Diário de viagem – Rio Quente Resorts

Por 13 Comentários


Toda mãe merece alguns dias de descanso. E só depois que passamos por eles é que percebemos como tudo fica mais leve, como conseguimos lidar com mais tranquilidade com os problemas do dia-a-dia, depois de tirar uns dias de folga. Mas se você é mãe, sabe que o único jeito de conseguir isso é viajando; porque em casa o tempo passa e tudo o que você fez foi arrumar a bagunça! Foi com esse objetivo que arrumamos as malas e fomos – eu a pequena e o marido – para o Rio Quente Resorts, no estado de Goiás. Quer saber como foi nossa experiência? Então eu conto agorinha mesmo!

Optamos por fazer o trajeto São Paulo – Rio Quente Resorts pelo fretamento aéreo da Valetur Viagens, a operadora oficial do Resort, cujo voo vai direto para o aeroporto de Caldas Novas, o mais próximo do nosso destino. Para nós foi uma decisão muito acertada, pois em apenas uma hora e meia de voo, e mais meia hora de transfer terrestre (que já está incluso no fretamento da Valetur), estávamos no hotel. Aliás, com uma facilidade incrível – como usamos a operadora oficial do Resort, despachamos as malas no aeroporto de Congonhas e elas nos foram entregues em nosso quarto! Quem viaja com criança sabe que confortos como esse não têm preço.

Ficamos hospedados no Hotel Pousada, o mais tradicional do complexo, que passou por uma completa revitalização para o último mês de julho e acaba de ser reinaugurado. Uma delícia, pois dali você consegue ir a pé para o maior complexo de piscinas com águas quentes, correntes e naturais do mundo: o Parque das Fontes. Composto por 18 nascentes que têm vazão de 6,5 milhões de litros de água por hora a uma temperatura de 37,5º, o lugar é paradisíaco. Você olha ao redor e vê as montanhas do cerrado, enquanto toma uma água de coco nos quiosques (dentro das piscinas, claro!). Imagina aquela água transparente, limpíssima, em que dá para ver seus pés? É exatamente assim lá, pois todo o volume das piscinas é renovado naturalmente a cada vinte minutos.

“E para as crianças?”, você deve estar me perguntando. Ao lado das piscinas naturais, há um espaço especial para as menores, a Piscina do Sapo. Bem rasinha, os pequeninos conseguem ficar de pé, correndo pelo túnel de água e fazendo farra nos chafarizes. E você fica ali, só monitorando, enquanto toma um sol delicioso. Aproveitei para tirar todo o mofo do inverno de São Paulo (saí de uma temperatura de 14 graus na minha cidade para ser presenteada com um calor de 27 graus no Rio Quente! Ou seja, o ano inteiro é tempo de você aproveitar o clima favorável do local).

Ah, mas ainda tem mais, muito mais! Bem ao lado do Resort fica o Hot Park, o maior parque aquático da América do Sul (eu não tinha ideia de como era grande, até chegar lá!). Com um benefício adicional de quem fica no Resort: a entrada é liberada durante toda a estadia.  Catarina se esbaldou no rio de corredeira com boias, o “Lazy River” e nas piscinas infantis, enquanto nós preferimos os tobogãs e a Praia do Cerrado, com ondas, areia branquinha e  atrações esportivas como a quadra de vôlei!

E a comida? Você pode esperar diversas opções, que atendem a todos. No almoço (incluído no esquema de meia-pensão), um restaurante para cada hotel, com saladas, pratos quentes, massas feitas na hora, grelhados, frutas, doces, refrigerante, suco e cerveja (mãe também tem direito a uma relaxadinha! E como você não precisará dirigir depois, um copinho está mais do que liberado!). E no jantar você pode variar entre a pizzaria Alecrim, o Clube Chopp Brahma, sopinhas (excelentes para as crianças!) e até mesmo ir aos restaurantes dos outros hotéis (facilmente acessados com os micro-ônibus que circulam o dia todo).

À noite, se ainda houver pique depois de tantas atividades, o Resort proporciona shows e outras atividades noturnas. Como nossa estadia aconteceu durante a semana japonesa (recheada de sushis e sashimis, ai que chato!!!), levamos Catarina para ver um contagiante show de Taikô (tambores japoneses).

Para terminar o post, deixo algumas dicas para você, que vai com crianças, aproveitar ao máximo a viagem:

– Se o filhote tiver menos de dois anos, vale a pena levar o carrinho. Assim você poderá jantar ou ir aos shows noturnos mesmo que o pequeno caia no sono.

– Ao chegar, informe-se onde fica a copa da mamãe do seu hotel. Lá você poderá preparar sucos, papinhas (tem fogão, geladeira, micro-ondas) e dar a comidinha do bebê (há mesinhas e cadeirão).

– Leve o filhote para conhecer o Espaço Kids Club, um espaço localizado atrás do Hotel Turismo, especialmente feito para as crianças de 2 a 10 anos. Com brinquedoteca, casinha de bonecas, escorregador, piscina de bolinhas e cineminha, os pequenos adoram! Para as crianças maiores há uma equipe de monitores (Equipe Boto) que entretém a meninada.

– Não se esqueça de levar chapéus, filtro solar, boias e roupas leves. Mas se você esquecer (como eu, que deixei a boia da filhotinha em casa), não se desespere. Lá existem boutiques que resolvem o seu problema (comprei uma e paguei o mesmo preço que eu pagaria em São Paulo).

Enfim, fico muito feliz de ter o Rio Quente Resorts como parceiro do Mil Dicas de Mãe. Porque é muito bom quando podemos referenciar um local de tanta qualidade aos leitores. Não foi à toa que o Resort foi escolhido pela Revista Viagem – uma das mais conhecidas e conceituadas publicações sobre turismo do Brasil – como o Resort do Ano 2013/2014. Eu fui, gostei tanto da estrutura e do clima família que encontrei, que já marquei um retorno para os próximos meses. Quem sabe nos encontramos por lá? Lembrando que nossos leitores têm até 35% de desconto, conforme já falamos aqui.

rio4

Piscina do Sapo: para os pequeninos, ao lado das piscinas naturais do Parque das Fontes

rio7

Entardecer nas piscinas naturais!

rio8

Espaço Kids Club

rio9

Piscinas infantis no Hot Park

rio6

Praia do Cerrado, no Hot Park

rio2

Parque das Fontes à noite

rio3

Show noturno de Taikô

mildicas_incentivo




Arquivado em: DiversãoPublieditorialViagem Tags:

Comentários (13)

Trackback URL

Sites que possuem links para este Post

  1. Você quer ir para o Rio Quente Resorts? : Mil dicas de mãe | 28 de novembro de 2014
  2. 5 filmes para inspirar seu filho a cuidar da natureza : Mil dicas de mãe | 22 de outubro de 2015
  1. Bibi disse:

    Que sonho. Adorei. Quero ir pra esse lugar nas próximas férias e ficar uns bons 15 dias. Vou me preparar!
    Lindo lugar!
    Obrigada pela dica!

  2. Layra Taveira disse:

    Amor definitivamente esse será o nosso próximo trecho!!! Adam Rodrigues

  3. Que demais!!!! Fui muitas vezes, mas como Guia de Turismo. Depois que a Lara nasceu….. não fui mais! Acho que chegou a hora! Adorei suas dicas, bem verdadeiras, e as fotos….. demais! Bjus Andrea Coisas da Lara.

    • Nívea Salgado disse:

      Nossa, acho que a Lara iria amar! A Cacá adorou, queria ficar o tempo todo na água! E como é quentinho o dia inteiro, eles se esbaldam!!!!

      Olha, eu aproveitei muito mesmo! E tem muita família, então dá um clima tranquilo ao lugar, né? Depois me conta se vc for!

      Bjs

  4. Joice disse:

    Queria saber se no mês de janeiro é muito quente para ir com um bebê de 01 ano??? Obrigada!

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Joice,

      Eu não fui em janeiro, mas como no país inteiro, imagino que essa época do ano deve ser mais quente, sim. O que eu posso te dizer é que agora em agosto havia muitos bebês de um ano. Se você for em janeiro (acho que dá perfeitamente para ir, desde que você faça o ritmo da criança), deve preferir sair ao sol em horários alternativos. Como lá a água é quentinha, dá para ficar dentro das piscinas até anoitecer, por isso de qualquer forma você vai aproveitar bastante o lugar. E com um aninho o bebê ainda dorme à tarde, então você só iria para o sol depois da soneca mesmo.

      Bjs,

      Nívea

  5. Cassia disse:

    Como faz pra ganhar os 35% de desconto?

  6. Náy Rocha disse:

    Moro em Goiás e fomos a Rio Quente no mês passado, quando a nossa bb tinha 56 dias.Mesmo ela sendo bem novinha, foi ótimo!Não expusemos ela ao sol entre ás 10 e as 16 hs.

  7. Amei sua dica…será o nosso próximo passeio

  8. acha que o complexo é proveitoso para bebê de 1 ano? Estou em dúvida se fecho ou não a viagem. Meu medo é não conseguir aproveitar.

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail