Suco, néctar e refresco: conheça as diferenças e acerte na escolha!

Por 8 Comentários


Há muito tempo que eu gostaria de ter feito esse post aqui no blog, contando a vocês a diferença entre suco, néctar, polpa e refresco. Isso porque, depois do nascimento de Catarina (e ainda mais depois que ela passou a ter a mesma dieta da família), meu crivo para escolher os produtos que compramos aqui em casa mudou muito! Passei a ser uma mãe “cri-cri”, que lê rótulos, analisa, avalia, e só consome o que eu realmente acho que vale a pena. E um dos pontos em que passei a colocar atenção foi na escolha dos sucos de fruta. Aliás, achei muito importante me familiarizar com os nomes certos, porque suco, néctar, polpa e refresco são coisas completamente diferentes! Tanto, que compartilho aqui com vocês o que aprendi sobre o assunto (são muitos os detalhes, então vamos passo-a-passo!).

Suco de frutas: só pode ser chamada de suco uma bebida não fermentada, não concentrada (com algumas exceções), não diluída e que seja derivada de uma fruta. Portanto, todo suco é natural; se for artificial, não pode ser chamado de suco pelas normas vigentes. Ao suco pode ser adicionado açúcar até uma proporção máxima de 10% em peso (sendo que nesse caso o suco deve receber a denominação de adoçado). Um suco não pode receber corantes ou aromatizantes (mas pode receber conservantes, então você deve ficar bem atenta!).

Suco integral: é 100% suco de fruta, ou seja, não pode ser adoçado. O tipo de açúcar que esse suco contém é o presente na própria fruta. É a forma de suco mais saudável, e em geral também com maior preço. Mas pensando no benefício do consumo, eu acho que vale a pena gastar um pouco mais (como diz uma nutricionista que eu conheço, paramos de gastar o que deveríamos com comida de qualidade para gastar na farmácia, porque passamos a ficar doentes com maior frequência! Concordo plenamente!). Você verá que em muitos sites existe a informação de que os sucos integrais não contêm conservantes; isso é verdade na maioria das vezes, mas até onde eu apurei há uma portaria do Ministério da Agricultura que permite a adição de conservantes, desde que seja identificada. Eu mesma já comprei um suco integral de uva e depois percebi que tinha conservante! Por isso, mais uma vez fique de olhos abertos!

Suco reconstituído: é o suco que foi concentrado (para armazenagem ou transporte) e depois teve sua água devolvida. Ele volta a ter propriedades parecidas com o do suco integral, mas há um detalhe importante: ele pode receber açúcar.

Suco tropical: (isso eu só aprendi pesquisando): é feito pela dissolução em água de uma fruta que originalmente não tem suco (por exemplo, a banana!). Mas os sucos de caju, abacaxi e maracujá devem ser obtidos sem dissolução. Os sucos tropicais podem ser adoçados e conter conservantes. Devem conter também maior quantidade de fruta do que os néctares das frutas correspondentes.

Néctar: contém em geral entre 30 e 50% de fruta (menos do que o suco, portanto). Desde 2012 os néctares de uva e de laranja precisam ter 50% de fruta para receberem essa denominação. São o que em geral chamamos de “sucos de caixinha”; são adoçados e podem conter conservantes, aromatizantes, estabilizantes… Existem marcas desse tipo de produto que não contém aditivos, e que no caso da sua opção pela compra do néctar devem ser priorizadas (deixando bem claro que nutricionalmente os sucos e polpas são mais saudáveis do que os néctares).

Polpa: excelente opção ao sucos, pois é feita com a própria fruta congelada. Em casa, você bate com água e faz o suco! Em geral é mais barata do que os sucos já prontos (e como o preparo depende de você, é possível consumi-la sem adição de açúcar!).

Refresco: sabe aquele “suco em pó”? É ele mesmo! Contém uma quantidade ainda menor de fruta em relação ao néctar. É o produto mais barato, mas também o pior para consumo. Contém aromatizantes, corantes, conservantes… Ou seja, todo o tipo de aditivo que você possa imaginar, para deixar a bebida mais palatável. Contém até 30% de fruta, mas muitos ficam muito aquém dessa quantidade (ou seja, você estará consumindo uma quantidade mínima de fruta, e o resto é pura química!). Só para dar um exemplo: o refresco de maracujá só precisa ter pela lei 6% do suco da fruta!

Pelas normas de rótulo, os alimentos devem apresentar os ingredientes na ordem decrescente de quantidade em que aparecem (ou seja, aparece primeiro aquele que compõe o produto em maior quantidade, indo até o aquele presente em menor parte). Por isso, repare como no refresco há muitos outros ingredientes antes de qualquer menção à fruta!

Outro ponto importante a ser considerado na compra de néctares e refrescos é  a quantidade de sódio que apresentam (leia o rótulo, ela está indicada ali). Boa parte desse sódio vem de conservantes que o apresentam em sua composição. Mas aí vocês me perguntam: por que é importante preferir produtos com baixa quantidade desse elemento? Porque o sódio retém líquido no organismo e com isso aumenta a pressão de um indivíduo. Ou seja, com alto consumo de sódio, podemos estar criando uma geração de futuros hipertensos!

Por isso, só para resumir:

– Prefira o consumo de sucos integrais e polpa. E mesmo assim fique de olho para não levar para casa um produto com conservantes!

– Entre produtos de uma mesma categoria, prefira aqueles sem conservantes e com menor quantidade de sódio!

Da esquerda para a direita: suco integral de uva, néctar de laranja, refresco de melancia e polpa de acerola

Da esquerda para a direita: suco integral de uva, néctar de laranja, refresco de melancia e polpa de acerola

Para você que deseja ler mais sobre o assunto:

Decreto 6.871 de 04 de junho de 2009.

 

 




Arquivado em: Alimentação Tags:

Comentários (8)

Trackback URL

  1. Sabe como chamamos o suco em pó na minha casa ? po da morte, voce abre o pacotinho e quase cai dura para traz ao inalar o ar com particulas de pó que se espalha ,sem falar que nao é nada saudavel mesmo "contendo vitamina C" segundo a embalagem . Sempre evitei o uso desse tipo para meus filhos e agora evito aos meus netos.

  2. Nanda disse:

    Amei as dicas
    vi seu blog na televisão e
    vim conhecer parabéns
    ajudou muito a respeito dos sucos
    coisas que eu não sabia
    e vão me ajudar muito
    nessa minha caminhada de
    retomar o corpinho rs
    depois da gravidez

    linda tarde bjs

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Nanda,

      Seja muito bem-vinda!

      Essa retomada do corpo depois da gravidez rende história, não é mesmo? Com certeza uma alimentação ajuda bastante! Depois nos conte suas dicas, o mais legal do blog é quando cada mãe dá sua contribuição!

      Bjs,

      Nívea

  3. Jose Adairton disse:

    Gente tudo em excesso faz mal…
    Eu sempre gostei do suco da fruta(Feito em casa da própria fruta,dissolvida em água e açúcar moderadamente dependendo da fruta pois existem frutas que não precisa adicionar açúcar pois seu sabor já é adoçado com a própria “frutose” que é o açúcar das frutas)
    Quando era criança lembro bem de ter tomado suco de caixinha e sucos em pó (Refresco),e hoje em dia sou uma pessoa saudável(não tenho diabetes,hipertensão nem outras patologias relacionadas ao consumo de sódio ou açúcares ,pratico exercícios e me alimento na medida que posso bem.
    evito fast foods mas uma vez perdida não vai lhe matar o que irá lhe mata é os excessos,quando aquela alimentação errada vira rotina.

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail