelo original do carrinho Origami, eu já comentei no post sobre compras para bebê nos EUA, que fiz há um tempo atrás. É o carrinho mais high-tech no mercado, com tela de LCD que mostra informações do trajeto, luzes, e até carregador de celular (conforme você anda, ele carrega novamente sozinho). É fácil de abrir e de fechar (isso acontece com apenas um clique). Mas muitas mães reclamam de seu peso (porque, depois de fechado, obviamente você tem que colocar no porta-malas!) e do fato de não reclinar para o descanso do bebê.

O fabricante parece ter ouvido as reclamações, tanto que está prometendo para esse ano o lançamento do Origami Mini. Ele será mais leve e com uma posição a mais de recline (terá três no total).

Preço médio: US$800,00

Veja o vídeo de uma mãe que mostra os pontos positivos e negativos do Origami:




Arquivado em: ComprasPreparativos Tags:

Comentários (1)

Trackback URL

  1. Giovanna disse:

    Adorei as opções, mas pra mim os Bugaboo’s são excelentes e maravilhosos, indiscutíveis. Tenho um Quinny Buzz que eu amo, mas meu sonho era ter comprado um Bugagoo, só me faltou um pequeno detalhe, verba! KKK

    Beijinhos, adoro o blog!

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail