Dos nós que os filhos dão nas mães…

Por 9 Comentários


Catarina começou a falar com mais desenvoltura há poucos meses. Eu me lembro que até os dois anos de idade, as únicas palavras que compreendíamos eram mamãe, papai, vovô, vovó, e umas cinco além dessas. Dois meses depois do seu último aniversário, sentimos uma mudança enorme, e da noite para o dia a pequena teve seu vocabulário aumentado. Primeiro algumas palavras novas, depois frases, até que começamos a perceber que a filhotinha já conseguia exprimir pensamentos inteiros. E, aí, caros leitores, eu percebi que minha filha já é capaz de dar nó em pingo d´água!

interrogacao211

Que minha filha um dia iria me fazer perguntas que dariam trabalho para serem respondidas em já sabia. Mas a surpresa foi perceber que isso já acontece aos dois anos e meio de idade! Hoje mesmo, falando ao telefone, eu pronunciei a palavra “moda” ao seu lado. Normalmente ela não questiona o significado das coisas (porque consegue entender pelo contexto o que aquilo quer dizer), mas hoje me saiu com a pergunta: “Mamãe, o que é moda?” E agora? Como explicar para uma menininha-bebê o que significa isso (talvez nem eu mesma saiba a resposta!)? “Bom, filha, sabe quando todo mundo gosta de usar uma coisa? Como calça jeans, todo mundo usa, certo? Então, aí a gente diz que calça jeans está na moda, entendeu?”. Ao que Catarina responde: “ah, mãe, entendi. Que nem tênis, né, todo mundo usa”. “Isso, filha, então a gente fala que usar tênis está na moda”. “Ah, mãe, que nem pasta de dente, né?” “Uhm… Não exatamente!!!!!” (Isso é que dá ser filha de dentista!)

A de outro dia foi pior. Todas as noites, ela me pede que eu conte duas histórias (que só não se transformam em dez porque eu tomo muito cuidado!). Recentemente, ela começou a se interessar pelas relações familiares. Então me pede para contar a minha história desde que era pequena, a do pai, a de cada um dos avós e tias… Até que ela me saiu com essa: “mãe, me conta a história da Catarina?”. Bom, pensei, essa é fácil, eu sei de cor e salteado! “Filha, começa assim: o papai e a mamãe queriam muito uma filha, e aí você nasceu…”. Revoltada ela diz: “Não, mamãe, antes disso!”. Ah, certo, vamos começar de novo. “Então, filha, você estava na minha barriga…”. “Não, mamãe, essa parte eu já sei. Eu quero mesmo é saber antes disso. Onde é que eu estava?”. Uhm… Posso pedir a ajuda dos universitários???

Conversando com meu marido no fim de semana (depois que Catarina fez uma de suas perguntas “básicas”), ele disse que daqui a algum tempo teremos que estudar para responder para ela. Pois é, acho que não falta muito!

E você, qual foi o nó que seu pequeno já te deu? Conta pra gente!

 

 




Arquivado em: Papo de mãe Tags:

Comentários (9)

Trackback URL

  1. Dani Rabelo disse:

    Menina, que delícia!!!!
    Que delícia, Ni!!!

    Laura ainda não começou esse tipo de pergunta, mas fico de cabelo em pé só de imaginar….

    Que delícia, morde muito a Cacá por mim!!!

    Beijos grandes!
    (vamos nos ver de novo?)

  2. Bibiana disse:

    Nossa, eu imagino quando chegar a minha vez… daqui um ano e meio.
    Mas deve ser delicioso responder, e também perceber a inteligência deles em perguntar as coisas, em saber perguntar… e nos mostrar como entenderam!
    Bjo!

  3. Di disse:

    Eu não aguentava esperar por essa fase, sabia? Sabe aquelas coisas que ficamos imaginando quando ainda não somos mães? Essa era uma delas!
    Rebeca uma vez me veio com essa pergunta “onde eu estava antes disso?” respondi, pronta “estava no meu coração!”
    Dai, num outro dia, ela insistiu “e antes disso?”
    E eu respondi “bom filha, quando mamãe ainda era criança, você estava nos meus sonhos. E ficou lá até eu conhecer o papai, namorar, ai você passou pro meu coração até eu estar pronta pra você ir pra minha barriga e nascer!”
    Pronto, saciada a curiosidade, filha satisfeita e mãe emocionada!
    Bjs
    Di

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Di, que coisa mais linda a sua resposta! Fiquei emocionada, simplesmente perfeita! Bjs!

    • Eliziane disse:

      Linda mesmo, já vou fazer uma cola para quando o meu Augusto fizer essa pergunta, ele está com 10 meses, e por enquanto só balbucia mesmo, mas já nos surpreendemos com isso…
      Beijos
      Eliziane

  4. Séfora disse:

    Amo seus textos… Dou o “mama” noturno lendo e assim prossigo madrugada a fora. Sou a mamãe do Vitinho que tem 1 ano e 8 meses.
    Todos os dias vc me ajuda, todos.
    Bjs

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Séfora,

      Obrigada por tanto carinho, adorei receber sua mensagem!

      Torcendo para que o blog continue sendo útil, e para que o Vitinho cresça com muita saúde por aí.

      Beijos!

  5. juliana antunes dos santos disse:

    Davi 2 anos e 5 meses- Mãe a chuva molha?
    Eu- Claro filho
    Davi- E quem molha a chuva??!?!?!…
    Eu- !!!???…. Ela já nasce Molhada filho.

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail