Tipos de fórmula infantil

Por 33 Comentários


Quando Catarina estava com poucos meses, fizemos uma investigação sobre uma possível alergia à proteína do leite de vaca (APLV), como já contei para vocês. Nesse período, fizemos algumas trocas do leite que ela tomava como complemento ao leite materno, e em função disso eu li bastante sobre o assunto. Se vocês repararem na prateleira de um supermercado ou farmácia, vão perceber que existem inúmeros tipos de fórmula infantil: as mais comuns, à base de leite de vaca, as semi-hidrolisadas, as hidrolisadas, aquelas à base de aminoácidos, de soja ou ainda as sem lactose. São tantas as opções, que dá para se perder por ali!

Antes de contar a vocês os achados das minhas pesquisas e o que aprendi sobre o assunto, nunca é demais lembrar que o melhor alimento para qualquer bebê em seus primeiros meses é o leite materno. Sem sobra de dúvidas! Mas pelos mais variados motivos, nem sempre é possível amamentar exclusivamente no peito. Pode ser necessário o complemento ou ainda a substituição total do leite materno, e nesse momento é o pediatra quem deve orientar a introdução das fórmulas. Independente disso, eu acho importante que toda mãe conheça um pouco mais sobre esse tipo de alimento, e por isso fiz esse resuminho para vocês!

 

 Tipos de fórmula infantil

 

Fórmulas à base de leite de vaca

São as mais comuns e as indicadas para bebês que não apresentam histórico de alergia à proteína do leite de vaca na família e que nasceram a termo (ou seja, que não são prematuros). Aquelas recomendadas para os bebês de 0 a 6 meses são chamadas de fórmulas de partida (como o Nan Pró 1, Nan Comfor 1, Aptamil, Nestogeno, Milula – antigo Bebelac, Enfamil Premium 1); e as que se assemelham a elas mas são destinadas a bebês de mais de 6 meses (Nan Pró 2, Nan Comfor 2, Aptamil 2, Nestogeno 2, Milupa 2, Enfamil Premium 2) ou de 1 ano (Ninho) são chamadas de fórmulas de seguimento.

Esse tipo de fórmula, apesar de ser à base de leite de vaca, é processado de forma a ser melhor aceito pelo organismo do bebê. As proteínas são mais facilmente digeríveis que no leite de vaca pasteurizado (de caixinha), que não deve ser dado ao bebê até que ele complete 1 ano de vida. É adicionado de lactose, para que se assemelhe mais ao leite materno. Algumas são fortificadas com ferro, e devem ser preferidas quando é a única fonte de alimento do bebê nos primeiros meses (uma vez que o pequeno nasce com baixa reserva desse mineral e poderia desenvolver anemia).

Há diversas marcas disponíveis, e se você fizer uma procura na internet vai ficar maluquinha, porque cada mãe diz que determinada fórmula é a melhor. A verdade é que cada bebê se adapta melhor a uma (e a outra vai prender o intestino, dar cólica, ou dar diarréia…  Aquela série de dificuldades bem conhecidas pelas mães que precisaram dar fórmula infantil ao bebê).

 

Fórmulas Semi-hidrolisadas

São aquelas onde a proteína do leite de vaca é mais processada no que numa fórmula comum, reduzindo o risco de desenvolvimento de alergia. Alguns pediatras a recomendam no caso de existir histórico de alergia à proteína do leite de vaca na família do bebê, como um fator adicional de prevenção do problema. É o caso do Nan HA ou Enfamil Gentlease, recomendados para bebês de 0 a 12 meses. Em casos de bebês com digestão muito difícil e muitas cólicas, podem ser especialmente interessantes.

Quando o bebê é diagnosticado com alergia às proteínas do leite de vaca, o processamento desse leite pode não ser suficiente para evitar o processo alérgico. Nesse caso são recomendadas as fórmulas extensamente hidrolisadas (veja a seguir).

 

Fórmulas extensamente hidrolisadas

Têm um preparo ainda maior para que possam ser ingeridas pelo bebê alérgico à proteína do leite de vaca (APLV). Nelas as proteínas são quebradas em partículas bem pequenas, com menor potencial alergênico. Em muitos casos de APLVs são bem toleradas pelo organismo do bebê (porém em alergias mais intensas, podem continuar desencadeando o processo alérgico). As marcas mais conhecidas são Pregomim Pepti e Alfaré.

 

Fórmulas à base de aminoácidos

Em casos mais severos de APLV podem ser as únicas toleradas pelo bebê. Podem ser usadas desde o nascimento. Seu processamento é mais elaborado, por isso são as de maior custo (uma lata chega a custar R$160,00 – preço pesquisado em junho de 2013). As marcas mais conhecidas são Neocate e Aminomed.

 

Fórmulas sem lactose

Para ser usada em casos de intolerância à lactose (que não tem nada a ver com alergia à proteína do leite de vaca!). Quando o bebê não consegue digerir o carboidrato do leite – a lactose – por falta ou produção deficiente da enzima lactase, a fórmula sem lactose é indicada. É o caso do Aptamil sem lactose e do Nan sem lactose.

 

Fórmulas à base de soja

São indicadas para bebês com intolerância à lactose (assim como as fórmulas SEM LACTOSE), com galactosemia (problema no qual o bebê não consegue digerir um outro carboidrato presente no leite de vaca – a galactose) ou que seguem dieta vegetariana de maior restrição. Nessas fórmulas a lactose é substituída por sacarose e xarope de milho. A proteína nas fórmulas à base de soja é de origem vegetal (da própria soja), diferente da proteína do leite de vaca – por isso em alguns casos de APLV, elas podem ser usadas. Entretanto, cerca de metade das crianças com APLV também apresentam alergia à proteína da soja – nesses casos apenas as fórmulas hidrolisadas ou à base de aminoácidos devem ser usadas (e, obviamente, o leite materno, com uma rígida dieta por parte da mãe, que não poderá ingerir alimentos que contenham leite e seus derivados em hipótese alguma).

É importante dizer que os pais não devem dar fórmulas à base de soja para o bebê sem a recomendação do pediatra (há lendas de que essas fórmulas diminuem as cólicas do bebê, o que não foi provado cientificamente). A proteína da soja tem valor nutricional menor para o bebê do que a do leite de vaca, que por sua vez é pior do que a do leite materno. Se a soja estiver indicada, deve-se usar a fórmula especialmente preparada para bebês (ex: Nan Soy, Aptamil Soja, SupraSoy, Enfamil ProSobee), e não os leites de soja de caixinha (ex: Ades, Sollys, Naturis), que não devem ser dados a crianças menores de 2 anos.

 

Fórmulas A.R.

São as fórmulas anti-regurgitamento, indicadas em alguns casos de refluxo. Possuem um agente espessante, que torna a fórmula mais “pesada” e por isso mais difícil de voltar depois que o bebê mama. É um erro substituir o leite materno por uma fórmula A.R. sem a recomendação do pediatra se seu bebê apresenta refluxo, pois o leite materno é o mais facilmente digerível (por isso passa rapidamente pelo sistema gastro-intestinal, diminuindo o regurgitamento). Além disso, as fórmulas A.R. podem causar constipação em alguns bebês. Algumas marcas conhecidas são Enfamil A.R., Aptamil A.R. e Nan A. R.

 

Minha experiência com as fórmulas infantis não foi das mais tranquilas. Troquei diversas vezes, Catarina teve cólica, prisão de ventre, regurgitava bastante… Por isso eu digo que nada melhor do que o leite materno! Se você tem a possibilidade de amamentar seu filho apenas no peito, não pense duas vezes! Não existe leite materno fraco, ele é tudo de melhor para seu filho. Mas se precisar complementar ou tiver algum outro problema que o impeça, não se sinta mal em recorrer às fórmulas. O importante é que seu filho ganhe o peso adequado e se desenvolva forte e feliz!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 




Arquivado em: AmamentaçãoCuidados diários Tags:

Comentários (33)

Trackback URL

  1. Adriane Câmara disse:

    Oi Nívea!

    Mais uma vez, adorei o seu post! Muito esclarecedor para as mães que, por algum motivo, precisam oferecer aos filhos outro tipo de leite.

    Em minha opinião, o leite materno é a melhor opção, inclusive para a própria mãe. É uma opção bem econômica (os leites industrializados têm preços altos) e dispensa a lavação e esterilização de mamadeiras (que, para mim, sempre foi super cansativo!)

    As informações sobre os leites industrializados são muito reduzidas. Entre uma pesquisa aqui e outra ali, entendi que o Ministério da Saúde proíbe maiores informações sobre estes leites (na lata dos leites, por exemplo), com o objetivo de incentivar o aleitamento materno. Mas… e para as mães que não podem oferecer o leite materno aos seus filhos?
    Meu leite secou quando minha filha completou três meses (uma tristeza!) e o pediatra dela recomendou o leite de vaca comum, de caixinha! Perguntei sobre as outras opções (NAN, Aptamil, etc) e ele respondeu: “bobeirada”! Achei que o pediatra estava louco, mas percebi que muitos outros profissionais faziam isso (entra aí a situação sócio-econômica dos pais, já que estas marcas são muito mais caras que o leite de vaca comum).

    Resolvi pensar bem no assunto e decidi que não daria o leite de vaca comum para a minha filha. Aí, novo desafio: sem a orientação do pediatra, como escolher o melhor leite? Seu post fez uma falta…. No fim das contas, fui experimentando as marcas e Anita se adaptou melhor ao NAN Comfor (o Nan Pro deu muita dor de barriga!). Ainda bem que ela não sentiu diferença e tomava a mamadeira sem problemas (tem criança que rejeita a mamadeira!)

    Um abraço!

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Adriana, fico feliz que o post tenha dado sua contribuição!

      Essa história de leite é complicada mesmo! Concordo com você que NADA é melhor do que o leite materno, para o bebê e para a mãe também! É prático, estéril, é melhor digerido pelo bebê… Quem teve que complementar sabe que com as fórmulas a adaptação é mais difícil.

      Legal que você tenha pesquisado e não tenha dado leite de caixinha nos primeiros meses, o que mostra toda a sua vontade em oferecer o melhor para sua filha. Tenho certeza de que ela vai crescer e perceber a mãezona que você é!

      Grande bj,

      Nívea

  2. Jenifer Sabrinna disse:

    O melhor depois do leite materno é o Aptamil 1, experiência própria! Quando ainda estava no hospital, a pediatra falou que o NAN pesa muito para o bebê, a gente pensa que o bebê tá cheio, mas na verdade está ”pesado.” Não tem feijoada? Ela não enche não é verdade? Ela pesa! Assim é o NAN para os bebês! Aí ela recomendou o Aptamil, super aprovado! Nunca tive problemas com ele, não prende, não dá cólicas, nada disso! Meu bebê tá com 1 mês e 8 dias e está super bem! Mas aí vai de cada mãe… Essa é minha dica! Bj.

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Jenifer, tudo bem?
      Super obrigada por compartilhar conosco a sua experiência!
      Certamente será muito importante para outras mães que a lerem!
      Grande beijo,
      Nívea – Mil Dicas de Mãe

  3. Isadora disse:

    Oi Nívea…

    Estou sofrendo muito com a escolha do leite para minha filha..

    Ela tem dois meses e ainda não consegui acertar..

    Ela ja tomou aptamil 1, Nan Comfort,Nestogeno, Enfamil Gentlease, aptamil de soja, Nan Soy..
    O problema é que as formulas normais ela fica agoniada, dorme mal e tem muita colica, o Enfamil foi otimo, mas depois de 20 dias ressecou, troquei pelo de soja que tbm foi otimo mas ressecou mais ainda.
    Hoje estou dando o Similac sensitive que é sem lactose por indicação da pediatra, mas com ele ela tem mais gases que todos os leites juntos e o cocô ficou muito mole, parece diarreia..

    Vou falar com a pediatra novamente pra ver oq eu faço..

    Beijos

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Isadora, tudo bem?

      Olha, acertar na fórmula infantil é mesmo difícil! Aqui em casa foi a mesma coisa! Não tem jeito, acaba sendo na tentativa e erro.

      A parte boa é que eles crescem, e aí o intestino regulariza, as cólicas somem, e tudo fica muito mais fácil.

      Bjs e força aí. E se precisar, grita, que estamos aqui!

      Nívea

  4. Kinho Goto disse:

    Olha galera gostaria de recomendar que a gente pesquise muito sobre o leite de caixinha até para nós adultos. Afinal de contas o consumo de leite de vaca por humanos é bastante controverso. Há quem diga que eles contém muito hormonios de crescimento pois são alimento para deixar um bezerro com seus 200kg. Sem falar nos hormonios artificiais, atibióticos e outros produtos nocivos que são injetados e adicionados à comida (em geral ração feita de milho transgênico) desses animais para que produzam mais leite, para que cresçam ainda mais rapido e para que, amontoados aos milhares em “campos de concentração” não tenham doenças. Isso tudo está presente no leite de vaca, é claro, no leite de vaca não orgânico.

    Devemos olhar mais longe, não só na embalagem. E pensar que aquele leite está sendo produzido por um animal mal tratado e manejado como se fosse uma coisa, sem amor, sem respeito, desnutrido e no limiar da saúde mínima.

    Isso tudo está no leite NAN e seus concorrentes, que podem ser umas das poucas saidas, mas ainda são péssimas saida.

    Além disso depois de tudo isso eles queimam o leite a 140º graus e o resfriam em seguida, o que degrada suas principais enzimas e outras coisinhas, sem as quais o calcio (grande argumento para que se consuma leite) não pode ser absorvido devidamente nem por adultos. Adicionam também no leite de caixinha em geral três conservantes: monofosfato de sódio, difosfato de sódio e trifosfato de sódio. Os fosfatos no nosso corpo, quando em excesso agem de forma negativa sobre os ossos, o que pode fazer com que nós eliminemos cálcio pela urina, ou seja urinamos nossos ossos.

    Então quero dizer que vivemos uma desinformação generalizada. Leia no rótulo, todos os ingredientes daquilo que compõe o produto e pesquise no google para saber se são perigosos ou relacionados com câncer por exemplo e se forem, não compre. Se formos nos informar sobre o produto da Nestlé na embalagem da nestlé é claro que eles só vão falar bem do próprio produto, o mesmo vale para site. Não devemos procurar saber se este ou aquele produto é bom, no site de quem vende o produto.

    Se forem dar leite de vaca aos seus filhos, deem leite fresco fervido ou busquem leite de saquinho pasteurizado a 70º graus, muito menos mau, muito menos velho muito menos conservantes (nenhum, em geral) e se possível (é um pouco dificil de encontrar em alguns lugares) compre leite orgânico. Que tem certificação de origem, dá pra saber de qual país, qual estado, qual cidade, qual fazenda, qual pasto e qual vaca o seu leite foi ordenhado. E a vaca vive no pasto comendo grama, igual as vacas de verdade.

    Estou a procura de soluções que envolvam frutas, raizes, vegetais, legumes, algo que seja natural e que não seja totalmente contaminado por agrotóxicos e transgênicos e monopolios mundiais de alimentos como faz a nestlé.

    E gostaria de suerir que buscassem olhar para essa direção. Porque o mundo precisa que a gente descubra essas coisas, pois aí veremos o quanto estamos sendo enganados por esse tipo de empresa.

  5. Mari disse:

    Olá meninas, minha bebê hje está com 6 meses e está tomando Enfamil, antes ela só mamava LM, a pediatra que indicou disse que é o melhor, eu estou gostando e minha bebê tambem!! *-*

    Sucesso meninas, muita saúde!

  6. She disse:

    Tenho uma bebê de 1 mês e não mama no peito já tentei que pegasse mas nada ela não aceita estou tirando leite do peito mas gostaria de parar e ficar só com o aptamil pois ao tirar meu peito feriu não é das tentativas da bebê é da suquição para tirar o leite não aguento mais tirar e estou com muita duvida se paro de tirar o leite ou continuo meu peito doi muito o que faço

    • Ana Lúcia Reis disse:

      Querida, por favor continue com o leite materno, tenha paciência e muita fé em Deus,tive muitas dores nos seios, sangramento e pouco leite, passei algumas pomadas a base de lanolina e tive que suspender a mama por três dias para melhorar os seiso, mas é certo o leite só produz se o bebê sugar muito então foi o que fiz para ela continuar mamando, mas mesmo assim estou com pouco leite, estou dando aptamil e ela agora desenvolveu alergia a proteína do leite, estou na dieta de protéina, não tomo leitew de vaca e derivados e ela irá tomar uma fórmula especial, carrisíma, por esse e tantos outros motivos continue tirando/oferecendo o seu leitinho para ela, essa dor vc tratando daqui uns 15 dias passa, foi o que ocorreu com os meus seios.Ba sorte!

  7. A nossa pequena Pietra está hoje com 4 meses, e como a mãe trabalha e mesmo comendo canjica, tomando equilid, muita água, chocolate, cerveja preta e tudo mais que indicam não produz muito leite.
    Destarte, a Pi teve desde os primeiros dias complementar a amamentação.
    Começamos com o Milupa, por ser o mais em conta, mas esse a ressecou, mas ela gostava, então o médico recompendou o NAN Comfor devido aos prebióticos, mas ela não gostou, passamos então para o Similac e ela tambem não se adaptou muito, até que encontramoso Enfamil que não resseca e ela gosta, mas como ela mama muito pouco o médico mandou dar o que ela aceitasse, hoje com 4 meses ela já come banana amassada, que ama, abobora cabotian assada, mucilon, farinha láctea e legumes amassados.

  8. Leticia disse:

    Quanta informação bacana. Nota 10 pra vc!
    Meu pequeno está com 10 meses e eu, graças a Deus, tive muito leite desde o começo. Mas agora ele já está cheio de dentinhos na boca eu sofro um pouco com a amamentação. Estou muito indecisa pois amo amamentar e queria continuar até 12 meses mas está ficando insustentável. Sem contar que ele acorda muito durante a madrugada e na maioria das vezes só o peito resolve. O pediatra me disse pra aguentar firme pois falta pouco. Em contrapartida, eu estou muito cansada, com os seios machucados, e as noites em claro, pois ele não acorda uma vez só: pelo menos umas 3 vezes por noite!!!!! Não sei o que fazer. Queria muito a sua opinião. Minha mãe diz que estas acordadas na madrugada podem ser de fome e que seu fizesse uma mamadeira boa, daquelas carregadas como as que ela me dava, na decada de 80, a base de maizena (rsrsrsrsrsr) ele dormiria bem melhor. E agora????

  9. CAMILA GOMES disse:

    ola boa noite meu bebe tomou o nan pro 1 e ficou todo vermelho no rosto oque fazer.

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Camila,

      Foi a primeira vez que ele tomou o NAN? Ele já tinha tomado outra fórmula antes, ou apenas leite materno? Se foi a primeira vez, é importante ficar atenta, pois pode ser um processo alérgico. Para tirar a dúvida, o melhor sempre é consultar o pediatra.

      Bjs,

      Nívea

  10. Sabe me dizer as maiores diferenças na composição de
    Nan Comfor 1, Aptamil, Nestogeno, Milula, Enfamil e Ninho (as ditas fórmulas de seguimento) e quando não podem ser substituidas?
    Agurado resposta o mais rápido possivel. Agradeço desde já.

  11. Talia Hernandes disse:

    bom dia. Alguem sabe me dizer se o leite enfamil gentlease solta o intestino do BB?

  12. Katia disse:

    Alguém pode me ajudar no preparo do Enfamil Gentlease? No rótulo diz que tem que ser preparado com a água quente, acima de 70oC. Demora muito para esfriar e minha bebê fica chorando muito, nesse tempo. Além disso, não é prático para sair de casa, aonde vou encontrar lugar para ferver a água, fora de casa? Tentei usar uma térmica, mas não manteve a água quente por muito tempo.
    Preciso de dicas. Como vcs fazem? Obrigada

  13. Alguém sabe a diferença do leite aptamil 2 pelo nestogenio 2?

  14. Alessandra Coelho disse:

    minha filha toma enfagow descobri agora a alergia mais não esta aceitando nenhum de soja , alguem tem alguma dica ??

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Alessandra,

      O melhor mesmo é levá-la a um pediatra e pedir sua opinião. Muitos bebês que têm alergia a leite de vaca também têm à soja, então é bom ficar atenta. Quando existe a alergia, normalmente o recomendado são fórmulas especiais e não às com base em soja. Havendo a confirmação do diagnóstico, o próprio governo disponibiliza as fórmulas para o filhote.

      Beijos,

      Nívea

  15. M.luiza disse:

    Nossa é tão bom ter site que ajuda as mamães que dão formula, e que n ficam julgando ,adoreii bjuss

  16. Homero disse:

    Oi Nívea, muito bom seu comentário. estou procurando várias informações na net, e vc tinha todas aqui.
    Eu tenho uma dúvida e queria ver se vc podia me ajudar. Minha filha Helena deste pequena toma Nan HA e Nan Supreme agora. Alguns pediátras achavam que ela tinha alergia a lactose, mas era só doença da moda. O pediatra e rotina bateu pé e disse que ela não tem. E agora ele falou para dar o Aptamil Premium 1 (novo no lugar do Aptammil 1 de leite de vaca), pois com o HA por muito tempo, ela pode diminuir sua imunidade.
    Eu vi que o Nan Supreme é de rotina, mas tanto o Supreme e HA são com proteína do leite parcialmente hidrolisadas, mais lactose. Que segundo o fabricante, no Nan Supreme sua formulação proporciona não somente o crescimento e desenvolvimento adequado do lactente mas também, contribui com a redução do risco de obesidade no futuro, facilita a digestão (relacionada com menos sintomas gastrintestinais – episódios de constipação, cólica e diarreia), além de proporcionar fezes mais macias e ter um menor potencial alergênico.
    A minha questão é: qual é melhor para a Helena, o Nan Supreme com proteína parcialmente hidrolisada do soro do leite, ou Aptamil Premium com proteína do soro do leite e leite de vaca? Já que os dois são o mesmo preço.

    Abc,

    Homero

    • Marie disse:

      Homero, este texto é de 2013. Agora em 2015, Mil dicas de mãe publicou um texto muito legal esclarecendo as diferenças entre as fórmulas.

      Pelo o que li, tem um novo NAN bem diferenciado no mercado. NAN SUPREME por causa da proteína.

      Da uma olhada.

      Bj

  17. Vanessa disse:

    Boa tarde
    mais na sua opinião, qual leite é melhor para prevenir prisão de ventre e melhorar os gases?

  18. marielle zavaglia da silva disse:

    Olá. Meu bebê tem 3 meses e eu não estou tendo leite. Comecei a dar o nam pro 1. Esse leite é bom? Está correto? Ou é melhor o nam suporeme?

    • Nívea Salgado disse:

      Marielle,

      Apenas o pediatra do seu filho pode recomendar a fórmula correta, e identificar se ele é mesmo necessária.

      Beijos!

    • PATRICIA DANIELE URBANO URANO disse:

      Olá ! Sei que já faz muito tempo mas estou passando pela mesma situação… minha bebê não aceitou aptamil e estou sem leite …
      Por favor me dê uma luz pois estou apavorada!

  19. Marisa disse:

    Olá! Sempre dei o Aptamil 1 nunca tive problemas ate com os gases.Mas infelizmente fui ouvir outras pessoas dei leite de vaca com mucilon e meu bb desencadeou a aplv agora só pode tomar o soja hidrolisada. Não tive leite nunca amamentei e ainda aconteceu isso. E agora ele não quer o leite de soja =( .
    Não dê. Nada a seu bb sem consultar pediatra isso e fundamental.

  20. Renata disse:

    Olá, gostei muito do conteúdo, esclarecedor. Após 08 meses amamentando precisei trabalhar e o leite que meu filho mama é Similac. Eu adorei. Ele se adaptou muito bem. Senti falta desta marca na matéria.

  21. Vanessa disse:

    Meu bebe não se adaptou em nenhuma fórmula à não ser o nan HA… as outras assim q é ingerida aparece manchas vermelhas e a orelha incha e tbem fica muito vermelha e coçando. Se o bb adaptou pelo nan HA isso quer dizer oq? Ela tem alergia ao leite de vaca?

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Vanessa,

      Quando o bebê tem alergia ao leite de vaca normalmente não consegue fazer uso nem das fórmulas HA. Mas se seu bebê só consegue usar essas, isso pode indicar uma maior sensibilidade para digerir esse tipo de alimento. Vale relatar ao pediatra.

      Um abraço,

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail