Facilitando as compras de casa

Por 8 Comentários


Se a gente fosse apenas mãe e ponto final, o dia não seria tão corrido assim. Mas é bem provável que sua vida seja como a minha: além de exercer o papel de mãe você é também esposa, filha, irmã, amiga, cuida das compras da casa e trabalha fora (ou quaisquer das combinações anteriores). Ufa! Cansei só de pensar! Você já acorda pensando em como resolver todas as pendências do dia: “será que vai dar tempo de passar no açougue? O sabão em pó está no final e não vai dar para lavar as roupas amanhã…”. E chega exausta ao fim da tarde (mas ainda com gás para brincar de casinha, de comidinha, de bola e etc, porque o filhote está a mil e não quer nem saber se mamãe passou o dia inteiro correndo de um lado para o outro).

Por conta de toda essa correria, tive que fazer algumas alterações no ritmo de casa. Comecei a perceber que eu gastava muito tempo indo várias vezes por semana às compras, por pura falta de organização. E apenas com um pouco de planejamento já consegui reduzir bastante o tempo gasto com isso. Como foi algo de extrema utilidade para mim, gostaria de compartilhar com vocês as dicas para facilitar as compras. Vamos lá?

1) Faça um cardápio semanal. Se você souber o que será servido durante toda a semana, consegue fazer as compras alguns dias antes de forma a não se esquecer de algum ingrediente fundamental para o preparo dos pratos. Aí não vai ter que sair correndo para comprar a mandioquinha para o purê, ou o fermento para o bolo.

 

2) Tenha uma lista básica do que você consome em casa. Coloque tudo, tudo mesmo que você costuma consumir durante um mês na sua casa. Quanto mais completa, menor a chance de você esquecer de comprar alguma coisa e ter que voltar ao mercado pouco tempo depois.

 

3) Use a tecnologia a seu favor: é claro que você pode fazer listas de compras no seu computador e imprimir antes de ir ao mercado. Mas pode também recorrer aos aplicativos para smartphone para fazer isso (é o que eu faço, pois o aparelho está sempre comigo e eu vou assinalando os itens necessários da lista em cada brechinha de tempo que tenho).

 

4) Aposte no serviço de delivery. Você deve estar pensando: “eu não vou gastar com delivery, é muito caro!”. Mas faça as contas e veja quanto você vai gastar de combustível para ir ao mercado e quanto do seu tempo você poupará nisso (lembre-se: o tempo de uma mãe é uma das coisas mais escassas que existem; por isso, vale muito!). De fato comprar pela internet é mais caro do que você ir ao mercado e selecionar item por item, vendo as promoções do dia, comparando marcas… Mas pode te salvar em horas de crise! Além dos supermercados, pode ser que a frutaria ou o açougue que você frequenta façam entrega a domicílio gratuita sem cobrar nada por isso (normalmente há um valor mínimo para a compra).

 

5) Congelados, sim, desde que saudáveis! Tem muita coisa congelada vendida por aí que é pura gordura (esse você pode deixar na prateleira do mercado). Mas tem mil outras coisas que são saudáveis. Há opções de verduras e legumes congelados que quebram o maior galho e preservam os nutrientes do alimento (brócolis, couve-flor, ervilhas são alguns exemplos). Se você tivesse que comprá-los sempre frescos, teria que ir sair muito mais vezes às compras. E os pratos prontos? Ah, aí tem que olhar mesmo o rótulo e analisar caso a caso. Conhece uma cozinheira fantástica? Avalie se não é o caso de chamá-la para cozinhar por um dia e congelar em pequenas porções tudo o que ela fizer (extremamente útil se você está com um bebê recém-nascido em casa, precisa se alimentar bem e não tem tempo para cozinhar nem para fazer compras picadinhas!).

 

6) Peça ajuda. Se tem uma coisa que eu aprendi depois que me tornei mãe, foi pedir ajuda sem me sentir mal por isso. Sua mãe vai te visitar (e ela mora ao lado de uma frutaria incrível)? Talvez ela possa trazer as frutas para o bebê, que estão acabando. O marido está voltando para casa e passa na frente da farmácia? Peça para ele comprar mais fraldas! Se você não falar nada, as pessoas não saberão que você está precisando de uma mãozinha, e você se desgastará para dar uma de super mulher e tentar salvar o mundo!

 

E você, tem uma dica de como facilitar as compras de casa? Compartilhe conosco!




Arquivado em: Coisas de casaDicas de mãe Tags:

Comentários (8)

Trackback URL

  1. Dani Vargas Vianna disse:

    ótimas dicas!!!gostei

  2. Graziela disse:

    Muito boas as dicas!!!
    Realmente a gente fica com o tempo restrito…
    Eu como trabalho de madrugada era muito complicado, até q o mercado de casa virou 24h…. Então 1x por mês eu vou lá ao sair do trabalho 6h da mnhã e faço as compras do mês….. e semanalmente tbm as 6h da manhã, compro as frutas e legumes… é o que me salva!!!!
    Meu bebê ainda está dormindo com a minha mãe antes de eu chegar em casa, o mercado esse horário é extremamente vazio… em 40 minutos faço as compras do mês (é q sou mto apressada… rs) e nãoperco mto tempo.
    Mãe tem q se fazer em mil!!!
    Farmácia… segue a dica, drogaria são paulo não cobra taxa de entrega e tem site pra efetuar as comprar… eu tenho colado na geladeira o telefone de 4 farmácias que entregam delivery sem cobrar nada… açougue… 1x por mês…
    bjusss

  3. Fernanda disse:

    Adorei as dicas, principalmente a do brócolis e couve-flor congelados! Vou incluir na minha lista de compras mensal.
    Meu Victor ainda está a caminho, mas eu e meu marido (para quem carne e indispensável na refeição) já adotamos um método prático para o dia-a-dia: enchemos o congelador com espetinhos de frango, linguiça e carne suína, e grelhamos no grill. Bem prático. Otimiza nosso tempo. E vez em quando me arrisco em algum prato diferente.
    Bjos,

  4. Simone disse:

    Olá! Adóro o blog. acompanho todas as postagens, e aos poucos vou conhecendo os artigos de antes de eu assinar. Você poderia dar sugestão dos aplicativos para listas que usa no smartphone? Um grande abraço!

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail