Furar a orelha do bebê: sim, não, quando?

Por 31 Comentários


Um dos primeiros presentes que ganhei para Catarina quando ainda estava grávida foi um par de brincos de pérolas. Eu, que sou completamente apaixonada por brincos, fiquei alucinada só de imaginar a pequena com aquelas miudezas. Então, quando a filhotinha nasceu, me pareceu a coisa mais natural do mundo furar sua orelha. “Na maternidade, claro”, pensei. Parecia-me o melhor lugar do mundo para o procedimento. Mas fiquei frustradíssima em saber que o local onde Catarina nasceu não oferecia o serviço (segundo eles, pelo risco de infecção em um bebê que eles não estariam acompanhando diariamente).

furar orelha do bebê

O segundo local que me veio à cabeça foi uma farmácia. Minha mãe havia furado minha orelha quando bebê e, em algum momento da minha infância (provavelmente quando comecei a usar brincos que não eram de ouro), tive tamanha alergia que um dos furos se fechou. E lá fui eu, já adolescente, furar a orelha na farmácia. Mais uma vez, não seria possível, visto que naquela época esse tipo de estabelecimento estava proibido pela ANVISA de realizar o furo (mas desde 2012 as farmácias foram novamente autorizadas, então voltam a ser uma opção para você que está lendo esse post agora).

“E agora?”, pensei. O natural foi recorrer às amigas que haviam tido filhas pouco tempo antes do nascimento da minha pequena. Elas então me indicaram alguns profissionais que realizavam o furo na orelhinha. Acabei em uma fisioterapeuta com conhecimentos de acupuntura, e que aparentemente furou a orelha de Catarina de forma a não pegar nenhum ponto energético. “Ótimo, um problema a menos resolvido!”. Só que não…

Alguns meses depois do furo, troquei os brincos de aço inoxidável colocados com a pistolinha por um par de brincos de ouro. Até aí, tudo bem! O novo par ficou por mais uns dois meses e a orelhinha ia muito bem obrigada. Mas a mamãe aqui resolveu trocar novamente os brincos e … um dos furos inflamou. Ai, que dó! Lembro muito bem daquela orelha gordinha, inchada, vermelha! E por não saber exatamente o que fazer, tirei os brincos e esperei a situação melhorar; conclusão: o furo fechou. Ai, ai…

Quando esse fato ocorreu, Catarina já tinha mais de seis meses de vida, e mexia em tudo o que estivesse ao alcance de sua mão. Por isso, furar novamente a orelha naquela fase estava fora de cogitação, uma vez que eu tinha certeza de que ela ficaria mexendo (imaginem se inflamasse pela segunda vez? Não poderia correr o risco!). Resultado: a pequena está com quase três anos, e apenas com uma orelha furada. E a mãe aqui fica se perguntando: afinal, vou deixar um só brinco até quando?

Outro dia Catarina tocou no assunto, perguntando por que as outras meninas tinham dois brincos e ela apenas um. Depois de toda a explicação sobre a alergia, o “dodói”, a pequena resolveu que queria o segundo furo. “Ainda não, amor, porque preciso que você tenha idade suficiente para não mexer no furo, quando isso acontecer. E para entender também, porque vai doer um pouquinho, ok?”. Ah, aí tudo mudou de figura! Doer??? Como assim? “Mãe, pode deixar apenas com um furo então, está tão lindo assim!”. E com isso, continuamos aguardando o melhor momento!

Justamente porque essa discussão havia voltado à tona aqui em casa, resolvi conversar com as leitoras da fan page sobre o assunto, perguntando quem havia furado a orelha da filhotinha, e foi muito interessante ler cada um dos setenta comentários que apareceram. Algumas mães optaram por não furar a orelha da bebê, para deixar que seja uma opção da filha, quando chegar à adolescência. Outras furaram logo em seguida ao nascimento, e não tiveram problemas até hoje. E outras passaram pelo mesmo que eu (portanto é possível se concluir que as alergias, inflamações e infecções são relativamente comuns quando se fura a orelha do bebê).

Aproveitando que estamos falando sobre o assunto, acho importante passar algumas informações de utilidade pública para você que está pensando em furar a orelha da filhotinha. Veja só:

Quando furar a orelha?

Não há consenso entre os pediatras, alguns liberam assim que o bebê sai da maternidade, outros só após um ou dois meses. Isso porque nos primeiros dias do bebê deveria-se evitar ao máximo que ele ficasse exposto a risco de infecção. De qualquer forma, o melhor é consultar o pediatra da sua filha para que ele a libere para fazer os furos.

 

Onde colocar o primeiro brinco?

Alguns hospitais e clínicas realizam o procedimento. As farmácias, como eu já comentei, também podem fazê-lo, desde que com brincos estéreis vendidos especialmente para a finalidade e com o uso da pistola. Não faça o furo da orelha do bebê em casa, pois é necessário realizar as etapas do processo corretamente para evitar o risco de infecções.

 

Com que brinco furar?

Tanto o brinco de ouro (aquele de verdade, e não banhado a ouro, atenção!) como o de aço cirúrgico são recomendáveis. Eles minimizam o risco de alergia, por isso devem ficar por alguns meses na orelha antes da troca por brincos de outros materiais. O ideal é que sobre um pequeno espaço entre o furo e o brinco, tanto na frente como atrás, para que a higiene seja feita corretamente. E olhe a tarraxa, que deve ter um modelo que não incomode o bebê.

 

Depois que o furo foi realizado, como proceder?

Lavar a orelhinha com água e sabão e secar evita infecções. Depois de enxutas, passe álcool 70% para realizar a assepsia diária. Rode o brinco todos os dias por um mês. Assim você evitará que ele grude à pele.

 

E se apesar de todo o meu cuidado, a orelha inflamar?

O melhor é ligar para o pediatra de sua filha e explicar a situação. Com o uso de algumas pomadas, ele pode contornar o problema! É ele quem deve te orientar sobre tirar ou não o brinco, dependendo da situação da orelhinha!




Arquivado em: Saúde Tags:

Comentários (31)

Trackback URL

  1. Náy Rocha disse:

    Aiiii!Furei a orelha da Sofí na maternidade e até hoje(4 meses) está tudo tranquilo.Mas agora lendo o post fiquei com medo de inflamar…

  2. adriana disse:

    Furei da minha filha com 5 dias, na farmácia, com um brinco que vem um aplicador de pressão, foi tranquilo. Ja tem 3 meses, e até troquei pelo brinco de ouro.

  3. Poliana B. Roxo disse:

    Comigo aconteceu a mesma coisa. Na maternidade nao furava, dai fiquei enrolando. De tanto falarem furei com 5 meses, inflamou um e eu tirei. agora ela esta com um ano e 4 meses e morro de vontade dela usar brinco, mas com essa idade impossivel furar.

  4. Em lugares que oferecem bodypiercing tb eh recomendado!!

  5. Tenho duas filhas, uma de 9 e uma de 3 anos, furei a orelhinha delas dias depois do nascimento, coloquei logo o brinco de ouro daí então não tirei mais, fazendo sempre a limpeza no banho, sempre achei melhor trocar depois de um aninho e funcionou, pois nunca inflamou e hj troco o brinco sempre q posso sem problemas.

  6. Patty Reis disse:

    A minha filha, eu furei quando ela tinha uns 2 meses mais ou menos, em uma farmácia aqui perto de casa, hoje ela está com 5 meses e está tudo bem, eu usei um brinco de ouro, esses dias tirei para ver como estava e o furo está bem cicatrizado pelo jeito, aproveitei pra limpar bem o brinco e o furo, graças a Deus, ela não teve nenhuma infecção *u*

  7. Taciana Chezani disse:

    Minha filha tem 2 meses e a orelha foi furada ainda na maternidade, pelas enfermeiras do berçário… aliás, eu coloquei dois brincos em cada orelha, e ficou muito bonito. Colocamos dois pares de brinco de ouro e não tiramos mais, assim a orelha não inflamou…

  8. Furei a orelhinda da Amelie quando ela estava com um mês, furei na farmácia mesmo, ela está com nove meses, e eu não troquei o brinco e não pretendo trocar por enquanto, deu tudo certo, nunca inflamou.

  9. Furei a orelhinha da minha bebê quando ela tinha 5 meses, hj ela ta com 9 meses e ainda ñ troquei o brinco e pretendo trocar só depois de 1 aninho. Ela ñ meche no brinco e tbm nunca inflamou, recomendo q furem mesmo dps de uns meses tomando sempre o cuidado de esterelizar

  10. Tati Pereira disse:

    furei da minha filha na maternidade ela já estava com 2 meses o brinco era de ouro foi com orientaçao da maravilhosa pediatra que ela tem fiz tudo direitinho deixei espaços fiz a assepsia correta ,hoje ela vai fazer 4 anos já troquei diversas vezes graças a Deus nunca inflamou as vezes ela tira pra dormir e pede pra colocar depois e nada de alergias já ate usou aqueles brincos descartáveis kkkk .

  11. Eu furei o da Rafa quando ela tinha uns 15 dias de vida, confesso que deu do, mas nao tive problema nenhum. Furei em uma farmacia , hj eu uso brincos de aco inoxidavel e semi joia nela .

  12. heloysa disse:

    Eu furei a orelha da minha bebé e nunca inflamou, a minha filha tem 2 ano e 7 meses, e quando ela perdi o brinco ela chega em casa e diz mamãe sumiu, cade o outro brinco. ai compro outro e coloco.

  13. Eu furei o da Maria Esther no segundo dia de vida, na saída da maternidade. Ela está com 16 dias e n tive problemas.

  14. Vanelly Costa disse:

    Furei a orelhinha da minha filha Sophia,hoje com 4 anos,na farmácia e não tive problemas. O único problema foi que eu fiquei com muita dó dela.Não tive coragem de segura-la.Hoje ela tem uma variedades de brincos diferentes que se deixar por conta dela,todos od dias ela usaria um diferente.

  15. Minha filha está com 5 meses e ainda não furei… Fico morrendo de dó. Como estou morando nos EUA e aqui eles não furam orelha dos bebês, nem sei em que lugar ir para furar a orelhinha dela. O brinco tem, mas acho que vou acabar furando qdo ela estiver maiorzinha mesmo… Na verdade eu nunca tinha pensado na questão das mãozinhas inquietas que, com certeza, agora vão alcançar os brinquinhos…

  16. Quer Furar a orelha??Criada pela Doutora Bruna Teixeira, Farmacêutica Bioquímica, a Meu Furo de Orelha consiste em assessoria especializada em colocação de brincos, na sua sede e em domicílio. Proporcionando comodidade e segurança ao seu dia a dia.Acesse o blog para maiores informações:http://drogariasublime.wix.com/meu-furo-de-orelha

  17. Minha filha teve as orelhas furadas 2 horas apos seu nascimento. Não troquei os brincos até os 3 anos. Hoje, aos 18 ela tem mais 2 furos em cada orelha feitos na farmácia… Estes últimos inflamam qdo ela troca os brincos por qq bijou..

  18. furei o da victória com 15 dias na farmácia com brinco deles e no mesmo dia eu troquei pelo de ouro,inclusive ja troquei esses dias por outro brinco de ouro.Ela faz amanhã 3 meses e graças a Deus não tive problema nenhum

  19. Alice Gross disse:

    Eu furei a da Malu qdo tinha 2 pra 3 meses, em um acupunturista especializado nisso. E chegou a inflamar, mas com os devidos procedimentos passado pelo.especialista, melhorou rapidinho. E fui informada q as vezes um pouco de sabao ou ate mesmo um fiapinho de roupa ou algodao, que fica na proximidade do furo pode causar essa inflamaçao.

  20. Comigo aconteceu a mesma coisa. Na maternidade não furava, Dai fiquei enrolando. De tanto falarem furei com 3 meses, inflamou uma e eu tirei. Agora ela esta com 3 anos e quer usar brinco, mas com essa idade é impossível furar… Resolvi deixar que ela fure na adolescência…

  21. Adoreiiiii esse post, em Porto Alegre eu realizo esse serviço nas casas das bebês 🙂
    http://www.facebook.com/meuprimeirobrinco

  22. Elizete Melo disse:

    y eu nu hospital

  23. A própria pediatra da minha filha quem fez o furo. Foi na 1a consulta, com apenas 11 dias de nascida. Só não furou na maternidade porque não tinha levado. Com o próprio brinco ela fez o furo, foi super rápido e até hoje não inflamou.

  24. Boa tarde a todas
    Meu nome é Tatiana , sou mãe e acompanho o Blog e sou cirurgiã plástica , se quiserem furo a orelha aqui na minha clínica . Se precisarem tem o endereço no site.www.tatianamonteiro.com . bjs

  25. adriana disse:

    trabalho com bebes e mães a vinte anos, segue link quem quiser conhecer meu trabalho.
    http://www.meuprimeirobrinquinho.com.br

  26. Cindy disse:

    Eu também tenho só um lado da orelha furada porque meu pai ficou com dó quando eu era pequena.
    Tenho 28 anos na cara, tentei furar mais duas vezes durante a vida, mas eu simplesmente não consigo ficar com coisas penduradas na orelha. Acho que como não tenho costume isso me incomoda. Fico um tempo sem usar e fecha de novo.
    Tenho duas filhas, não furei as orelhas de nenhuma delas. Acho que é uma coisa que elas devem escolher.

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail